Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Gabigol, dirigentes e empresário do jogador negam negociação com o Corinthians. Augusto Melo vai parar de falar da 'transação'

 Augusto Melo só conseguiu desgastar o ambiente de renascimento ao repetir que negociava a contratação de Gabigol. Todos do lado do Flamengo, inclusive o jogador, negam contato com o dirigente do Corinthians

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Gabigol, agente, dirigentes do Flamengo. Todos negam negociação com o presidente do Corinthians
Gabigol, agente, dirigentes do Flamengo. Todos negam negociação com o presidente do Corinthians Gabigol, agente, dirigentes do Flamengo. Todos negam negociação com o presidente do Corinthians (Flamengo)

São Paulo, Brasil

“Sempre deixei claro que o Gabigol, quando nos foi oferecido, tem a nossa cara, a gente chegou a acertar tudo, base salarial, estava caminhando tudo muito bem.

"Mas eu tive que desistir."

(Augusto Melo, presidente do Corinthians, segunda-feira.)

Publicidade

"Momento algum o Gabriel foi oferecido ao Corinthians e nem um outro clube. A gente tinha uma discussão de renovação em andamento, em respeito à negociação a gente não abriu e nem ofereceu o Gabigol a algum clube. Posso provar. Tenho respeito ao Corinthians, posiciono que não foi oferecido.

"Deixar claro uma situação, isso por parte do estafe do atleta, ninguém ofereceu ao Corinthians. Se foi uma pessoa que está fora do nosso circuito, não posso te garantir. Mas estafe do atleta e família ninguém ofereceu."

Publicidade

(Junior Pedroso, agente de Gabigol, ontem à noite)

A direção do Flamengo segue garantindo que jamais ofereceu e nem recebeu qualquer proposta oficial do Corinthians por seu maior ídolo.

Publicidade

O presidente Augusto Melo jamais falou com quem negociou.

Gabigol também negou qualquer contato.

Publicidade

Justo neste momento no qual o Corinthians começa a reagir, reviver essa 'negociação' só desgasta Melo.

A multa para qualquer clube brasileiro contratar o atacante, sem a anuência do Flamengo, é de R$ 700 milhões.

Augusto Melo falou muito sobre Gabigol ao assumir. Mas não falou sobre com quem negociou
Augusto Melo falou muito sobre Gabigol ao assumir. Mas não falou sobre com quem negociou Augusto Melo falou muito sobre Gabigol ao assumir. Mas não falou sobre com quem negociou (José Manoel Idalgo/Ag.Corinthians - 25.11.2023)

Para renovar com o Flamengo, ele pediu R$ 2 milhões por mês. E mais 10 milhões de euros, cerca de R$ 54 milhões diluídos em quatro anos. Dá mais R$ 1,5 milhão a cada 30 dias.

Ou seja, o gasto mensal seria de R$ 3,5 milhões, no mínimo.

Porque ele exige bônus por conquistas, gols, convocações.

O jogador que mais recebe no Corinthians é o recém-contratado Igor Coronado, cerca de R$ 1,6 milhão.

A dívida no Parque São Jorge é de R$ 1,6 bilhão.

Todos esses fatores fazem de Gabigol um atleta mais do que inviável.

Embora Augusto Melo tenha acreditado ser uma boa ideia de marketing, que passasse otimismo para os torcedores corintianos, para a mídia, que marcasse sua chegada à presidência, com o passar do tempo, a irrealidade da transação só desgasta o dirigente.

Pessoas ligadas a Melo pediram que ele não cite mais a 'transação' com Gabigol, depois de segunda-feira, no SBT.

Para não ser desmentido pelo Flamengo, pelo jogador, pelo agente do atleta.

O presidente promete se conter.

E esquecer a 'transação'.

O atacante segue na reserva de Pedro.

A relação com Tite é distante.

Seu contrato termina em dezembro.

Ele pode assinar com um novo clube em junho.

E ir embora da Gávea, de graça.

Mas seu foco é a Europa, se não ficar no Flamengo.

Corinthians?

Não...

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.