Cosme Rímoli Gabigol aceita o assédio. 'Combinaria jogar no Corinthians. Pela massa, pelo time, favela. Estou pu... com a reserva no Flamengo.'

Gabigol aceita o assédio. 'Combinaria jogar no Corinthians. Pela massa, pelo time, favela. Estou pu... com a reserva no Flamengo.'

O atacante não mediu palavras para mostrar sua insatisfação na Gávea. E elogiou muito o Corinthians, clube que o assedia. Lembrou que, no final de 2024, estará livre. E o Flamengo pode perdê-lo sem ganhar um centavo

  • Cosme Rímoli | Do R7

Gabigol fez sua parte. 'Combinaria [jogar no Corinthians].' Está disposto a parar de ser reserva com Tite

Gabigol fez sua parte. 'Combinaria [jogar no Corinthians].' Está disposto a parar de ser reserva com Tite

Marcelo Cortes/Flamengo

São Paulo, Brasil

"Eu realmente acho que combinaria [jogar no Corinthians], saca?

"Pela massa, pelo time, favela, o cenário fo..., tá ligado?"

As declarações não poderiam ser mais explícitas.

E nada espontâneas.

"Praticamente todos os jogadores saíram jogando com ele [Tite], e eu não, tá ligado?

"Claro que eu fico pu...

"Quero jogar!

"Eu não estou suave, falei isso para ele [Tite].

"Óbvio que não estou feliz, quero jogar.

"Fui para a Inter [de Milão], Benfica, e saí porque não estava jogando.

"Não é pensamento individualista. Todos já foram titulares com ele, eu ainda não fui.

"Sei que não tenho que ficar aqui falando, é mostrar o meu máximo. Quando ele precisar, vou estar lá."

Gabigol não está satisfeito no Flamengo.

De ídolo a mero reserva.

Era um assunto do qual todos sabiam na Gávea, mas era proibido.

O atacante decidiu falar.

Ele sabe que está em situação privilegiada.

Com seu contrato terminando no final de 2024, ele pode ir embora sem render um centavo para o Flamengo, que pagou 18 milhões de euros à Inter para ter o atacante. Foram cerca de R$ 95 milhões.

Gabigol não tem nada de ingênuo.

Quando falou ontem, no canal Podpah, sabia que provocaria repercussão.

Na prática, ele encostou o Flamengo "na parede".

Ou tem o reconhecimento que merece ou vai sair.

A alegria, as provocações, o comportamento de ídolo do Flamengo não existem mais por parte de Gabigol

A alegria, as provocações, o comportamento de ídolo do Flamengo não existem mais por parte de Gabigol

Flamengo

Como não é o presidente Rodolfo Landim quem escala o time carioca, a situação pode chegar a um impasse.

Sem mercado na Europa, o Corinthians é uma excelente opção para o atacante.

Ele continuaria atuando em um clube de muita popularidade.

Mas o entrave está na multa do jogador, irreais 100 milhões de euros, R$ 529 milhões.

Ou seja, o Flamengo pode pedir quanto quiser.

E o seu salário, cerca de R$ 2,1 milhões.

As declarações do atacante:

"Tenho mais um ano de contrato. No meio de 2024 estou livre [para assinar com outro clube].

"Eu lido muito com a realidade.

"Agradeço o carinho, tem sido muito fo...

"Estou em São Paulo três, quatro dias, meu telefone não para.

"Vou a restaurantes, a torcida do Corinthians vem falar comigo, pessoas que torcem, tem sido muito fo...

"Teve conversa da renovação, não foi assinada.

"Tenho mais um ano de contrato. Querendo ou não, pode ser meu último ano com a camisa do Flamengo. Quero que seja especial."

Gabigol tem enorme aceitação pela torcida do Corinthians, carente de ídolos
Gabigol tem enorme aceitação pela torcida do Corinthians, carente de ídolos Gilvan de Souza/Flamengo

O interesse do Corinthians foi uma dádiva, enorme presente para Gabigol.

O atacante, de 27 anos, teve o pior presente da carreira quando o Flamengo contratou Tite.

Ele sabe quanto foi injustiçado pelo treinador, quando comandava a seleção brasileira.

O técnico não teve a menor consideração pelo fato de o jogador ter sido o maior artilheiro entre os atletas nascidos no país entre 2018, ano em que fracassou na primeira Copa, na Rússia, e 2022, no Mundial do Catar.

Gabigol havia marcado 151 gols.

Foram apenas 5 convocações e 14 jogos. 

E para jogar de maneira completamente diferente do que quando atuava no Flamengo. Foi obrigado a jogar preso entre os zagueiros, quando sempre rendeu bem "livre", correndo dos lados do campo para o meio. Situação incompatível com o esquema de Tite.

O técnico nem cogitou fazer adaptações para encaixar o artilheiro.

A revanche veio em um coro recheado de palavrões contra Tite, quando o clube carioca comemorou sua segunda Libertadores.

Ele nunca esperou que o treinador trabalhasse na Gávea.

Gabigol e Tite. Relação fria. Preferência por Pedro como titular. 'Estou p... com a reserva.'

Gabigol e Tite. Relação fria. Preferência por Pedro como titular. 'Estou p... com a reserva.'

Flamengo

Depois do segundo fracasso na Copa do Mundo, o técnico havia prometido que ficaria um ano sem trabalhar no Brasil. Tinha interesse total na Europa. Mas não surgiu proposta para o técnico. E ele não resistiu à chamada do Flamengo.

O reencontro entre os dois foi frio, profissional.

E Tite fez questão de ser coerente e escalou Pedro como titular absoluto no ataque.

O jogador garantiu que atuou quase toda a temporada machucado.

"Este ano aconteceu de jogar praticamente o ano todo machucado. Machuquei meu adutor no segundo jogo do Mundial. Recuperei, mas estava em sequências de finais, era importante estar no campo, e eu não quero largar o osso.

"Sei que faz mal para mim, tinha que ter parado. Em fevereiro eu parei, mas Flamengo jogou Recopa, Brasileiro, foi, foi, foi...

"Tratei nas paradas da data Fifa, mas não consegui estar 100%. Tinha que ter parado em algum momento ali. É tudo em consenso com médico, com o treinador na época, que era o Vitor Pereira, depois Sampaoli, Tite. É por desgaste, há cinco anos sou o que mais jogo. Isso desgasta, e meu corpo pediu: 'Calma aí um pouquinho'".

Declarações sérias e que comprometem as comissões técnicas do Flamengo, em 2023.

Gabigol sabe que seu relacionamento com Tite não é bom.

Há mágoa dos dois lados.

Ficar na Gávea promete ser muito desgastante.

Para ele e para o grupo, já que é influente demais em relação aos companheiros de clube.

Ir para o Corinthians pode ser uma saída.

Mas de difícil acerto.

O novo presidente Augusto Melo busca uma solução financeira.

Repetiu aos seus apoiadores que "Gabigol tem a cara do Corinthians".

Frase que começou o "assédio", aceito pelo atacante.

E vai tentar viabilizar a contratação.

Gabigol já fez sua parte.

Deu um grande empurrão ontem.

Nada espontâneo.

Ele sabia o alcance de suas palavras, ontem à noite.

Quis criar um clima de tensão na Gávea...

Missão impossível? Veja os craques que o Flu vai enfrentar para conquistar o Mundial

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas