Cosme Rímoli Flu surpreende favorito Fla. Vence Taça Rio e ironiza

Flu surpreende favorito Fla. Vence Taça Rio e ironiza

O time de Odair surpreendeu e conseguiu travar o Flamengo de Jorge Jesus. Depois do 1 a 1, vitória nos pênaltis. Haverá dois Fla-Flu para decidir título 

  • Cosme Rímoli | Do R7

Médico do Fluminense levanta o troféu da Taça Rio. Ironia pura

Médico do Fluminense levanta o troféu da Taça Rio. Ironia pura

Fluminense

São Paulo, Brasil

Depois de uma bizarra guerra pela transmissão, a decisão da Taça Rio.

E o Fluminense surpreendeu.

Mesmo com o time muito pior do que o Flamengo, teve mais entrega, gana, disposição.

Entrou em campo concentrado em travar, marcar o milionário arquirival.

E conseguiu empatar a partida em 1 a 1.

Nos pênaltis venceu por 3 a 2 e ficou com o título da Taça Rio.

Como o Flamengo havia vencido a Taça Guanabara, haverá a necessidade de mais dois Fla-Flu para a decisão do campeão carioca de 2020.

E aí, cada clube terá direito a transmitir seu jogo como mandante.

A FluTV tem muito o que comemorar.

A transmissão chegou ao seu pico, na decisão por pênaltis, a três milhões e quinhentos mil acessos simultâneos.

Um recorde na transmissão esportiva no Brasil.

A partida começou de forma surpreendente. 

Com o Fluminense mostrando muito mais disposição e melhor estruturado taticamente.

O time limitado de Odair Helmann deixou claro: as ausências dos lentos Fred e Ganso foram dois grandes presentes.

Sem ele, Odair teve a liberdade de marcar um intenso 4-5-1.

Mas com a marcação avançada, para impedir que o Flamengo impusesse seu toque de bola. Everton Ribeiro e Arrascaeta não podiam nem respirar. As laterais estavam travadas. Rafinha e Filipe Luís estavam muito bem vigiados.

Muriel brilhou. Defendeu o pênalti decisivo. Do experiente Rafinha

Muriel brilhou. Defendeu o pênalti decisivo. Do experiente Rafinha

Fluminense

O Fluminense jogava com raiva, por ter sido desprezado pela mídia, apontado como time derrotado antes sequer de começar a decisão.

O Flamengo, que não esperava um adversário tão aguerrido, não conseguiu reagir no primeiro tempo.

E ainda sofreu um gol irregular.

Gilberto, impedido, marcou aos 37 minutos do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o cansaço atrapalhou o Fluminense.

O Flamengo teve mais espaço para tocar a bola.

Mas a última linha defensiva de Odair Helmann estava muito bem.

Jorge Jesus teve de mudar a forma de o Flamengo jogar.

Tirou os cerebrais Everton Ribeiro e Arrascaeta.

Colocou Michael e Pedro.

O Flamengo sufocou o Fluminense até que aos 32 minutos, Filipe Luís cruzou com perfeição para a cabeçada violenta de Pedro, empatando a partida.

O resultado foi justo.

Nos pênaltis, Nenê, Hudson e Fernando Pacheco marcaram.

Dodi e Michel Araújo perderam para o Fluminense.

Diego Alves defendeu.

Já no Flamengo, Gabigol e Pedro fizeram.

Mas Willian Arão, Léo Pereira e Rafinha, não.

Muriel defendeu as cobranças de Willian Arão e Rafinha.

Léo Pereira cobrou fora.

Médicos do Fluminense levantam a Taça Rio. Referência à pandemia

Médicos do Fluminense levantam a Taça Rio. Referência à pandemia

Fluminense

Para ironizar a conquista, os médicos do clube levantaram a taça.

Referência ao torneio disputado em pleno auge da pandemia no Brasil.

O interminável Carioca de 2020 segue.

Com mais dois Fla-Flu.

Que haja menos polêmica.

E mais futebol...

Rubinho e apresentadora? Relembre os namoros entre pilotos e estrelas

Últimas