Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Gordo? Não, 'gostoso'. Definição de Gabigol sobre ele mesmo, recordista. Brasileiro que mais marcou na história da Libertadores

No empate em 1 a 1, do Flamengo contra o Racing, Gabigol conseguiu passar Luizão. Chegou ao seu 30º gol na Libertadores. E respondeu de forma irônica às cobranças sobre o aparente sobrepeso: 'Gostoso'

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Gabigol comemora o gol que bateu o recorde de Luizão. É o brasileiro com mais gols na Libertadores: 30
Gabigol comemora o gol que bateu o recorde de Luizão. É o brasileiro com mais gols na Libertadores: 30 Gabigol comemora o gol que bateu o recorde de Luizão. É o brasileiro com mais gols na Libertadores: 30

São Paulo, Brasil

O Flamengo outra vez não jogou bem.

Apenas empatou com o esforçado Racing, ontem em Avellaneda, em 1 a 1, seguindo como segundo colocado no grupo 1, três pontos atrás dos argentinos.

Mas Gabigol roubou, novamente, a cena.

Publicidade

Primeiro, por se tornar o maior artilheiro brasileiro da história da Libertadores.

Marcou seu 30º gol na competição, o que é um feito.

Publicidade

Só que o jogador mais uma vez ganhou as manchetes por desmentir, de maneira peculiar, as muitas acusações da mídia carioca de que está jogando fora de forma, acima do peso.

"Só recebo elogio em casa, que estou muito gostoso."

Publicidade

"O pessoal dá uma viajada, sinceramente, não me vejo (acima do peso). Mas quando chega alguma coisa, acho que passam um pouquinho do ponto."

"Acho que é inveja também."

O jogador está sendo muito cobrado desde que avisou o ex-técnico do Flamengo, e depois a imprensa carioca, que não mais atuaria recuado, fazendo trabalho de meia. Ele quer atuar mais adiantado. E disse que, se precisasse, disputaria a posição com Pedro.

O Flamengo não expõe o peso de seus atletas.

Flamengo outra vez decepcionante. Mesmo com um jogador a mais, durante boa parte do jogo, só empatou
Flamengo outra vez decepcionante. Mesmo com um jogador a mais, durante boa parte do jogo, só empatou Flamengo outra vez decepcionante. Mesmo com um jogador a mais, durante boa parte do jogo, só empatou

A impressão dos jornalistas do Rio de Janeiro é em cima da aparência física de Gabigol.

E da dificuldade de movimentos: sua agilidade diminuiu, assim como sua velocidade.

O que explicaria o maior jejum de gols no Flamengo, dez partidas.

"Sei que as pessoas querem sempre me ver fazendo gol, mas tenho tido papel importante na criação das jogadas."

"Falam do cabelo, o pessoal dá uma viajada braba."

"Não tenho superstição, já ganhei de cabelo louro, rosa, de dread, careca."

Gabigol desviou o foco. Ninguém culpava o seu cabelo pelos poucos gols.

O comportamento do atacante também estava estranho, na péssima fase do Flamengo nas mãos de Vítor Pereira. Muito mais arisco. Não mais simpático, aberto aos fãs. Foi preciso sofrer duras cobranças, até com palavrões de torcedores, para Gabigol voltar ao seu normal. Não é o mais acessível dos flamenguistas, mas não está mais se portando como uma estrela distante.

Jorge Sampaoli fez questão de deixar claro que, se tiver de escolher entre Pedro e Gabigol, o ex-jogador do Santos terá prioridade.

Gabigol foi um dos jogadores que mais se abalaram com as derrotas do Flamengo nas decisões da Supercopa do Brasil, da Recopa Sul-Americana, do Campeonato Carioca, da queda na semifinal do Mundial de Clubes.

Até porque seu desempenho está muito abaixo do que se esperava dele. 

Nesta temporada, ele marcou apenas 12 gols.

O desejo de voltar para a Europa, para provar "seu valor", depois dos fracassos na Inter e no Benfica, não vai se concretizar. Não depois desse fraco desempenho nos cinco primeiros meses de 2023. Ele mesmo sabe.

Suas participações musicais, com o nome de Lil Gabi, cantor de hip hop, diminuíram. 

Mas seu aparente "inchaço" muscular é uma realidade em 2023.

Só que, na sua definição, Gabigol está "gostoso".

Lembrando que ele tem nutricionista e preparador físico particulares.

O que importa para o time é a participação em campo.

As assistências, os gols.

Nesses dois aspectos, ele tem de melhorar muito.

Para tentar igualar suas últimas duas temporadas.

Porque seu sonho de voltar à seleção e disputar a Copa de 2026, nos Estados Unidos, cresceu bastante.

Principalmente porque Tite foi dispensado...

Mulher de CR7, Georgina Rodríguez é a primeira pessoa do mundo a receber carro superexclusivo; veja

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.