Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

‘Liga para a polícia, que tu vai ver!’ Ameaças, pontapés em retrovisores, socos em carros, gritarias. Condomínio se une para expulsar Carlos Alberto, ex-bad boy do Corinthians

Cena assustadora divulgada por moradores em um condomínio de alto luxo no Rio de Janeiro. O ex-jogador Carlos Alberto quebrando, aos pontapés, os retrovisores de um carro. E ameaçando uma moradora. ‘Liga para a polícia que tu vai ver!’

Cosme Rímoli|Cosme RímoliOpens in new window

Moradores se juntam para expulsar Carlos Alberto, de condomínio de alto luxo. E ele reage. De maneira selvagem Moradores se juntam para expulsar Carlos Alberto de condomínio de luxo. Ele reage. De maneira selvagem

“Liga para a polícia, liga para a polícia que tu vai ver!

“Liga para a polícia que eu vou contar tudo para a polícia.

“Tu viu o que tu fez? Tu viu o que tu fez?

“Tu quebrou meu pé, meu pé está quebrado.

Publicidade

“Tu quebrou meu pé!

“Chama a polícia que eu vou contar que o teu marido é assassino e você é partícipe.

Publicidade

“Vou te f...! Vou quebrar esse retrovisor.”

A cena é assustadora.

Publicidade

Parece saída de um filme de suspense. Daqueles que fazer o coração disparar.

Um homem muito forte fisicamente ameaçando uma mulher dentro de um carro trancado.

Ele não só ameaça como grita e começa a quebrar os retrovisores do carro aos pontapés.

O homem é o ex-jogador do Corinthians, Fluminense, Botafogo, Vasco e outros clubes, Carlos Alberto.

A sua revolta com essa mulher se explica porque ela é umas principais articuladoras de uma ação coletiva, que tem mais de 50 adesões. E pedem a sua expulsão do condomínio de altíssimo luxo, onde mora, no Rio de Janeiro.

Carlos Alberto quebra retrovisor Carlos Alberto quebra retrovisor

O condomínio fica entre a Lagoa de Jacarepaguá, o Bosque da Barra e o Aeroporto de Jacarepaguá.

É formado por mansões.

Elas custam entre R$ 5 milhões e R$ 14 milhões.

O lugar é paradisíaco.

Há clube privativo com piscina indoor aquecida, campo de futebol, churrasqueira, hidromassagem, piscina externa para adultos e crianças, playgroung, quadra de tênis, quadra poliesportiva, cantina, salão de festa e salão de jogos.

É um lugar para milionários.

Carlos Alberto é dono de uma das mansões.

Só que desde junho de 2009 e março de 2023, ele foi várias vezes multado.

Os motivos vão desde música alta, urinar em local público, discussões com outros moradores.

E arremessos de garrafa nas ruas do condomínio.

Além de festas que vararam noites inteiras e só terminaram na manhã do dia seguinte.

A ação, exigindo a expulsão, conta com mais de 50 situações criadas pelo ex-jogador.

As multas se acumularam.

Passaram do valor de R$ 20 mil.

Ele se negou a pagar todas.

O condomínio contratou o escritório Bragança & Feijó.

Carlos Alberto colecionou problemas nos clubes por onde passou.

Embora tenha mostrado muito talento, a rotina de punições travou sua carreira.

Passou por 13 clubes em 16 anos de carreira.

Na categoria de base era figura obrigatória nas Seleções Brasileiras.

Acabou se perdendo pelo gênio explosivo.

Confessou, depois de aposentar, que sempre fumou e bebeu durante toda a carreira.

Fazia questão de aproveitar as noitadas.

E que ‘cansou de ficar dormindo’ nos vestiários, para curar a ressaca, enquanto seus companheiros treinavam.

Depois de encerrar sua carreira, foi comentarista esportivo da Fox Sports e da TV Bandeirantes.

Era muito bom.

Só que seu comportamento o atrapalhou de novo.

Provocativo, enfrentou vários desentendimentos.

Foi demitido da Band, seu último emprego na tevê, por ter sido acusado de agressão, em uma boate que é sócio.

Carlos Alberto chegou a ser campeão mundial pelo Porto, treinado por José Mourinho.

‘Um grande desperdício’, já resumiu Mourinho, falando sobre o temperamento do jogador, que impediu que tivesse uma carreira ainda mais importante.

“Sou sincero comigo. Faço o que acho que tenho de fazer. Se algumas pessoas não gostam, sinto muito”, já me disse o ex-jogador, em entrevistas quando atuava pelo Corinthians e pelo Vasco.

Os anos se passaram.

E Carlos Alberto não mudou.

A ação movida pelo condomínio pode virar ameaça de agressão, coação.

Sua situação piorou muito pelo vídeo espalhado na Internet...






Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.