Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

'Não peço para me inocentarem sem provas. Tenho provas.' Revelações de Robinho, sobre a condenação por estupro, à RECORD

Depois de mais de três anos de negociação, a RECORD conseguiu a entrevista exclusiva que faltava de Robinho. Ele dá sua versão sobre a condenação por estupro na Itália. Diz se teme cumprir nove anos de cadeia no Brasil

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Robinho, pela primeira vez, foi direto sobre a condenação por estupro. Sem meias palavras
Robinho, pela primeira vez, foi direto sobre a condenação por estupro. Sem meias palavras Robinho, pela primeira vez, foi direto sobre a condenação por estupro. Sem meias palavras (RecordTV)

São Paulo, Brasil

"Não peço para me inocentarem sem provas.

"Eu tenho provas."

"Por que só eu estou respondendo sobre isso?"

Publicidade

Depois de meses de insistência, desde 9 de março de 2021, a RECORD conseguiu, com exclusividade, entrevistar Robinho.

A responsável foi a jornalista, e chefe de pauta, Josimara Silva Zappi.

Publicidade

Ela não desistiu enquanto não conseguiu a entrevista.

A conversa aconteceu em São Vicente.

Publicidade

O ex-jogador da Seleção Brasileira, Santos, Atlético Mineiro, Real Madrid, Milan e Manchester City ficou cara-a-cara com Carolina Ferraz.

De forma direta, ele falou, como nunca, sobre a condenação de nove anos, por participação no estupro coletivo de uma mulher, na boate Sio Café, em Milão, em 2013. 

E que o levou à condenação por nove anos de cadeia, pela Justiça Italiana.

No dia 19 de janeiro de 2022, Robinho perdeu seu último recurso contra a sentença.

Ele só não está preso porque vive no Brasil.

E o país não tem acordo de extradição de seus cidadãos.

Mesmo que cometeram crimes no Exterior, com raríssimas exceções.

Neste dia 20, quarta-feira, o Tribunal Superior de Justiça julgará se é procedente o pedido do governo italiano, que Robinho cumpra pena no Brasil.

O julgamento, que começa às 14 horas, será transmitido ao vivo, pela TV Justiça.

Acontecendo a homologação, não haverá outra saída, a não ser a prisão.

Carolina Ferraz fez perguntas fundamentais, até agora, não respondidas.

O que você tem a dizer em sua defesa?

O fato dela se lembrar das coisas, não estar bêbada, não quer dizer que não tenha acontecido de fato o estupro. O que você quer dizer com sua alegação?

Você acredita que a Justiça brasileira vá determinar que você cumpra a pena aqui, no Brasil?

Você sempre foi infiel?

Você gostaria de dizer alguma coisa para ela?

As respostas ficarão para amanhã, à noite, no Domingo Espetacular.

O programa vai ao ar logo depois da partida entre São Paulo e Novorizontino, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, transmitido, com exclusividade para a tevê aberta, pela RECORD.

Robinho foi procurado por diversos órgãos de informação para falar sobre a possibilidade de ser preso no Brasil.

Mas preferiu falar à RECORD...

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.