Cosme Rímoli Jorge Jesus é caríssimo. R$ 2,9 milhões por mês. Dinheiro pode travar vinda para o Corinthians

Jorge Jesus é caríssimo. R$ 2,9 milhões por mês. Dinheiro pode travar vinda para o Corinthians

O treinador português é o sonho no Parque São Jorge. O grande entrave é financeiro. Para deixar a Europa e voltar para a América do Sul, Jesus teria preço muito alto. Seis milhões de euros por ano

  • Cosme Rímoli | Do R7

Jorge Jesus é um treinador caríssimo para o futebol brasileiro. Corinthians teria de investir alto

Jorge Jesus é um treinador caríssimo para o futebol brasileiro. Corinthians teria de investir alto

Flamengo

São Paulo, Brasil

A diretoria do Corinthians não tem condições de contratar Jorge Jesus.

Não sem o auxílio de um patrocinador.

O português, que rescindiu com o Benfica, estaria disposto a pedir muito dinheiro para sair de Portugal e voltar a trabalhar no Brasil.

Empresários juram que esse dinheiro assustou o Flamengo e freou o Atlético Mineiro.

Ele e sua comissão técnica custariam nada menos que 6 milhões de euros por temporada.

R$ 35 milhões por ano.

Ou R$ 2,9 milhões por mês.

Preço irreal para um treinador no Brasil.

Há medo imenso dos dirigentes de confirmar o interesse em Jorge Jesus.

E viver o "efeito Cavani".

O midiático atacante uruguaio que não foi contratado.

O que provocou enorme desilusão e irritação na torcida.

Em Belo Horizonte, jornalistas mineiros confirmam.

A proposta de Jorge Jesus ao Atlético foi "irreal".

O treinador de 67 anos dá indicações de que só sai da Europa por "muito dinheiro".

Esse obstáculo pode fazer o Corinthians pensar em outros nomes.

Renato Gaúcho, Cuca e o moçambicano Paulo Fonseca são mais fáceis.

A diretoria só não abre mão de um técnico experiente na Libertadores.

Outra "experiência" como a feita com Sylvinho, de jeito nenhum...

Cabem no Timão? Confira técnicos estrangeiros livres no mercado

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas