Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Mbappé é incomparável para o Real Madrid. De protagonista, Endrick virou coadjuvante

O Real Madrid sonhava com Mbappé há quatro anos. Finalmente o francês cedeu, abandonou o PSG para jogar no seu ‘clube dos sonhos.’ Endrick percebe que terá sorte se não for emprestado pelo clube espanhol

Cosme Rímoli|Cosme RímoliOpens in new window

Endrick sabe. Ainda não tem como competir com Mbappé. O protagonismo é do francês campeão do mundo (Reprodução/YouTube)

Endrick não vai assumir publicamente.

Mas o garoto de 17 anos sentiu o impacto da contratação de Mbappé pelo Real Madrid.

Ele estava sendo tratado pela imprensa espanhola como um ‘fenômeno’.

Mas a confirmação da contratação do francês, desejada há mais de quatro anos, teve um efeito fulminante nos jornalistas da capital da Espanha.

Publicidade

O contrato de cinco anos, com direito a luvas de 100 milhões de euros, cerca de R$ 568 milhões, e mais salários de 15 milhões de euros, cerca de R$ 85 milhões, por ano,  já atingiu o brasileiro logo de cara.

Ele havia pedido para a direção do Real que desejava jogar com o número 9 nas costas.

Publicidade

Mas só que foi negado.

Porque a camisa estava reservada para Mbappé.

Publicidade

Assim como a 10, quando Modric se aposentar.

Já há até jornalistas espanhóis que aventam a possibilidade de o Real Madrid mudar seus planos e emprestar o atacante palmeirense para ganhar experiência europeia, já que terá apenas 18 anos, quando se apresentar, depois da Copa América.

A situação é real.

E exatamente contrária ao plano de carreira de Endrick.

Ele prefere ficar na reserva dos reservas mas conviver com as estrelas do Real Madrid, para entender o clube.

A única possibilidade afastada pelo empolgado presidente do clube, Florentino Pérez, é a de atuar no Real Madrid B, como fizeram Vinicius Junior e Rodrygo.

O impacto do anúncio foi imediato.

Porque Mbappé confirmou para ninguém menos do que o presidente da França, Emmanuel Macron, que visitou hoje a concentração francesa.

Macron tentou fazer o que os presidentes da República, na ditadura, fizeram com Pelé. O convenceram a não aceitar nenhuma proposta do Exterior. E houve várias: do Milan, Barcelona, Benfica e do Real Madrid.

Mbappé se tornou um ‘patrimônio francês’, desde a conquista da Copa do Mundo de 2018. Além do seu estupendo desempenho em 2022, com o vice-campeonato.

Mbappé revelou que só irá se apresentar depois da Eurocopa, torneio que se tornou muito mais importante, depois da confirmação de hoje, de sua saída.

A confirmação da contratação ofuscou completamente a de Endrick.

Mas também atingiu a campanha que o clube faz para que Vinicius Júnior seja escolhido como o melhor do mundo.

Até mesmo a conquista da 15ª Champions League ficou relegada a segundo plano na imprensa europeia.

E, outra vez, especulações para a saída de Rodrygo.

Liverpool e PSG são grandes favoritos para uma eventual contratação.

O jogador brasileiro quer ficar na Espanha, como já confirmou em entrevista ao canal do Cosme Rímoli no YouTube.

Mas ele não quer ser um peso para Carlo Ancelotti.

Fará o que o treinador italiano desejar.

Endrick recebeu a orientação do seu estafe: não se aprofundar na chegada de Mbappé.

Focar na Seleção Brasileira e ‘dar a alma’ para ser campeão.

O garoto de 17 anos estava adorando toda a adulação da mídia espanhola.

Só que está muito atrás de Mbappé.

E tem de entender o cenário.

Até mesmo o treinador da Seleção Brasileira, Dorival Júnior, animará a sua grande aposta.

Outro que já havia antecipado o quadro foi Abel Ferreira.

O português, sempre realista, deixou claro ao garoto, antes de deixar o Palmeiras, que será necessária muita paciência e habilidade para não ‘se queimar’.

Nada de reivindicar nada publicamente.

Seria veneno com a rigidez de Carlo Ancelotti.

A contratação de Mbappé coloca Endrick em um lugar que ele não queria.

Não está acostumado.

A de coadjuvante.

E disponível.

O estafe e a família do garoto já estão em ação.

Para que ele sinta o menos possível o impacto.

E chegue ‘pronto para tudo’ no Real Madrid.

Até a pior das hipóteses: ter de atuar em um outro clube, emprestado.

Ou vestir uma camisa de reservas, enquanto Mbappé se entrosa com Vinicius Júnior...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.