Cosme Rímoli Modric vence de novo. Neymar, um fiasco. Marca vaza e faz história

Modric vence de novo. Neymar, um fiasco. Marca vaza e faz história

O periódico espanhol divulgou horas antes a lista dos premiados. Acabou com o suspense. Modric foi o vencedor. Cristiano Ronaldo, o 2°. Neymar? 12º

Modric, Cristiano Ronaldo, Messi, Ballon d'Or, jornal Marca

A lista. Vazada horas antes

A lista. Vazada horas antes

Reprodução/Marca

São Paulo, Brasil

O Ballon d'Or tem um vencedor.

E que vai além do croata Modric.

Ele impôs seu futebol solidário que une os toques rápidos, com infiltrações e lançamentos geniais.

Foi o primeiro jogador na história do futebol a ser coroado no mesmo ano com os três maiores títulos individuais: Bola de Ouro, jogador do ano da FIFA e jogador do ano da UEFA.

O nome mais comentado do mundo do futebol hoje, no entanto, é  do jornal espanhol Marca.

Ele conseguiu vazar a lista da revista francesa France Football.

A poucas horas do início do anúncio do ganhador.

Foi constrangedor.

Mérito para o veículo espanhol, que conseguiu burlar toda a segurança imposta pela revista.

Mas as escolhas foram justas.

Modric é tão brilhante que faz os outros brilharem.

Seu desempenho impressionante na Copa do Mundo tirou a chance de Cristiano Ronaldo, vencedor da Champions League, ficar à frente de Messi. Os dois seguem empatados com cinco prêmios cada um.

Na escolha feita por jornalistas pela France Football, a surpresa pela campanha inédita, que acabou com o vice mundial da Croácia, pesou.

Mesmo critério utilizado pela premiação da Fifa.

Além do desgaste do português pela acusação de estupro.

Se Luka Modric foi o grande vencedor, pelo menos para o Brasil, Neymar foi o grande perdedor.

O jogador mais caro do mundo ficou apenas na 12ª colocação.

A queda do PSG na Champions passada e as tombos de Neymar, simulando contusões gravíssimas na Copa do Mundo, que o transformaram em piada mundial, fizeram o talentoso atleta ficar longe do prêmio.

A revista francesa repetiu a premiação da Fifa. Escolheu o solidário Modric

A revista francesa repetiu a premiação da Fifa. Escolheu o solidário Modric

Reprodução/Instagram

Neymar fará 27 anos em 2019.

Não é mais um menino.

Ele que se leve mais a sério se quiser ser o melhor do mundo.

Foi para isso que trocou o Barcelona pelo PSG.

Para ser o protagonista.

Mas ele que acorde.

Veja mais: Neymar, Alisson e mais: os brasileiros que ficaram em foco na Europa no fim de semana

Mbappé, campeão mundial e com apenas 19 anos, o deixou para trás.

Foi o quarto colocado hoje.

E que a France Football saiba zelar pelos nomes escolhidos como melhores do mundo.

Neymar virou piada durante a Copa. Reflexo na premiação dos melhores

Neymar virou piada durante a Copa. Reflexo na premiação dos melhores

Reprodução/Instagram

O vazamento de hoje foi um mérito para o jornal espanhol.

Mas acabou sendo triste aos amantes de futebol.

Conseguiu tirar o brilho da premiação...

Curta a página R7 Esportes no Facebook

Líderes, Juventus e City ampliam vantagens na Itália e na Inglaterra

    Access log