Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Gabigol sofre o 'efeito Pedro' no Flamengo. Interesse do Palmeiras o valoriza na Gávea

Atacante que está suspenso, e com contrato terminando em dezembro, ganhou mais atenção da direção. Presidente Landim não admite perdê-lo para o rival paulista. Ainda mais porque poderia reforçar o Palmeiras no Mundial de Clubes, em 2025. E até jogar contra o Flamengo

Cosme Rímoli|Cosme RímoliOpens in new window

Gabigol segue como maior ídolo do Flamengo
Gabigol segue como maior ídolo do Flamengo Gabigol segue como maior ídolo do Flamengo

Bastou vazar a possibilidade de o Palmeiras estar interessado em Gabigol, e a direção do Flamengo mudou o tom com que tratava com o atacante.

O jogador, que luta contra a suspensão de dois anos, acusado de tentar fraudar o exame antidoping, está com a renovação de seu contrato travada.

Desde o início do ano, a negociação parou, quando vazou a sua pedida: luvas de 10 milhões de euros, cerca de R$ 55 milhões, mais salários de R$ 2 milhões.

A contratação de Tite, que não perdoou o jogador por haver conduzido um coro, recheado de palavrões, quando o Flamengo foi tricampeão da Libertadores, por vingança de não fazer parte da lista dos convocados para a Copa do Catar, o atingiu em cheio.

Publicidade

O que já estava ruim, ficou pior com a efetivação do atacante na reserva.

E amargou de vez com a suspensão.

Publicidade

O jogador, que completará 28 anos em agosto, está proibido até de estar no estádio em que o Flamengo atua.

Não pode treinar no clube.

Publicidade

Muito menos entrar em campo.

Só que, a partir de junho, poderá assinar um pré-contrato com qual clube desejar.

E ir embora sem o Flamengo receber qualquer centavo.

O clube pagou 18 milhões de euros, cerca de R$ 99 milhões, para a Inter de Milão, em 2020.

Tite já mostrou que não contava com o atleta.

Só que Gabigol segue sendo o maior ídolo do clube.

Assim que o Flamengo conquistou o Campeonato Carioca, seu nome foi o mais gritado pela torcida.

Mesmo não estando no estádio.

Grande parte da imprensa do Rio de Janeiro considera que o jogador deveria seguir na Gávea, e a direção aproximá-lo de Tite, para o ‘bem do clube’.

A pressão já crescia, para que a direção estudasse uma maneira de renovação de contrato.

A revelação de que o Palmeiras analisava a possibilidade contratação mexeu com a postura em relação ao atacante.

O presidente Rodolfo Landim quer, evidente, a conquista de todos os títulos possíveis em 2024.

Mas o sonho de disputar, para ganhar, o Mundial de 2025, em formato de Copa, com 32 clubes, move o dirigente.

E ele não quer o rival paulista, já confirmado para a competição, com o atacante.

Até o vice-presidente Marcos Braz, que teve uma discussão muito séria com Gabigol, deixou o seu silêncio, em relação à suspensão, em relação ao atleta.

Se apressou a confirmar que o Flamengo segue pagando seus salários, mesmo suspenso.

Algo que o clube poderia pleitear parar na justiça.

Por conta da suspensão por doping.

“O contrato dele continua válido. É um jogador importantíssimo na história do Flamengo, no momento do clube e é um ativo. Por mais que o contrato acabe no final do ano, ter um jogador ceifado dessa maneira foi acima do tom, não foi justo. Agora, se recorre a uma corte internacional para fazer justiça. Mas, como essa corte tem um prazo para fazer a audiência final, tem um procedimento, um pedido, que possa fazer de maneira preventiva para ter  um ato suspensivo e o Gabi jogar, frequentar o clube e voltar ao trabalho.”

Ele vem treinando sozinho, com a orientação do preparador do Flamengo, Fábio Mahseredjian.

A situação que parecia já resolvida, tomou outro rumo.

O clube tem dado toda o suporte para o atacante na tentativa de efeito suspensivo, para que possa ser liberado para jogar, enquanto o recurso, pedindo inocência, não seja julgado pelo Comitê Arbitral do Esporte, na Suíça.

E como aconteceu com Pedro, que o Palmeiras tentou comprar do Flamengo, em 2022, o clube carioca passou a valorizar, outra vez, seu atleta.

A reaproximação está acontecendo.

Inclusive com planos para que acabe o clima pesado com Tite.

É o ‘efeito Pedro’ em ação.

A ida para o Palestra Itália só aconteceria tranquilamente, se acontecesse em sigilo.

O vazamento do interesse atrapalhou o sonho dos palmeirenses, em ter o ídolo.

Gabigol está valorizado, de novo, sem ter feito nada...



Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.