Cosme Rímoli Lisca Doido foi Lisca Ingênuo. Acabou traído e demitido do América

Lisca Doido foi Lisca Ingênuo. Acabou traído e demitido do América

Técnico mais longevo da elite do futebol brasileiro acabou demitido. Saiu do América por acreditar que o clube investiria premiação em reforços. E ficou com uma equipe mais fraca

  • Cosme Rímoli | Do R7

Lisca Doido acreditou que a premiação da Copa do Brasil seria investida em reforços

Lisca Doido acreditou que a premiação da Copa do Brasil seria investida em reforços

América Mineiro

São Paulo, Brasil

Acabou a aventura de Lisca Doido no América Mineiro.

Foram 81 jogos, o resgate da autoestima.

A transformação do clube no segundo mais forte de Belo Horizonte.

A negativa de propostos do Santos, Coritiba e Botafogo.

Além de seu trabalho ser analisado no Corinthians e Internacional.

Bastou Luiz Carlos Cirne Lima de Lorenzi se afastar da postura folclórica que o consagrou como Lisca Doido.

E se mostrou um treinador moderno que, desde janeiro de 2020, montou equipes competitivas, de grande intensidade no América.

Só que ele foi traído pela diretoria.

Depois que conseguiu que o clube chegasse à inédita semifinal da Copa do Brasil, recolocar o time na Série A, ser vice do Mineiro, ele foi traído pela diretoria.

Ao contrário do que foi prometido, a premiação de R$ 17,6 milhões pela campanha excelente na Copa do Brasil de 2020, não foi gasta em contratações.

Perdeu ainda Messias, jogador fundamental, vendido ao Ceará.

Com elenco mais fraco e ainda traumatizado com a perda do Mineiro, o América começou mal demais o Brasileiro.

Lisca sabia o motivo.

O elenco precisa, desesperadamente, de reforços.

Como percebeu que eles não viriam, assumiu ontem, após perder para o Flamengo, uma postura que a diretoria não aceitou.

"Essas três rodadas deixaram claro que a briga do América é somente essa: tentar permanecer na Primeira Divisão de todas as formas. São situações que vamos avaliar internamente. Externamente não é o momento de se falar. A gente vai tentando", disse ontem.

Os dirigentes do América fizeram de conta que não sabiam o motivo da queda drástica do time.

Porque iria lutar 'apenas' para fugir do rebaixamento.

E se reuniram hoje, acertando a demissão de Lisca.

Afinal, o time estava sete partidas sem vencer.

O treinador mais longevo entre a elite do futebol brasileiro, teve o trabalho interrompido sem o menor constrangimento.

Tem defensores no Inter, no Ceará, no Cuiabá.

O América Mineiro foi fundamental para mostrar o potencial de Lisca.

Talvez para ele mesmo que, desde 2001 já trocou de equipes 18 vezes.

E que precisava de um trabalho intenso, com base, para se descobrir treinador da elite.

Quanto ao motivo de sua demissão, seu apelido pode mudar.

Em vez de Lisca Doido, por 'incendiar' a torcida dos times que dirige, melhor seria Lisca Ingênuo, por acreditar que R$ 17,6 milhões seriam gastos em reforços no América Mineiro.

Que ele tire essa lição para a vida...

Três técnicos já perderam emprego no Brasileirão 2021

Últimas