Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Lula e Andrés Sanchez pressionam Corinthians. Exigem técnico brasileiro. E não estrangeiro, como quer a diretoria

O ex-presidente do Brasil e o ex-presidente do Corinthians cobram publicamente a contratação de um técnico brasileiro. Não aceitam estrangeiro. Pior para o presidente Duilio, pressionado, que não consegue decidir um nome há 12 dias

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli


Andrés e Lula exigem um treinador brasileiro no Corinthians. São 12 dias sem técnico
Andrés e Lula exigem um treinador brasileiro no Corinthians. São 12 dias sem técnico

São Paulo, Brasil

"Eu gostava do Sylvinho, achava ele muito sincero. Se você não contrata jogador, você não ganha jogo. Não precisa procurar ninguém em Portugal. Tá cheio de gente aqui para trabalhar. Só não pode contratar um técnico e no segundo jogo que ele perde mandar embora. #Corinthians."

"Eu sou contra técnico estrangeiro. Acho que nós temos grandes treinadores no Brasil. Agora tá com essa ‘onda de gringo’ aí, eu acho que são competentes e preparados, mas nós temos grandes treinadores no Brasil. Eu, no Corinthians hoje, preferia um brasileiro."

Duas opiniões de muito peso no Parque São Jorge para pressionar ainda mais o presidente Duilio Monteiro Alves, na sua letargia para contratar um novo treinador para o Corinthians.

Publicidade

O dirigente que demitiu Sylvinho há 12 dias, de forma assumida por conta da pressão da torcida e da imprensa, não consegue encontrar um profissional para ocupar o importantíssimo cargo. A Libertadores começará no dia 3 de abril.

Empresários garantem que Duilio tem entrevistado, sondado técnicos estrangeiros, principalmente de Portugal. 

Publicidade

Essa demora inexplicável, já que o presidente jura que não manterá o interino Fernando Lázaro no cargo, abre brechas para inúmeros palpites.

Leia também

E o ex-presidente Lula fez questão de postar hoje nas suas redes sociais que deseja "um brasileiro" comandando o Corinthians.

Publicidade

Lula segue na linha do ex-presidente Andrés Sanchez. Ele é o mentor e o responsável por Duilio ter assumido a presidência.

E também assume a xenofobia. 

Deseja um treinador brasileiro, de qualquer maneira, no lugar de Sylvinho.

"Tem vários nomes: Cuca, Mano Menezes, Renato Gaúcho, Felipão, tem vários. A diretoria teria que escolher um, mas acho que tem que ser brasileiro. Eu não sou consultado, pois o Duilio sabe minha opinião", disfarça Andrés.

A divulgação da postura de Lula, que tanto ajudou na construção do estádio em Itaquera, e de Andrés, o responsável pelo grupo político que se mantém no poder desde 2007, só serve para pressionar ainda mais Duilio e seu diretor de futebol, Roberto de Andrade.

Os dois seguem "perdidos".

Duilio e Roberto de Andrade. Muito pressionados por falta de rumo na busca de treinador
Duilio e Roberto de Andrade. Muito pressionados por falta de rumo na busca de treinador

Analisando currículos como dois funcionários do Departamento Pessoal de qualquer empresa. E não dirigentes do clube mais popular da cidade mais rica da América Latina. Que desperdiçaram a pré-temporada com Sylvinho, demitindo-o depois de três partidas em 2022.

Empresários seguem insistindo com Duilio para que aceite um treinador português.

O dirigente tem como inspiração o sucesso de Jorge Jesus no Flamengo. E de Abel Ferreira no rival Palmeiras.

Essa indecisão inexplicável tem propiciado aos jogadores a defesa da permanência do interino Fernando Lázaro como treinador oficial.

Daí os palpites de Lula e Andrés.

Duilio conseguiu.

Está mais do que pressionado.

Se contratar mesmo um técnico português, irá contra seu mentor, Andrés.

E contra o homem responsável pelo estádio em Itaquera, Lula.

Os bastidores do Corinthians fervem pela falta de atitude de Duilio...

Faça um tour pelos estádios do Paulistão 2022

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.