FPF derrotada. Coronavírus impede até previsão de volta do Paulista

Como o blog antecipou, o governo de São Paulo impediu desejo da FPF. Retorno do Paulista não será no início de maio. Nem há data para voltar

Derrota de Bastos diante do governo paulista. Nada de futebol no início de maio

Derrota de Bastos diante do governo paulista. Nada de futebol no início de maio

FPF

São Paulo, Brasil

Como o blog antecipou, prevaleceu a força do governo de São Paulo.

Com o isolamento imposto em todo o estado por conta da pandemia, de nada adiantou a reunião por videoconferência organizada pela Federação Paulista de Futebol.

O isolamento terminaria no dia 22, daqui a uma semana, mas será prorrogado.

O Palmeiras, por exemplo, confirmou.

Não voltaria a campo sem a garantia que seus jogadores não correriam risco, por conta do coronavírus.

O Campeonato Paulista não voltará no início de maio, como sonhava o presidente Reinaldo Carneiro Bastos. 

Não há a menor previsão para retorno.

Equipes do Interior do Estado, que montaram times de aluguel, passarão a se desfazer dos seus jogadores.

Para que os clubes e a FPF recebam a cota integral da Globo, Bastos quer, assim que for autorizada a volta do futebol, jogos a intervalos de 48 horas.

Para que as seis datas restantes sejam cumpridas o mais rápido possível.

Com portões fechados.

Galiotte reafirmou. Palmeiras só jogará o Paulista quando não houver risco

Galiotte reafirmou. Palmeiras só jogará o Paulista quando não houver risco

Palmeiras

Virou questão de honra ao presidente da FPF que o Campeonato Paulista de 2020 seja decidido em campo.

Algo incerto.

Porque se o Ministério da Saúde só autorizar a volta do futebol, por exemplo, no final de junho, não haverá datas para o Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores e Paulista.

A competição com menos importância são os Estaduais.

A preferência dos grandes clubes é de jogar os torneios mais rentáveis, significativos.

Bastos tem certeza que a CBF esticará a temporada até janeiro de 2021. Para que  os Estaduais sejam disputados, para garantir verbas às Federações, que sustentam politicamente o presidente Rogério Caboclo no cargo.

O retorno mais rápido do futebol no Brasil passaria por troca do ministro da Saúde

O retorno mais rápido do futebol no Brasil passaria por troca do ministro da Saúde

Reprodução Twitter

A volta do Paulista também passa pela provável troca do ministro da Saúde. Luiz Henrique Mandetta é muito rígido em relação à volta de eventos esportivos.

Se ele sair, há a chance de que os dirigentes de futebol tenham de esperar menos por um retorno.

Bastos observará com atenção os protocolos de segurança que a Federação Carioca de Futebol quer impor.

O desejo de Rubens Lopes é que já no dia 27, os clubes voltem a treinar. Para que  o Campeonato Carioca termine em maio.

Presidente da Federação Carioca quer os clubes do Rio treinando em 12 dias

Presidente da Federação Carioca quer os clubes do Rio treinando em 12 dias

Federação Carioca

Também por uma questão financeira.

Receber as parcelas finais da Globo.

A reunião da Federação Paulista de Futebol aconteceu por videoconferência.

Por um motivo forte.

Medo da transmissão do coronavírus...

Preso em hotel de luxo, Ronaldinho ganha 'sala para embaixadinhas'