Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Justiça aceita denúncia sexual contra mascote do Internacional. Homem pode pegar de um a cinco anos de cadeia

Depois de investigar, a Justiça do Rio Grande do Sul denunciou o homem que se vestia de Saci nos jogos do Inter. Será julgado por importunar sexualmente duas mulheres no Gre-Nal. Inter passa a usar mulher como mascote

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Homem que 'interpretava' o mascote do Internacional enfrentará duas denúncias por importúnio sexual
Homem que 'interpretava' o mascote do Internacional enfrentará duas denúncias por importúnio sexual Homem que 'interpretava' o mascote do Internacional enfrentará duas denúncias por importúnio sexual (Internacional)

São Paulo, Brasil

"Após a realização de diligências, análise das imagens das câmeras de videomonitoramento, juntada de documentos, oitiva das vítimas, testemunhas e, por fim, o interrogatório do investigado, e com base nos elementos informativos colhidos durante o trâmite do procedimento, constatou-se que o suspeito cometeu o crime de importunação sexual contra as duas vítimas no dia em que ocorreu a partida de futebol já citada, crimes pelos quais foi indiciado."

A nota, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Porto Alegre, é direta.

O homem, que interpretava o papel de mascote do Internacional, no dia 25 de fevereiro, no estádio Beira Rio, durante o jogo contra o Grêmio, importunou sexualmente duas mulheres.

Publicidade

A pena por importunação sexual, no Brasil, é de um a cinco anos.

As imagens obtidas pela polícia, com total ajuda do Internacional, são claras

Publicidade

Vestido de Saci Pererê, ele beija a repórter Gisele Kümpel, da rádio Monumental.

"Quando sai o gol, em vez de comemorar com a torcida, ele vem e para do meu lado. Eu estava relatando o lance para o canal e ele vem e me abraça de lado. Fecha os dois braços em mim e fica alguns segundos. Não foi um tapinha nas costas. E ele, com a máscara, vem para me dar um beijo. Senti o suor dele em mim e o barulho do beijo", disse Kümpel.

Publicidade
O flagrante do assédio. O Internacional cedeu as imagens para a Polícia Civil
O flagrante do assédio. O Internacional cedeu as imagens para a Polícia Civil O flagrante do assédio. O Internacional cedeu as imagens para a Polícia Civil (Reprodução/Polícia Civil de Porto Alegre)

E o segundo assédio foi com uma torcedora do Internacional, que não quis ter seu nome revelado.

Ela teria pedido para que fotografasse ao seu lado.

O homem a segurou com força e disse que se sentia um "adolescente na puberdade, ao seu lado."

O funcionário foi afastado pelo Internacional.

Agora, quem 'interpreta' o Saci é uma mulher.

O nome do funcionário também tem sido mantido em sigilo.

Está proibido de manter contato com as duas mulheres...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.