Cosme Rímoli A pior notícia para o Flu. Odair Hellmann vai para os Emirados

A pior notícia para o Flu. Odair Hellmann vai para os Emirados

Treinador, que fazia ótimo trabalho nas Laranjeiras, vai para Al Wasl, nos Emirados. Para ganhar R$ 600 mil/mês. Ele recebia R$ 250 mil nas Laranjeiras

  • Cosme Rímoli | Do R7

Odair Hellmann se despede. Ele fez o Fluminense redescobrir a autoestima

Odair Hellmann se despede. Ele fez o Fluminense redescobrir a autoestima

Lucas Meçon/Fluminense

São Paulo, Brasil

Parece uma sina.

Depois de oito anos de sua última conquista de Campeonato Brasileiro, quando o time estava indo muito bem, fazendo campanha surpreendente, chega a notícia.

O responsável por todo o planejamento, e pelo futebol competitivo do Fluminense, está indo embora.

Odair Hellmann recebeu uma proposta irrecusável do Al Wasl, dos Emirados Árabes Unidos. 

Ele já avisou à direção do Fluminense, nesta manhã.

A comparação financeira entre o que o time árabe oferece a Odair e quanto ele recebia nas Laranjeiras é absurda.

Odair recebia R$ 250 mil mensais.

Seu salário no Al Wasl será de R$ 600 mil. Por um contrato de um ano e meio, 2,1 milhões de dólares, por 18 meses.

Os números foram divulgados pelo ge.

Odair já havia sido sondado por outros clubes brasileiros.

E resistiu.

O treinador conseguiu transformar um elenco desvalorizado, desequilibrado, em uma equipe vibrante, com muita força física, com postura tática moderna.

Antes do Brasileiro começar, o medo da direção do Fluminense era o clube brigar para não ser rebaixado.

E atualmente tem enormes chances de disputar a próxima Libertadores.

Após a vitória diante do Athletico Paranaense, por 3 a 1, o técnico já havia deixado claro que algo significativo poderia acontecer. Ninguém sabia que ele negociava com os Emirados.

Odair conseguiu façanha de transformar Fred e Ganso em reservas. Sem caos

Odair conseguiu façanha de transformar Fred e Ganso em reservas. Sem caos

Lucas Merçon/Fluminense

Odair desabafou diante das críticas ao time sob seu comando.

"Eu sempre soube quais são meus processos, qual é o meu trabalho, e vou seguir em frente. Continuar com as minhas convicções a respeito de futebol, de metodologia, variações táticas, para seguir em frente nesse mercado tão difícil que é o mercado de treinador.

"Contentar a todos a gente não vai, faz parte o processo de críticas e dúvidas. Seguir em frente firme e forte."

Será uma pena a interrupção do trabalho de Odair.

Ele chegou a fazer 50 jogos. Foram 24 vitórias, 12 empates e 14 derrotas, um aproveitamento de 56%. Foi vice do Carioca de 2020, lutando contra o poderoso Flamengo de Jorge Jesus.

A cúpula do Fluminense já busca substituto.

Odair não deverá mais comandar o time.

Sua vida estará voltada agora ao Al Wasl.

Mas ele deixa um time montado para quem assumir...

(O auxiliar Marcão foi o escolhido para ficar com o comando do time.

Na saída, Odair confirmou que a proposta financeira foi 'irrecusável', por meio de um comunicado.

“Com o mesmo respeito e atenção a mim dirigidos nos últimos 12 meses, venho através desta comunicar de forma oficial minha despedida do Fluminense Football Club.

"Diante da formalização de irrecusável proposta do Al Wasl SC (Dubai, Emirados Árabes Unidos), comuniquei à diretoria do FFC, com a qual sempre travei o melhor diálogo, que respondi positivamente ao convite para assumir o comando técnico da equipe árabe. Em decisão de caráter pessoal, resolvi iniciar um novo desafio e um novo projeto de carreira e de vida.

"Após 50 jogos completados em meio a uma temporada absolutamente atípica no futebol mundial, deixo o Fluminense com o sentimento de gratidão e a sensação de ter cumprido com o meu dever. Gratidão por encontrar as portas abertas, vinte anos após minha passagem como atleta, para o retorno como treinador. Dever cumprido por ter entregue todos os dias o meu melhor, com muita dedicação e trabalho.

"Nas figuras do presidente Mário Bittencourt e do diretor Paulo Angioni, externo o meu sincero e profundo agradecimento ao clube pela estrutura e condições oferecidas, bem como o esforço na tentativa da minha permanência. Faço questão de agradecer também a todo corpo técnico, atletas, colegas, funcionários e colaboradores do FFC. Por todo suporte, convívio e carinho neste um ano juntos, muito obrigado.

"Por fim, o meu obrigado de coração aos torcedores do Fluminense que deram um voto de confiança ao meu trabalho desde o início e que ficarão marcados na minha história de vida. Saio orgulhoso por poder ter feito parte deste clube gigante e de história fantástica. Como todos vocês, serei sempre um tricolor de coração!”

Saudações tricolores,
Odair Hellmann
Rio de Janeiro, Brasil, 7 de dezembro de 2020..."

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Diego Souza se torna 10º maior artilheiro de todos Brasileiros; veja

Últimas