Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Sem saída, Scarpa chega ao Olympiacos. Nottingham e a Premier League viraram as costas ao brasileiro. Palmeiras segue interessado

Como o blog antecipou, o Nottingham Forest não quis seguir com o brasileiro. Dez jogos na Premier bastaram. Sem interessados, foi para o Olympiacos, do mesmo dono do clube inglês. Palmeiras segue interessado

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli


Scarpa fracassou no Nottingham Forest. Dez jogos e fim de Premier League. Emprestado ao Olympiacos
Scarpa fracassou no Nottingham Forest. Dez jogos e fim de Premier League. Emprestado ao Olympiacos

São Paulo, Brasil

Como o blog antecipou, o Nottingham Forest colocou ponto-final na passagem de Gustavo Scarpa na Premier League.

E ele foi para o Olympiacos, como também foi publicado há quatro dias.

O responsável pela saída foi o treinador Steve Cooper.

Publicidade

O galês não aprovou o jogador brasileiro.

Scarpa teve algumas contusões.

Publicidade

Mas seu rendimento foi fraco, diante da expectativa.

Ele atuou apenas em dez jogos.

Publicidade

Mas não marcou um gol sequer. Nem conseguiu dar nenhuma assistência a um companheiro.

Cooper foi claro com o dono do time inglês, o bilionário empresário grego Evangelos Marinakis. 

Empresários que representam o Notthingham foram procurados duas vezes pelo Palmeiras. E uma pelo Flamengo. 

Eles receberam a mesma resposta que tiveram dos representantes de Scarpa.

O jogador não aceitou voltar para o Brasil.

Ele assinou contrato de três anos e meio com o Nottingham Forest e não quer sair da Europa antes de terminar esse contrato.

Não surgiu nenhuma outra equipe europeia interessada no brasileiro.

Marinakis, dono também do Olympiacos, consultou o técnico Diego Martínez, que já havia observado jogos de Scarpa no Palmeiras. Ele perguntou a Rodinei, ex-lateral do Flamengo, que atua no clube grego. A recomendação foi a melhor possível.

E foi acertado um empréstimo de uma temporada.

Se houver a adaptação, o contrato será prorrogado por outra temporada.

Pessoas ligadas ao jogador sabem de sua frustração por não ter se firmado na Premier League, sonho que acalentava havia anos.

Como o blog também já havia antecipado, Abel Ferreira avisou dos riscos que Scarpa corria. Principalmente indo no meio da temporada. E no inverno.

Abel Ferreira teve várias conversas com Scarpa antes de ele ir para o Notthingham Forest, clube médio para pequeno na Inglaterra. Avisou da característica da equipe, que é muito intensa. Opta pelos contragolpes em velocidade, muita marcação nas intermediárias. E exige força física e velocidade dos seus jogadores.

Scarpa é muito técnico, talentoso.

Mas lento e fraco fisicamente para atuar em um clube que luta para sobreviver na Premier League.

Não foi por falta de aviso.

Mas Scarpa insistiu que queria jogar, de qualquer maneira, na liga da Inglaterra.

Jogou. "Só dez jogos bastaram", saiu publicado no blog, no dia 14.

O sonho da Premier League durou exatos dez jogos. Nenhum gol. Nenhuma assistência
O sonho da Premier League durou exatos dez jogos. Nenhum gol. Nenhuma assistência

“Infelizmente, por alguns motivos, não tive as oportunidades que gostaria no meu antigo clube, mas, agora, estou aqui e pronto para ajudar a equipe a ir em busca dos objetivos. Nossa primeira meta é garantir a vaga na fase de grupos da Europa League e, depois, fazer uma boa liga nacional e brigar pelo título.

“O Olympiacos é um clube gigante, que oferece as melhores condições para os atletas, e a cidade também é maravilhosa, uma das mais bonitas da Europa. Sigo em busca dos meus sonhos profissionais e, como falei, estou muito motivado e não vejo a hora de entrar em campo", disse Scarpa, via assessoria de imprensa.

Em fevereiro deste ano, suas palavras eram muito mais empolgadas, disputando suas primeiras partidas pela Premier League.

“Cheguei aqui no início de dezembro. Estou feliz demais, a atmosfera das partidas é como eu sonhei. Joguei em Old Trafford [estádio do Manchester United] e pude lembrar quantas vezes eu imaginei estar ali. Poder realizar sonhos como esse é algo que me deixa muito feliz.

“Na hora do aquecimento, eu estava correndo com o Lodi e comentei com ele sobre onde nós estávamos e por tudo que tivemos que passar para viver aquele sonho."

Scarpa quer seguir na Europa também por conta do golpe em que caiu.

Acreditou no lucro fácil de criptomoedas e investiu em uma empresa indicada por Willian Bigode, ex-Palmeiras e seu amigo pessoal.

Agora na Grécia, ele segue revoltado com a situação.

Mas o Palmeiras continuará acompanhando o desempenho de Scarpa.

Se fracassar de novo, fará nova proposta no fim deste ano...

Neymar é recebido com festa no aeroporto de Riad, na Arábia Saudita

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.