Cosme Rímoli Fla derruba Palmeiras. É o clube que mais fatura com patrocínio no Brasil

Fla derruba Palmeiras. É o clube que mais fatura com patrocínio no Brasil

Capitalismo selvagem de Landim desbancou o apoio da Crefisa ao Palmeiras. Clube carioca fatura R$ 126,5 milhões de patrocínio por ano. O Palmeiras, R$ 103,5 milhões

  • Cosme Rímoli | Do R7

O Flamengo usou sua popularidade e títulos para desbancar lucrar como nunca

O Flamengo usou sua popularidade e títulos para desbancar lucrar como nunca

Alexandre Vidal/Flamengo

São Paulo, Brasil

O Flamengo conseguiu. 

Deu a virada que sonhava em relação ao Palmeiras.

Conseguiu com a força de sua marca superar o clube paulista.

E se tornou o clube que tem os maiores patrocínios no uniforme.

Não foi necessário nem esperar 2022, como avaliavam os dirigentes rubro-negros no ano passado. A pandemia não precisou acabar, nem o público voltar aos estádios, para a reviravolta.

Os números palmeirenses ainda são impressionantes. Em plena crise, recessão que o Brasil atravessa.

A Crefisa mantém R$ 81 milhões anuais. 

E a Puma paga mais R$ 22,5 milhões.

São R$ 103,5 milhões garantidos.

O Palmeiras estava muito distante dos demais clubes brasileiros.

À frente.

Pesa neste investimento altíssimo pelo monopólio do uniforme o desejo da dona da Crefisa, Leila Pereira, de assumir a presidência do Palmeiras.

Mas o Flamengo seguiu uma busca obcecada de valorização da marca.

E, com outra estratégia, sem patrocínio único, conseguiu se impor como o clube mais valorizado do país.

Flamengo optou por não ter uma patrocinadora só no uniforme. E conseguiu mais dinheiro

Flamengo optou por não ter uma patrocinadora só no uniforme. E conseguiu mais dinheiro

Cesar Greco/Palmeiras

Seguindo a assustadora firmeza imposta pelo presidente Rodolfo Landim, que foi o articulador, o braço direto do empresário Eike Batista, toda a influência foi usada. Sem constrangimento.

Por 30 anos, o clube mais popular do Brasil teve apoio governamental. Petrobrás como patrocinadora master por 25 anos e mais cinco anos com o apoio da Caixa Econômica Federal.

Desde o ano passado, o Banco de Brasília banca o patrocínio master. São R$ 32 milhões. 

Daí, vieram o Mercado Livre, com R$ 18 milhões, Sportbet R$ 10,6 milhões, Havan R$ 10 milhões, ABC, R$ 5,1 milhões e Moss: R$ 4,8 milhões.

Total : R$ 126,2 milhões.

A consultoria Sports Value divulgou, no início do mês, quanto os principais clubes brasileiros receberam de patrocinadores em 2020.

Lembrando que alguns patrocinadores, como a Crefisa, dão bônus por conquistas.

1º – Palmeiras – R$ 115 milhões
2º – Flamengo – R$ 95 milhões
3º – Corinthians – R$ 71 milhões
4º – Cruzeiro – R$ 33 milhões
5º – Grêmio – R$ 33 milhões
6º – Internacional – R$ 32 milhões
7º – Santos – R$ 24 milhões
8º – Atlético-MG – R$ 21 milhões
9º – Bahia – R$ 18 milhões
10º – Vasco – R$ 17 milhões

O Flamengo já deixou o Palmeiras para trás.

E, com a certeza de volta do público, em 2022, com maior exposição, o clube carioca vai buscar ainda mais dinheiro, com patrocinadores.

Essa é a filosofia de Rodolfo Landim.

Landim, no centro, foi o braço direto do empresário Eike Batista

Landim, no centro, foi o braço direto do empresário Eike Batista

Reprodução/Twitter

"O Flamengo não explorava sua força. Comigo vai explorar", prometeu o presidente ao assumir o clube, ao assumir o clube, em janeiro de 2019. Seu mandato termina no final deste ano.

E ele já assumiu.

Quer a reeleição para seguir no comando até o final de 2024.

Hoje não há candidato capaz de impedir sua reeleição.

Graças à revolução financeira na Gávea...

Reforços baratos e jovens do Flu contrastam com estrelas do Fla

Últimas