Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

O Flamengo não vai brincar com R$ 114 milhões, valor de Pedro. Direção vai observar comportamento de Sampaoli. Técnico corre risco

Volta de Pedro aos treinamentos só mostrou a frieza de Sampaoli em relação ao atacante, que foi à polícia denunciar o amigo do técnico, o preparador físico Fernández. Ele o socou. Direção analisa o péssimo ambiente

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Pedro vale R$ 114 milhões. O tratamento do treinador ao atacante está sendo observado pela direção
Pedro vale R$ 114 milhões. O tratamento do treinador ao atacante está sendo observado pela direção Pedro vale R$ 114 milhões. O tratamento do treinador ao atacante está sendo observado pela direção

São Paulo, Brasil

O Flamengo iria fazer uma guerra se Pedro decidisse apelar para a rescisão contratual.

O atacante tinha todas as possibilidades de conseguir seus direitos na justiça.

Pela legislação trabalhista, se um funcionário for agredido por um superior, no seu ambiente de trabalho, o fim da relação tem tudo para ser algo real.

Publicidade

Mas desde que o funcionário decida procurar a justiça.

Só que não foi a decisão de Pedro. 

Publicidade

Assim como fez ao abrir mão da Olimpíada de Tóquio, porque o Flamengo impediu sua apresentação. Como a reserva na Gávea o tirou de várias convocações de Tite, que tinha enorme admiração pelo atacante.

Ele até foi para o Mundial do Catar, mas sem entrosamento, sem estar acostumado a atuar com o time. Na grande chance que teve, contra Camarões, foi mal. Também por conta de o time reserva entrar em campo sem nunca ter atuado junto, já que Tite aboliu o coletivo.

Publicidade

Pedro tomou um soco violento na boca, do preparador físico Pablo Fernández, companheiro de trabalho e amigo íntimo de Jorge Sampaoli.

Fernández se irritou por Pedro ter parado de se aquecer antes da partida contra o Atlético, em Minas Gerais, no sábado.

Publicidade

O soco custou a demissão de Pablo.

E um processo judicial, já que o jogador resolver prestar queixa contra o agressor.

O Flamengo virou caso de polícia.

Jorge Sampaoli fracassou na tentativa de salvar o emprego do amigo.

O treinador virou decidiu seguir no Flamengo assim mesmo.

Pedro se reuniu com seu estafe no domingo e também ontem, quando não se apresentou para o treinamento, alegando 'dores no rosto'.

A direção do Flamengo primeiro ficou preocupada, com a possibilidade de Pedro pedir na justiça a rescisão. Mas depois ficou irritada ao saber da falta ao treinamento.

Na noite de ontem, o estafe de Pedro foi chamado para uma conversa com a direção do Flamengo. E foi acertada a volta aos treinos, já que o clube agiu, demitindo o preparador físico argentino.

Não houve segredo sobre o descontentamento de Pedro com Sampaoli.

E até a possibilidade dele ir embora do clube.

Só que os dirigentes não vão ceder.

Não querem vendê-lo nesta janela de transferências. 

Segundo o site especializado em transferência, transfermarkt, Pedro vale atualmente 22 milhões de euros, cerca de R$ 114 milhões.

O Flamengo gastou 14 milhões de euros, cerca de R$ 72 milhões, para contratá-lo.

O presidente Rodolfo Landim aposta na conquista do tetracampeonato da Libertadores.

E quer Pedro.

O jogador se reapresentou hoje para treinar no Flamengo.

Não houve qualquer aproximação entre ele e Jorge Sampaoli.

O treinador tem um comportamento péssimo com atletas que não quer mais no elenco. Ele costuma os desprezar. Não fala com eles até que saiam.

Pedro não se abalou e fez a mesma coisa.

Ele até poderia não jogar contra o Olimpia, tinha autorização da diretoria, mas ele preferiu se mostrar pronto para atuar.

O atacante deverá ficar à disposição como reserva.

A direção do Flamengo vai acompanhar de perto a situação.

Sabe que Sampaoli ficou desgastado com o grupo de jogadores, ao saber da agressão do seu preparador físico e ir, normalmente, para a coletiva de imprensa, em Belo Horizonte, como se nada tivesse acontecido. 

É pública a maneira fria que trata jogadores que estão no elenco e não são utilizados, como Pablo e Varela.

O atacante Marinho e o volante Vidal sentiram a postura do técnico na pele.

E saíram do Flamengo, desvalorizados.

Com Pedro será diferente.

O atacante vale muito mais dinheiro.

E dependendo do desempenho do Flamengo na Libertadores, Jorge Sampaoli corre o risco de perder seu emprego.

O clima no clube entre o time o técnico não é bom.

Pedro tem ótimo ambiente com os companheiros de time.

A demissão do preparador físico não resolveu o problema.

O Flamengo não está tranquilo.

E o efeito colateral pode acontecer dentro de campo...

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.