Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Arábia não muda plano da CBF. Neymar é fundamental para a Copa de 2026. E, se quiser, voltará a ser capitão

A ida para o Al-Hilal, para o futebol muito menos competitivo da Arábia Saudita do que o europeu, não muda a decisão da CBF. Neymar será a grande aposta para a Copa de 2026. E, se quiser, voltará a ser capitão

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

A Arábia não mudou o plano da CBF. Neymar será a grande aposta em 2026. Capitão, se quiser
A Arábia não mudou o plano da CBF. Neymar será a grande aposta em 2026. Capitão, se quiser A Arábia não mudou o plano da CBF. Neymar será a grande aposta em 2026. Capitão, se quiser

São Paulo, Brasil

Não importa para a CBF que Neymar tenha ido para um futebol muito menos competitivo que o europeu.

Mesmo na Arábia Saudita, no Al-Hilal, com menor intensidade, disputa, adversários com menos técnica, com a óbvia exceção das estrelas que foram para lá, a camisa 10 da seleção está reservada para o jogador.

O presidente Ednaldo Rodrigues quer que ele siga a referência da seleção brasileira na Copa do Mundo nos Estados Unidos, em 2026.

Continua após a publicidade

O dirigente pensa em reeditar com o jogador, com 31 anos e meio, o que a Argentina fez com Messi.

Com uma oferta muito interessante.

Continua após a publicidade

Que, depois de sete anos, ele volte a ser capitão do time brasileiro.

O meia/atacante renunciou à tarja em 2016 depois de muita cobrança da imprensa, pelo seu comportamento fora de campo, expulsões, farras.

Continua após a publicidade

Postura incompatível com a de capitão da seleção brasileira, pentacampeã do mundo.

Fernando Diniz, técnico interino, até que Carlo Ancelotti termine seu contrato com o Real Madrid, em junho de 2024, não abre mão do jogador.

A CBF está fazendo contato com o atleta.

Se Neymar quiser, fará parte da lista de convocados, que Diniz trará a público na próxima sexta-feira, para os primeiros jogos das Eliminatórias da seleção brasileira.

A primeira partida será no dia 8 de setembro, no Mangueirão, no Pará. Contra a fraquíssima Bolívia. A CBF conseguiu politicamente o adversário ideal para o início da trajetória rumo à Copa.

O segundo jogo será em Lima, no dia 12, contra o Peru.

O jogador queria "um tempo" da seleção para se recuperar "psicologicamente" da dura eliminação nas quartas de final da Copa do Catar, diante da Croácia.

Ele ficou fora dos amistosos do Brasil, até porque operou os ligamentos do tornozelo direito.

Se aceitar a convocação, Neymar voltará depois de dez meses.

Caso não queira, poderá voltar em outubro, contra Venezuela e Uruguai.

CBF planeja copiar a Argentina. Fazer o Brasil jogar para Neymar. Sonho é que seja campeão na última Copa
CBF planeja copiar a Argentina. Fazer o Brasil jogar para Neymar. Sonho é que seja campeão na última Copa CBF planeja copiar a Argentina. Fazer o Brasil jogar para Neymar. Sonho é que seja campeão na última Copa

Mas foi revelado ao blog que a CBF apostará tudo em Neymar.

Toda a preparação para o Mundial dos Estados Unidos será feita de acordo com o interesse do jogador. 

Até porque ele estará do outro lado do mundo, na Arábia.

O resumo da situação.

Ednaldo aposta que, como será a última Copa de Neymar, ele fará de tudo para vencer.

Exatamente como Messi fez no Catar.

E a CBF fará absolutamente de tudo para ter o seu grande talento no Mundial.

A decisão está tomada.

E passa por cima de Fernando Diniz e Ancelotti.

A prioridade para 2026 é Neymar.

Estando na Arábia, China ou Marte.

Ele será o camisa 10 do Brasil nos Estados Unidos.

E capitão, se quiser...

Neymar é o jogador que mais movimentou dinheiro na história do futebol

" gallery_id="64da9159cd77c07ed50012ad" url_iframe_gallery="esportes.r7.com/prisma/cosme-rimoli/neymar-selecao-capitao-copa-2026-15082023"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.