'Me critiquem mais', pede o debochado Gabigol

O atacante marcou dois gols e deu um assistência na goleada por 4 a 1 contra o Olimpia, pelas quartas de final. Artilheiro da Libertadores, ele alterna grandes jogos com expulsões infantis

  • Cosme Rímoli | Do R7

O debochado Gabigol. Depois de dois gols e uma assistência contra o Olimpia

O debochado Gabigol. Depois de dois gols e uma assistência contra o Olimpia

Reprodução/Twitter Gabigol

São Paulo, Brasil

"Me critiquem mais."

Esse foi o pedido de Gabigol nas redes sociais.

De forma debochada, depois da fácil goleada do Flamengo por 4 a 1, em Assunção, diante do Olimpia, no primeiro jogo das quartas de final.

O atacante marcou dois gols e ainda deu assistência para Vitinho fazer o seu, no Paraguai.

Gabigol estava rancoroso com as críticas por sua expulsão infantil na derrota contra o Internacional, por bater palmas ao árbitro Paulo Roberto Alves Junior, domingo, no Campeonato Brasileiro. Foi a sexta expulsão dele com a camisa do Flamengo.

Mas a estatística que o fez mostrar toda sua ironia foi outra.

Ele assumiu a artilharia da Libertadores da América de 2021 com oito gols. Primeiro em participação em gols, onze. Primeiro em finalizações, 29. Primeiro em finalizações no gol, 16.

São 125 jogos pelo Flamengo. 121 participação em gols. 92 gols e 29 assistências.

"Nosso time cria bastante, tem muitas chances, mas se fossem seis ou sete gols, teria definido o confronto. Temos que melhorar, mas conseguimos fazer quatro gols. Em outras partidas fizemos quatro ou cinco. Precisamos melhorar sempre. Ruim não está, não."

Gabigol perdeu pelo menos mais quatro chances reais de marcar. Sua movimentação foi coletiva. Ele foi muito mais participativo, menos egoísta. As críticas, as cobranças pela expulsão, parecem ter feito bem ao jogador.

Ele foi o mais efetivo flamenguista na goleada por 4 a 1.

Tem a certeza que com os gols de hoje, a bobagem de domingo será esquecida.

Principalmente por Tite, que convocará a Seleção para jogar as Eliminatórias, na sexta-feira.

"Quando estou no Flamengo, eu vou dar minha vida como sempre. E quando estiver lá, também darei minha vida. É sempre uma honra ser convocado. Vamos esperar a convocação, ver se pinta meu nome lá. Meu sonho é sempre ir para a Seleção e disputar a Copa do Mundo", disse, empolgado.

Gabigol precisa parar com expulsões infantis

Gabigol precisa parar com expulsões infantis

Reprodução/Twitter Gabigol

Discretamente, o elenco sabe. Renato Gaúcho colaborou. Conversou separadamente com o atleta. E pediu foco, calma e para esquecer os árbitros.

Gabigol se aproveitou da fragilidade do Olimpia, que tem sérios problemas financeiros, daí ter uma equipe fraca. Mas é indiscutível sua condição de artilheiro.

O problema do atacante do Flamengo está ligado à sua personalidade egocêntrica. 

Jogando com liberdade no ataque, tem grande potencial.

Mas atitudes infantis como a de domingo o deixam longe dos gigantes europeus.

E seu reinado será restrito à América do Sul...

Simples assim...

Gabigol faz dois e já é 6º brasileiro com mais gols na Libertadores

Últimas