Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Felicidade de campeão. Palmeiras goleou o Coritiba. 12 pontos de vantagem do Internacional. E, importantíssimo: estreia de Endrick

O time de Abel Ferreira massacrou o Coritiba. 4 a 0. O líder e mais do que provável campeão brasileiro ainda aproveitou a partida para fazer a estreia de Endrick. Seu mais jovem jogador profissional da história

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli


Momento que promete ser histórico para o Palmeiras. Endrick faz sua estreia no profissional
Momento que promete ser histórico para o Palmeiras. Endrick faz sua estreia no profissional

São Paulo, Brasil

Aos 21 minutos do segundo tempo, os mais de 39 mil torcedores no Allianz Parque comemoraram mais do que um gol.

Foi quando Endrick foi chamado. Iria fazer, finalmente, sua estreia no time profissional.

Era a confirmação do que o blog havia publicado pela manhã.

Publicidade

A 'pauta positiva' para que a rispidez de Abel Ferreira com a imprensa brasileira fosse esquecida.

Aos 23 minutos, com direito a um coro só seu.

Publicidade

'Olelê, Olalá, o Endrick vem aí e o bicho vai pegar..."

O mais jovem jogador da história do Palmeiras profissional estava no gramado sintético.

Publicidade

16 anos, dois meses e 15 dias.

Foram 26 minutos em campo, duas finalizações, uma falta sofrida e uma cometida.

E muita esperança não só dos palmeirenses, mas dos brasileiros.

"( Tenho de )Agradecer a Deus, sabia que tudo seria no tempo e ele colocaria na cabeça do Abel. Ele estava fazendo o certo, me adaptando ao grupo e foi tudo certo, estrear na torcida. Ele falou que teria o momento certo, estava com ele porque é meu primeiro treinador profissional e estou com ele.

"Foi uma semana difícil, perdi o meu avô na semana da final da Copa do Brasil, tinha na cabeça meu avô que queria que eu jogasse no profissional. Queria fazer o gol para ele, para o meu pai que perdeu meu avô e fazer a felicidade dele lá em cima.

"Essa torcida é maravilhosa, é a torcida que quero para a minha vida, sou torcedor palmeirense. Me criticam, mas sei que é para o meu bem, estava com essa ansiedade para ver essa torcida gritar o meu nome e é muito bom. Quero fazer tudo por eles, sei que terei altos e baixos, agradecer o Abel e meus companheiros. Agora são oito finais e se Deus quiser ser campeão.

"Queria deixar a torcida feliz, muito bom ser o jogador mais jovem a fazer um gol no Allianz, com onze anos (na base) e ser o mais jovem em estrear aqui. Muito bom."

"Quero chegar ao topo com o Palmeiras. O Palmeiras nunca está feliz com os títulos, queremos sempre mais. Se eu for jogar na Europa um dia, voltar para jogar aqui e ser campeão mundial, da Libertadores, do Brasileiro e de tudo", disse, empolgado, Endrick, ao final do jogo.

O polivalente Mayke marcou o primeiro gol. O jogador vive sua melhor fase no Palmeiras
O polivalente Mayke marcou o primeiro gol. O jogador vive sua melhor fase no Palmeiras

Quando o garoto entrou, com a camisa 16, a partida já estava decidida.

Mesmo assim, correu, tabelou, tentou dribles, quase marcou aos 30 minutos, quando Gabriel voou aos seus pés.

Quando Endrick entrou, a partida estava decidida.

Sem a menor piedade, o Palmeiras sufocou o Coritiba, desde os primeiros aos últimos minuto. Fez sua obrigação, com toda seriedade, impôs seu melhor futebol e mostrou porque é o líder absoluto, a caminho de mais um título brasileiro.

4 a 0 foi até pouco para o time da Abel Ferreira.

Gols do polivalente Mayke, do oportunista Rony, do zagueiro/artilheiro Gustavo Gómez e do mal aproveitado Bruno Lopes.

O Palmeiras chegou a mais um importante recorde.

12 pontos de vantagem diante do segundo colocado, o Internacional, na 30ª rodada do Brasileiro. A conquista do campeonato está mais do que definido para o poderoso time paulista.

O duelo foi absolutamente injusto. Não havia como comparar um time com outro. Guto Ferreira fez sua obrigação. Colocou seu time com linhas baixas, quatro zagueiros fixos, cinco jogadores nas intermediárias e apenas um atacante.

Foi um duelo desigual. Palmeiras melhor na estratégia, na técnica e na força física
Foi um duelo desigual. Palmeiras melhor na estratégia, na técnica e na força física

O Palmeiras, por sua vez, mostrava sua versatilidade, com seu tradicional 4-3-3, com enorme movimentação do meio para a frente. Abel Ferreira acertou na aposta no versátil Mayke como um meio-campista ofensivo, mostrando todo o apetite por gols do lateral.

Além do repertório técnico, o Palmeiras mostrava muito maior força física. Os jogadores do Coritiba simplesmente não conseguiam acompanhar do melhor time do Campeonato Brasileiro. 

Quem acompanhava ao jogo se espantava com o espaço que os comandados de Abel Ferreira tinham. Na verdade, era a velocidade, a agilidade e a movimentação correta, treinada, que se impunham diante do defensivismo paranaense.

Tanto que os gols não demoraram.

Depois de enorme pressão, aos 14 minutos, Gustavo Scarpa cobrou escanteio. E Mayke, surgindo de surpresa, testando a bola no contrapé de Gabriel. Palmeiras 1 a 0, em lance mais do que treinado. E dificílimo de ser anulado pelos rivais.

O Coritiba não mostrava futebol nem confiança para sair da pressão incansável do Palmeiras. Ainda mais com 39 mil torcedores tornando o estádido um caldeirão. O óbvio aconteceu aos 33 minutos. Outra vez Gustavo Scarpa deu a assistência. E o imprevisível Rony acertou um toque maravilhoso, encobrindo o desesperado Gabriel. 2 a 0.

O futebol implacável e sedento de gols e pontos, do mais que provável campeão brasileiro de 2022, seguia.

Logo aos cinco minutos do segundo tempo, Dudu descobriu Gustavo Gómez entre os zagueiros. A cabeçada foi fulminante, sem chance de defesa para Gabriel. 3 a 0.

Veio, finalmente, a estreia de Endrick. A torcida comemorava como se fosse um título. Os palmeirenses sabiam que viam algo histórico. O mais jovem jogador a atuar com a camisa verde entrou, correu, lutou, driblou, e teve duas chances para marcar. Conseguiu retribuir à tanta expectativa na sua primeira partida profissional.

Com o Coritiba abatido, Breno Lopez, muito pouco aproveitado e mais letal que López e Merentiel juntos.

O velocista atacante bateu muito forte, ao receber de Tabata. 

4 a 0, aos 31 minutos.

Palmeiras transpira confiança no título. Tem mostrado futebol de sobra para ser campeão do Brasil
Palmeiras transpira confiança no título. Tem mostrado futebol de sobra para ser campeão do Brasil

O Palmeiras até buscou o quinto gol.

A torcida ficou até o final do jogo desejando que Endrick marcasse.

Mas a alegria de campeão foi completa.

Vitória, goleada, mais três pontos e estreia do seu mais promissor jogador.

Bastam quatro vitórias nos oito jogos que restam.

E virá o título.

O Palmeiras só festeja...

Carregador de tacos, garoto da água e mais: profissões aleatórias do esporte pagam muito

" gallery_id="633df00019d224f2a80000a5" url_iframe_gallery="esportes.r7.com/prisma/cosme-rimoli/felicidade-de-campeao-palmeiras-goleou-o-coritiba-12-pontos-de-vantagem-do-internacional-e-importantissimo-estreia-de-endrick-06102022"]

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.