Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Foi Lukaku o responsável por Marcos Leonardo não ter ido para a Roma. Sorte do Santos. Para lutar contra o rebaixamento

O atacante de 20 anos chegou a não jogar contra o Fortaleza, forçando sua ida para a Roma. Mas o clube italiano contratou Lukaku. E ele ficou para se transformar em peça fundamental na luta pela salvação do Santos

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli


Marcos Leonardo queria ir para a Roma. Mas o clube italiano contratou Lukaku
Marcos Leonardo queria ir para a Roma. Mas o clube italiano contratou Lukaku

São Paulo, Brasil

Sem romantismo.

Não foi o Santos que segurou Marcos Leonardo.

Muito menos Marcos Leonardo que não quis ir para a Europa.

Publicidade

Pelo contrário, ele chegou até a não se apresentar para atuar contra o Fortaleza no primeiro turno do Brasileiro, para que a diretoria santista entendesse que ele desejava aceitar a proposta da Roma.

O clube italiano oferecia 12 milhões de euros, cerca de R$ 65 milhões. O mínimo que o coordenador de futebol do Santos achava justo eram 20 milhões de euros, cerca de R$ 108 milhões.

Publicidade

A multa do jogador, de 20 anos, é de 100 milhões de euros, cerca de R$ 542 milhões.

A direção da Roma estava propensa a ceder, pagar esses 8 milhões de euros a mais, R$ 43 milhões, quando surgiu uma possibilidade inesperada.

Publicidade

E houve a contratação do belga Lukaku, do Chelsea. O português José Mourinho foi claro com os dirigentes. Entre apostar no garoto Marcos Leonardo e o atacante de 30 anos, ele preferiu Lukaku.

E por 5,8 milhões de euros, cerca de R$ 31,4 milhões, pela temporada 2023/2024.

Simples e sem romantismo.

Se, em agosto, a Roma tivesse chegado aos 20 milhões de euros, R$ 108 milhões, a venda de Marcos Leonardo teria sido efetivada.

A lenda de que a diretoria santista segurou é interessante, motiva o torcedor neste momento de reação do time no Brasileiro, se afastando um pouco da zona do rebaixamento, mas não é totalmente verdadeira.

Artilheiro belga foi o preferido por José Mourinho. Marcos Leonardo foi deixado de lado
Artilheiro belga foi o preferido por José Mourinho. Marcos Leonardo foi deixado de lado

Marcos Leonardo ficou na Vila Belmiro e, tornando-se peça fundamental no Santos, se valorizou. Ele é vice-artilheiro do Brasileiro, com 12 gols.

Tornou-se o símbolo de garra, de confiança de que o clube não será rebaixado.

"Enquanto tiver 1% de esperança, a gente não vai desistir.

"É nosso lema lutar sempre. Vamos livrar o Santos e não vamos cair, não", garantiu, depois da vitória contra o Bahia. Em seguida, o clube venceu o Vasco e o Palmeiras. Conseguiu nove pontos revigorantes.

Nascido em Itapetinga, pequena cidade baiana, começou a jogar na escolinha Atletas de Cristo e Coroas Country Clube. A família notou o talento do menino para marcar gols e decidiu que ele faria testes em São Paulo.

Morou no interior paulista. Conseguiu passar em uma peneira da franquia Meninos da Vila em Taubaté, em agosto de 2014. Foi para a Vila Belmiro e já está lá há nove anos.

O Santos já ocupa a 14ª posição no Brasileiro, mas está só a três pontos da zona do rebaixamento.

Restam 12 partidas e Marcos Leonardo é considerado peça fundamental para o treinador Marcelo Fernandes.

Situação que o empresário Fernando Brito sabe avaliar muito bem.

E também sem um pingo de romantismo trabalha para levar o artilheiro para a Europa, na janela do fim deste ano.

O Santos tem 70% dos direitos do atleta.

E já avalia liberá-lo apenas por 30 milhões de euros, cerca de R$ 162 milhões.

Por mais que esteja envolvido na missão de salvar o Santos da Série B, Marcos Leonardo sabe que, para a carreira vitoriosa que deseja ter, o melhor é ir atuar na Europa.

Seguirá dando o máximo pelo clube que o revelou nestes 12 jogos restantes.

E depois vai avaliar seriamente as propostas que terá.

Há sondagens de clubes europeus. A Roma não tem mais a prioridade na contratação.

A direção santista evita o assunto.

Quer manter o foco total na fuga do rebaixamento.

Com a garantia, analisará a sério as propostas.

O clube deve mais de R$ 601 milhões.

Precisa de dinheiro.

E a melhor fórmula ainda é vender suas revelações...

Como a pausa para a data Fifa pode ajudar os clubes que disputam o Brasileirão?

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.