Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Leila tem o apoio total de Abel Ferreira e dos jogadores. Eles também querem Textor punido por calúnia e difamação

Abel Ferreira, jogadores e direção do Palmeiras apoiaram a decisão da presidente, que entrou com processo contra Textor, por declaração de manipulação de resultados. Discretamente, a CBF apoia a dirigente, que defende o banimento do norte-americano.

Cosme Rímoli|Cosme RímoliOpens in new window

Leila Pereira e Abel Ferreira juntos contra John Textor (Reprodução/Twitter @palmeiras)

“Quem é John Textor?

“É a vergonha do futebol brasileiro!

" Um fanfarrão que tem que ser punido exemplarmente.

“Não pode um dono de um clube do tamanho do Botafogo espalhar notícias e falácias sem provas alguma.

Publicidade

“O que ele diz? Que o Brasil não é sério?

“Que as autoridades não tomam atitudes?

Publicidade

“Por isso as autoridades precisam tomar uma atitude exemplar para coibir esse tipo de conduta de dirigentes.

“O Palmeiras já agiu.

Publicidade

“Uma pessoa dessas não pode seguir no futebol brasileiro.”

Leila Pereira já havia avisado o que viria, na entrega dos prêmios para os melhores do Campeonato Paulista.

Falou de forma exclusiva para o R7, para o repórter Fabiano Farah.

O processo está na 50ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

E exige que o norte-americano prove que houve manipulação a favor das conquistas dos títulos brasileiros de 2022 e 2023.

Ele citou 11 vezes o Palmeiras como beneficiado.

A ação não tem o poder de condená-lo criminalmente.

Ou seja, Textor não irá preso se não provar o que falou.

Mas advogados palmeirenses admitem que o clube exigirá indenização milionária por calúnia e difamação.

Leila conversou muito com Abel Ferreira, na conquista do tricampeonato paulista.

Por mais que tivessem jantado juntos na premiação da Federação Paulista, o que tinham de falar sobre Textor, já tinham falado.

Ela soube do apoio total do treinador português, que se sentiu muito ofendido, ao ouvir que jogadores do São Paulo, em 2023 teriam facilitado a goleada por 5 a 0. Com o detalhe que o time era comandado por Dorival Junior, hoje técnico da Seleção Brasileira.

E também na goleada por 4 a 0, diante do Fortaleza, em 2022.

Abel falou também em nome dos seus atletas.

Há muita revolta contra o norte-americano.

Na visão dos jogadores, ele tentou desmerecer os dois títulos.

Principalmente, o do ano passado, quando o Botafogo, depois de abrir 13 pontos de vantagem, despencou e perdeu o Brasileiro.

O presidente Ednaldo Rodrigues, que também processa Textor, por acusar a CBF de corrupção, apoia discretamente a postura de Leila.

Não fala publicamente sobre o assunto.

Mas com dirigentes de Federações, ele deixa claro que o Palmeiras ‘tinha a obrigação’ de buscar seus direitos na justiça.

A assessoria do Botafogo diz que Textor não falará mais sobre o assunto.

E se posicionará na justiça.

Leila conseguiu ser ainda mais respeitada do que já no Palmeiras.

Adversários políticos entendem que não há como enfrentá-la na eleição de dezembro.

Há até a possibilidade de a oposição não lançar candidatos.

E ela ser reeleita por aclamação...





Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.