Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Mulher de Daniel Alves ironiza condenação por estupro. E mostra o jogador com roupão de banho, para comemorar 40 anos

A modelo Joana Saenz está sendo criticada por veículos de comunicação da Espanha. Por desprezar a condenação de quatro anos e meio do ex-lateral, por estupro. Por R$ 5 milhões, Daniel Alves aguarda em liberdade o julgamento do recurso. E tem aproveitado a vida

Cosme Rímoli|Cosme RímoliOpens in new window

Mulher de Daniel Alves escolheu mostrar o condenado por estupro com roupão de banho

Festas, almoços e jantares com muitos amigos.

Banquetes luxuosos, com direito a boate particular.

Tem sido assim o período que Daniel Alves segue esperando o recurso de sua condenação de quatro anos e meio de prisão, por estupro, na Espanha.

E sua mulher, a modelo Joana Saenz, aproveitou hoje, que o jogador completa 40 anos, para postar uma declaração de amor.

Publicidade

Ela escolheu colocar uma foto do marido vestindo roupão de banho.

A recepção não foi das melhores.

Publicidade

Na Espanha, jornalistas de rádio e tevê criticaram a atitude, um descaso com a mulher de 23 anos, que não só acusou, mas conseguiu a condenação de Daniel Alves por estupro.

Joana teria inúmeras fotos mais discretas do condenado.

Publicidade

Embora esteja com a maioria dos seus bens bloqueados, Daniel tem aproveitado a vida, fora da cadeia.

Nesta noite deverá acontecer mais uma festa na mansão que está vivendo, na Catalunha.

Como aconteceu na festa de aniversário do seu pai, os convidados deverão ir de rosto coberto para a comemoração.

Mesmo amigos próximos, eles não querem vincular suas imagens com o condenado.

No último balanço do São Paulo, de abril, o desconto de R$ 450 mil continua.

O clube ainda deve R$ 10 milhões ao ex-lateral, naquela que é a mais decepcionante contratação do clube.

Ele fez um acordo, para ser dispensado, de R$ 20 milhões.

Daniel Alves foi a mais decepcionante contratação da história do São Paulo

Não há ainda data para o julgamento do recurso que o tirou, provisoriamente, da cadeia.

A estátua do jogador em Juazeiro, onde nasceu, segue sendo vandalizada, quase que semanalmente.

A prefeitura da cidade manda limpar.

O instituto que criou para ajudar crianças carentes mudou seu nome.

Para seguir recebendo apoio financeiro de empresários, o instituto agora se chama Liderança.

A advogada da mulher que acusou Daniel Alves de estupro segue indignada.

Não se conforma com a fiança de R$ 5 milhões que o ex-jogador pagou para ser libertado.

“Na Espanha, a justiça é para os ricos”, desafabou.

Se preparando para mais uma balada, desta vez a sua festa de 40 anos, o condenado Daniel Alves se cala.

Só aproveita a vida...


Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.