Cosme Rímoli Muros da Gávea pichados pelas organizadas, revoltadas pela desistência de Jesus. Pressionado, Sampaoli chega ao Flamengo

Muros da Gávea pichados pelas organizadas, revoltadas pela desistência de Jesus. Pressionado, Sampaoli chega ao Flamengo

Direção pediu o resgate do elenco caríssimo ao treinador argentino. E, principalmente, títulos.  Quer entender os motivos dos fracassos do Flamengo. Não há a mínima euforia na Gávea

  • Cosme Rímoli | Do R7

Pressionado, Sampaoli chega ao Rio. Obrigação de títulos e espantar a sombra de Jesus

Pressionado, Sampaoli chega ao Rio. Obrigação de títulos e espantar a sombra de Jesus

Flamengo

São Paulo, Brasil

Ter a identificação de Vítor Pereira jamais teve.

Criar um laço não só de cobrança, como o português apostou.

Resgatar a autoestima de um elenco machucado, desorientado, depressivo, depois da perda de três finais e de ter caído na semifinal do Mundial, diante de um time árabe, matando o sonho do confronto com o Real Madrid.

E fazer todos esquecerem a sombra de Jorge Jesus, que ficou na Turquia.

Jorge Sampaoli chegou hoje ao Rio, da Espanha.

Já posou com a camisa do Flamengo.

Foi ao Maracanã para acompanhar a partida contra o Coritiba, na vitória por 3 a 0. E fará sua estreia na Libertadores, contra o Ñublense, na quarta-feira.

Aos 63 anos, ex-técnico da Argentina na Copa de 2018, da seleção do Chile, do Santos, do Atlético Mineiro, Sevilha, Olympique de Marseille, Jorge Jesus sabe muito bem o que a imprensa, a diretoria, os torcedores queriam ouvir na sua chegada.

Teatral, ele fez questão de se mostrar enfronhado nos problemas do Flamengo e pronto para entregar as soluções. Por isso assinou contrato até o fim de 2024. E com multa alta, de acordo com jornalistas cariocas.

"Feliz pela possibilidade e espero corresponder a toda a expectativa que vocês têm. Primeiro é chegar, diagnosticar e ver como estão (os jogadores).

"E depois propor um trabalho que seguramente dê resultados."

Essas foram as garantias de Sampaoli à Fla TV, depois de chegar ao Rio.

Mas ele não encontrará um clima tranquilo.

As principais organizadas do Flamengo ficaram revoltadas pela direção não contratar Jorge Jesus.

Os muros da Gávea amanheceram pichados.

Não havia o menor clima de euforia por Sampaoli.

Muito pelo contrário.

O desejo estampado era pela saída do vice de futebol, Marcos Braz.

Sampaoli sabe que começará a trabalhar com esse clima de desconfiança, de decepção, por ser  a segunda opção da direção, que não quis esperar por Jesus até o fim de maio.

Um aspecto que será muito cuidado por Sampaoli será o físico dos jogadores.

Ele já sabe que o time não mostrava a menor intensidade desde toda a passagem de Vítor Pereira. 

O preparador Mario Monteiro, que trabalhou com Jorge Jesus no Flamengo, e havia sido convidado por Vítor para seguir na Gávea, foi demitido com o treinador. Saiu como se fosse o culpado da péssima forma física da equipe.

Sampaoli sabe que terá de fazer um trabalho psicológico profundo.

Há vários jogadores completamente abatidos, como Éverton Ribeiro, Thiago Maia, Gerson, David Luiz. Até mesmo os personalistas Gabigol e Arrascaeta se mostram inseguros, com tantos fracassos seguidos.

Não será surpresa se Sampaoli decidir falar com os atletas até mesmo antes da partida contra o Coritiba, quando o time será comandado, de novo, pelo treinador do sub-20, Mario Jorge. O mesmo da derrota vexatória contra o Maringá, pela Copa do Brasil.

O argentino sabe muito bem do péssimo clima que o Flamengo vive.

A direção está muito pressionada.

Gabigol gol contra o Coritiba. Fim de jejum de dez partidas. Flamengo venceu, sob o olhar de Sampaoli
Gabigol gol contra o Coritiba. Fim de jejum de dez partidas. Flamengo venceu, sob o olhar de Sampaoli Flamengo

Como demonstrou o diretor-executivo, Bruno Spindel, falando à Fla TV.

"A gente está muito feliz com a contratação do Sampaoli. É um sonho antigo nosso, todas as vezes que foi possível para o Flamengo tentar sua contratação ele estava empregado. E agora a gente conseguiu e tenho certeza de que vai ser um trabalho de muito sucesso.

"Flamengo, nossa torcida, o grupo, todos aqui vão ser muito felizes com ele comandando a equipe. Tenho certeza de que vamos lutar por muitos títulos e, se Deus quiser, conquistar grandes títulos nfeste ano."

Está clara a ansiedade, a vontade de conquistas de Spidel, também ameaçado pelas organizadas, como Marcos Braz.

Só que o currículo de Sampaoli precisa melhorar muito, já que, nas suas passagens pelo Brasil, a única conquista foi o Mineiro de 2020.

Santos
Vice-campeão do Brasileiro (74 pontos), em 2019
Eliminado nas oitavas de final da Copa do Brasil
Eliminado nas fases iniciais da Copa Sul-Americana

Atlético Mineiro
Terceiro lugar no Brasileiro (68 pontos), em 2020.
Campeonato Mineiro 2020...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas