Cosme Rímoli Jogo confirmado às 15h52. Flamengo desmoralizou o futebol brasileiro

Jogo confirmado às 15h52. Flamengo desmoralizou o futebol brasileiro

CBF saiu vitoriosa na Justiça Comum. E o Flamengo foi obrigado a jogar apesar do surto de covid. A notícia chegou oito minutos antes do horário do jogo

  • Cosme Rímoli | Do R7

Flamengo foi obrigado a jogar contra o Palmeiras. E fez da CBF sua inimiga assumida

Flamengo foi obrigado a jogar contra o Palmeiras. E fez da CBF sua inimiga assumida

Amanda Perobelli/Reuters - 27.09.2020

São Paulo, Brasil

15h52.

Faltando oito minutos para o horário marcado, chegou a notícia no Allianz Parque.

Haveria jogo.

Em mais um domingo memorável, pela desmoralização do futebol brasileiro, o Flamengo foi o grande derrotado.

A arrogância da diretoria, presidida por Rodolfo Landim, custou caro.

O clube que forçou a volta do futebol brasileiro, em plena pandemia, e que mais pressiona pelo retorno do público no estádio, tentou passar por cima da CBF, do Palmeiras.

E não jogar hoje, por ter 19 jogadores contaminados com a covid. Quando o próprio clube não respeitou o protocolo para evitar o vírus, que a diretoria garantiu ter copiado da Alemanha. 

A prova foi a foto de os jogadores voltando do Equador, todos juntos, sorridentes, sem máscara, dentro do jato fretado pelo clube.

A postura custou o surto imenso de covid, que infectou 36 pessoas, das 54 que fizeram parte da delegação do Flamengo no Equador.

O clube decidiu tentar o adiamento do jogo de hoje. A direção do Palmeiras não aceitou. A CBF também não. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva também, não. Nem na revisão da sentença, exigida pelo Flamengo.

Enquanto isso, o clube carioca se movimentava nos bastidores. 

O funcionário da segurança do Flamengo, José Pinheiro dos Santos, é também presidente do Sindiclubes, sindicato de funcionários de clubes, esteve à frente do pedido no Tribunal de Trabalho do Rio de Janeiro. Exigindo a suspensão do jogo, para 'proteção do funcionários' que trabalhariam na partida.

Liminar que a CBF conseguiu neste domingo. Obrigando o Flamengo a jogar

Liminar que a CBF conseguiu neste domingo. Obrigando o Flamengo a jogar

Reprodução

O juiz Filipe Olmo concordou com a suspensão.

E até decretou multa de R$ 2 milhões, caso a partida acontecesse.

Além disso, 20 jogadores do Flamengo, 'espontaneamente' decidiram pedir o adiamento da partida. E entregaram uma carta assinada ao Sindicato de Jogadores do Rio de Janeiro, que os representou junto ao Tribunal de Trabalho exigindo que  a partida não acontecesse.

O presidente da CBF, Rogério Caboclo, ficou possesso por comprender que o Flamengo estava por trás da ação do seu funcionário. E também no pedido dos jogadores.

Viu o clube carioca buscar a Justiça Comum para um decisão esportiva.

Desprezado a postura da CBF, que copia a da UEFA. Se o clube tem 13 jogadores saudáveis, a partida acontece. O Flamengo tinha 19.

A decisão foi dada do Tribunal do Trabalho foi dada ao clube carioca na noite de sexta-feira.

Caboclo decidiu apoiar incondicionamente o Palmeiras.

Andrés Sanchez dá o apoio do Corinthians ao Palmeiras. E alfineta o Flamengo

Andrés Sanchez dá o apoio do Corinthians ao Palmeiras. E alfineta o Flamengo

Reprodução/Twitter

O presidente Mauricio Galiotte avisou na tarde de ontem, que, se a partida não acontecesse, iria lidera o movimento de paralisação do Brasileiro.

Por evidente favorecimento ao Flamengo, já que várias equipes atuaram, mesmo desfalcados, com seus jogadores infectados pelo coronavírus.

Clubes como o Corinthians, o Atlético Mineiro, o Goiás assumiram publicamente e mostravam estar dispostos a parar o Brasileiro. Também não aceitavam o fato de o Flamengo ter privilégios.

 A  desembargadora Maria Helena Motta, plantonista, não aceitou a liminar que a CBF protocolou tentando a realização da partida. 

A decisão foi dada ao meio-dia.

A delegação do Flamengo já estava em São Paulo. A diretoria previa que a suspensão da partida poderia ser cassada por liminar.

Tanto que os jogadores chegaram a ir para o estádio. Mas foram avisados que deveriam voltar para o hojel. 

Até que as 15h30, meia hora antes do jogo, a direção do Flamengo soube que o Tribunal Superior do Trabalho aceitou a liminar da CBF também buscou e o jogo foi confirmado.

Os jogadores do Flamengo tiveram de voltar ao estádio palmeirense.

No estádio, o árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima já havia se aquecido, junto à delegação do clube paulista, que cumpria os protocolos do jogo.

Foi quando às 15h52 chegou a confirmação da partida, na arena.

A CBF havia conseguido a liminar no Tribunal Superior do Trabalho.

Os jogadores do Flamengo voltaram.

Fizeram o aquecimento no vestiário.

E o jogo começou com dez minutos de atraso.

A derrota para o Flamengo foi muito além de ter de jogar desfalcado.

O clube se isolou.

Flamengo provou que não respeita protocolo nenhum. Jogadores sem máscara no avião

Flamengo provou que não respeita protocolo nenhum. Jogadores sem máscara no avião

Flamengo

Conseguiu fazer dos clubes rivais e da CBF seus inimigos.

E  vai ter de conviver com isso.

Hoje, fez que o futebol brasileiro fosse ridicularizado...

Últimas