Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Neymar implora para ir ao Barcelona. Aceita contrato de risco. Ganhar 70% a menos. O problema é Xavi. PSG não o escala no Francês

Luis Enrique, técnico do PSG, não quer Neymar de jeito algum. Ele o deixou fora da estreia no Francês. O Barcelona segue dividido, apesar de o brasileiro aceitar ganhar menos e com contrato de apenas um ano. Arábia e EUA são opções

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli


Neymar fora da estreia de hoje do PSG. Rezando para que a negociação com o Barcelona dê certo
Neymar fora da estreia de hoje do PSG. Rezando para que a negociação com o Barcelona dê certo

São Paulo, Brasil

Um contrato de risco.

Recebendo 30% do que ganha no PSG.

13 milhões de euros, R$ 69 milhões, por uma temporada.

Publicidade

Esse é o último recurso que Neymar propõe ao Barcelona.

Compromisso de apenas uma temporada, com um salário baixo para os seus padrões. Caso consiga jogar em alto nível, e se submeter à cartilha de disciplina que existe no clube, renovará para outra temporada.

Publicidade

A proposta beira a humilhação para um atleta tão talentoso, representativo, midiático.

Os grandes jogadores do mundo jamais assinam por uma temporada apenas, no mínimo três.

Publicidade

Mas há mais desconfiança do que desejo de ter Neymar na Catalunha.

Xavi, seu ex-companheiro de time e atual treinador, é o principal obstáculo.

Porque ele sabe muito bem quanto o brasileiro gosta de farrear e quanto tem o gênio difícil.

Xavi é disciplinador, rígido, hierárquico.

Deixou muito claro aos atletas que para essa temporada exigirá o máximo comprometimento.

Luis Enrique não gosta de falar de Neymar. 'Verão minhas ações com ele.' O desejo é que o brasileiro saia
Luis Enrique não gosta de falar de Neymar. 'Verão minhas ações com ele.' O desejo é que o brasileiro saia

Ele havia pedido à direção do Barcelona o meia português Bernardo Silva. O preferia a Neymar. Mas Guardiola avisou aos dirigentes do Manchester City que não o liberaria. Ele vê enorme potencial no português e até se posicionou contra Haaland, ontem, na estreia do time na Premier League contra o Burnley.

Com João Felix negociando com o Benfica, a situação para o retorno de Neymar ao Barcelona está aberta. O presidente Joan Laporta, que tanto sonhava com o retorno de Messi, é o grande defensor do brasileiro. E adepto desse contrato de risco, de uma temporada, renovável, se Neymar atingir certo número de jogos como titular, abrir mão do Carnaval e de viagens desnecessárias ao Brasil.

O grande fator, no entanto, está em Neymar conseguir a rescisão do PSG. O jogador tem contrato até 2027.

O técnico espanhol Luis Enrique não o quer no elenco, por inúmeros problemas que o brasileiro já criou em cinco temporadas na França.

A direção do PSG quer vendê-lo ao Barcelona, recuperar parte dos 222 milhões de euros, cerca de R$ 1,1 bilhão. A quantia comentada em Paris é de 80 milhões de euros, cerca de R$ 429 milhões.

Neymar? Xavi queria Bernardo Silva do Manchester City. Não há empolgação do técnico com o brasileiro
Neymar? Xavi queria Bernardo Silva do Manchester City. Não há empolgação do técnico com o brasileiro

Mas o clube espanhol quer a simples rescisão de contrato entre o brasileiro e os franceses. Com Neymar deixando de ganhar o que havia combinado até 2027.

Luis Enrique já deu sua colaboração para deixar o ambiente de Neymar péssimo no PSG. Não o escalou hoje para a estreia da equipe no Campeonato Francês, contra o Lorient. Não ficará nem no banco. A desculpa é que o jogador tem um problema viral.

O brasileiro, irônico, desmentiu essa versão, postando hoje uma foto ao lado da academia do PSG. Ele ficará treinando, mantendo a forma até conseguir acertar sua saída.

Ao contrário dos últimos três anos, Neymar não é manchete nos jornais europeus.

Sua importância diminuiu muito.

O que roubou atenção durante toda a semana, com o ápice hoje, foi a contratação de Harry Kane pelo Bayern. O artilheiro, de 30 anos, ficou no Tottenham por dez anos. Foi comprado por 100 milhões de euros, cerca de R$ 537 milhões.

Neymar só tem um cúmplice na sua tentativa de volta ao Barcelona.

O presidente do clube, Joan Laporta, quer o poder midiático de Neymar. Para atrair patrocinadores, torcedores, vender mais camisas, tornar o clube ainda mais poderoso nas negociações de transmissões e torneios amistosos.

Luis Enrique foi treinador de Neymar no Barcelona. Sabe tudo o que viveu com o brasileiro
Luis Enrique foi treinador de Neymar no Barcelona. Sabe tudo o que viveu com o brasileiro

Mas ele enfrenta oposição entre os próprios conselheiros do Barcelona. Muitos não se esqueceram de que Neymar foi para o PSG autorizando o time francês a pagar sua cláusula rescisória de 222 milhões. E o encaram como um “traidor”, que deu seus “melhores anos” aos franceses.

Neymar não abre mão do Barcelona.

Vai forçar a volta até o fim da janela, dia 31 deste mês.

Se não houver jeito, a saída talvez seja mesmo ir para o Al-Hilal, da Arábia.

A última opção seria negociar com um clube dos Estados Unidos.

E jogar em uma equipe brasileira até o fim do ano.

Neymar teria de repetir Lucas.

Rescindir com o PSG, deixar apalavrada, com um contrato encaminhado, e atuar nestes últimos meses do ano no Brasil, para manter a forma.

Mas é uma situação que o pai de Neymar rechaça.

Brasil só com Neymar no fim de carreira.

Ele tem apenas 31 anos e meio.

E obcecado por voltar ao Barcelona...

Neymar pode comprar a taça da Copa e pagar multas do lago da discórdia com salário do Al-Hilal

" gallery_id="64d283ca416eb92f86000233" url_iframe_gallery="esportes.r7.com/prisma/cosme-rimoli/neymar-barcelona-xavi-12082023"]

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.