Cosme Rímoli Franceses revoltados com 'Neymarpalooza'. Farra no auge da Covid

Franceses revoltados com 'Neymarpalooza'. Farra no auge da Covid

Jogador na alça de mira dos jornalistas franceses. Por farra de cinco dias, para 500 pessoas, que estaria promovendo em Mangaratiba

  • Cosme Rímoli | Do R7

Revolta na imprensa francesa por Neymar estar envolvido em farra para 500 pessoas

Revolta na imprensa francesa por Neymar estar envolvido em farra para 500 pessoas

Divulgação/Red Bull

São Paulo, Brasil

O tradicional jornal Le Parisien publica uma matéria séria, crítica, dura em relação a Neymar.

Não perdoa a festa de réveillon que o jogador resolveu fazer em Mangaratiba, para 500 pessoas, com shows de Léo Santana, Ludmilla, Grupo Menos é Mais, Harmonia do Samba e Wesley Safadão.

O jornal lembra que ele teve o período de folga de final de ano antecipado por conta de uma contusão no tornozelo esquerdo. Perdeu os dois últimos jogos do PSG pela lesão.

E Neymar decidiu enfrentar 11 horas e meia de viagem, de Paris para o Rio, para organizar a festança, para centenas de pessoas, em plena segunda onda da covid-19.

O Le Parisien não perdoa a ironia de pessoas que trabalham com o jogador, quando foram perguntadas se ele faria a festa na sua casa cinematográfica de Mangaratiba. 

"Não, não haverá festa na casa de Neymar", foi a resposta.

Sim, na sua mansão, não haverá. Até porque a "Neymarlândia", como seus amigos se referem a ela, passa por reforma. O atacante teria alugado uma outra mansão para os cinco dias de esbórnia.

À rádio Jovem Pan e ao site notícidasdatv, a assessoria de Neymar repete que ele não está promovendo festa para 500 pessoas.

Mas vários colunistas sociais como Ancelmo Gois e Léo Dias garantem que a festança acontece.

Por coincidência, ou não, não há postagem de Neymar desde sábado, quando começaria a farra.

O jornal francês segue no seu tom de reprovação.

Lembrando que Neymar voltou com covid-19, de Ibiza, nas férias do meio do ano.

A festança acontece no maior sigilo. Com a exigência de que nenhum convidado terá o direito de entrar com celulares. Para que ela não seja registrada em fotos.

Neymar em Ibiza. Sem máscara, nas férias do meio do ano. Acabou infectado pela covid

Neymar em Ibiza. Sem máscara, nas férias do meio do ano. Acabou infectado pela covid

Reprodução/Instagram

Mais esta farra de Neymar provocou uma onda de críticas entre jornalistas franceses, na tevê e no rádio.

E é bom ele aproveitar.

Porque o PSG demitiu, sem piedade, o treinador Thomas Tuchel. Um dos motivos alegado foi a 'perda dos vestiários'. Neymar e Mbappé teriam privilégios com o alemão.

O ex-jogador da seleção brasileira, Leonardo, é o executivo do clube. E teria travado uma discussão acalorada com Tuchel, que acabou com sua demissão sumária.

O PSG já tem tudo acertado com o argentino Mauricio Pochettino. E além do sonho da conquista da Champions, a cúpula do clube, principalmente Leonardo, quer que o técnico imponha forte cobrança para Mbappé e Neymar.

Ou seja, o brasileiro que aproveite, caso esteja mesmo farreando.

Pochettino está fechando com PSG. Com obrigação de acabar com os privilégios de Neymar

Pochettino está fechando com PSG. Com obrigação de acabar com os privilégios de Neymar

Reprodução/Twitter

Desfrute seu 'Neymarpalooza', como batizaram colunistas sociais, remetendo ao Lollapalooza, festival de shows ao vivo que costuma ter inúmeras atrações com enorme duração.

Cinco dias de farra é para tirar o fôlego de qualquer um.

Neymar fará 29 anos em fevereiro.

Apesar de ter sido o responsável em campo para levar o PSG, pela primeira vez, à decisão da Champions League na história do clube francês, acabou em nono lugar na escolha dos melhores jogadores da Fifa.

As simulações, os chiliques com os árbitros, as provocações aos seus marcadores e, principalmente, as farras, ferem profundamente a credibilidade do brasileiro. Principalmente na sua obsessão de ser escolhido como melhor do mundo.

'Neymarpalooza' será apenas mais um capítulo.

As farras de Neymar no final de ano no Brasil são tradicionais. A imprensa francesa se cansou

As farras de Neymar no final de ano no Brasil são tradicionais. A imprensa francesa se cansou

Reprodução/Instagram

A leitura do Le Parisien de hoje não é recomendada ao atacante.

Nem querer ouvir opiniões de jornalistas franceses sobre seu réveillon em Mangaratiba.

Ainda mais com a Europa descobrindo mutações do vírus da covid-19.

Até hoje, a OMS informa que morreram 1.759.907 pessoas no mundo.

E no Brasil, 190.795 perderam a vida.

Neymar que siga com sua farra...

Luxo para poucos! Conheça iate de 3 andares e mais de R$ 50 mi de CR7

Últimas