Cosme Rímoli Escolha dos jogadores e economia. Motivos para o Flu escolher Marcão

Escolha dos jogadores e economia. Motivos para o Flu escolher Marcão

O clube que deve quase R$ 700 milhões não quis investir em novo treinador, depois da saída de Odair Hellmann para os Emirados. Auxiliar foi efetivado

  • Cosme Rímoli | Do R7

Marcão teve o apoio de todo o elenco do Fluminense. Jovens e veteranos o aceitaram

Marcão teve o apoio de todo o elenco do Fluminense. Jovens e veteranos o aceitaram

Maílson Santana/Fluminense

São Paulo, Brasil

Foram dois fatores que pesaram na escolha do substituto de Odair Hellmann, que deixou o Fluminense e foi para os Emirados Árabes.

O primeiro, o dinheiro.

As dívidas do clube carioca já chegam perto dos R$ 700 milhões.

Os números mais recentes chegam a R$ 672 milhões.

Contratar um treinador à altura de Hellmann, faltando dois meses para o Brasileiro acabar, exigiria forte investimento.

O segundo foi a preferência dos jogadores.

No grupo heterogêneo, e difícil, formado nas Laranjeiras, que mistura veteranos como Nenê, Fred e Ganso, com garotos, havia quase unanimidade. 

O elenco viu com entusiasmo a possibilidade dele assumir a equipe.

Sempre foi ele que, com maior paciência, tirava dúvidas táticas e incentivava cada atleta. Ou consolava quando perdia a posição.

Daí o auxiliar Marcão ganhar outra vez a chance de comandar o Fluminense, no restante do Brasileiro.

No ano passado, foi fundamental para evitar o rebaixamento do clube, que despencava, depois do fraquíssimo trabalho de Oswaldo de Oliveira.

Marcão volta ao cargo que perdeu em dezembro de 2019, quando a diretoria resolveu apostar em um treinador de maior vivência e escolheu Hellmann.

Diego Souza se torna 10º maior artilheiro de todos Brasileiros; veja

Últimas