Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Endrick vive seu pior momento no Palmeiras. Até fora do banco de reservas. Clube arrisca perder R$ 66,9 milhões do Real Madrid

O atacante de 16 anos passou a não ficar nem na reserva dos reservas. Ficou fora do banco contra o Fortaleza. Abel Ferreira não está gostando do seu individualismo. E tem adorado o futebol de Artur

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli


Endrick
Endrick

São Paulo, Brasil

Outra prova de independência que Abel Ferreia está dando, em relação ao Palmeiras, vai além dos 50 cartões que tomou. Das oito expulsões.

O português não está nem um pouco preocupado com a meta de 25 gols que Endrick teria de marcar até julho de 2024, como profissional.

O Real Madrid, dono do atleta de 16 anos, fixou, como bônus na contratação do atleta, 12,5 milhões de euros, cerca de R$ 66,9 milhões.

Publicidade

Ou seja, 2,5 milhões de euros, R$ 13,3 milhões, a cada cinco gols.

O grande problema, como já mostrou o blog, é que a chegada de Artur travou de vez a chance de Endrick ser titular. Além de ter se transformado em reserva absoluto, ele agora está chegando ao pior. Não ficar nem no banco de reservas.

Publicidade

Foi o que aconteceu contra o Fortaleza. 

Endrick segue firme, não reclama, tem até tentado treinar mais.

Publicidade

Só que, quando tem saído do banco e entrado nos jogos, tem mostrado egoísmo. Tentando marcar gols, driblar. Tentando mostrar sua qualidade. Falta de participação coletiva é mortal para Abel Ferreira.

A situação atual do jovem garoto é ruim.

A diretoria do Palmeiras queria, evidente, que ele tivesse mais chances no time principal. A direção do Real Madrid deseja ter o atleta em julho de 2024 com mais minutagem na Série A. E já há jornalistas espanhóis que consideram um grave erro do Palmeiras não cedê-lo para disputar o Mundial Sub-20, para deixá-lo na reserva da reserva.

Endrick marcou apenas quatro gols em 2023.

O Palmeiras está perdendo dinheiro.

Endrick se mostra menos confiante, mais aflito.

Mas Abel Ferreira não se comove.

Segue repetindo internamente, aos jogadores, que será o titular quem estiver melhor.

Até o entusiasmo da torcida com o jovem atacante tem diminuído.

Sua presença já não é tão clamada como era no início do ano.

Endrick entrou em uma espiral.

Vê Artur titular absoluto, ao lado de Rony e Dudu.

E Breno Lopes e Flaco Lópes tomando seu lugar como primeiros reservas.

Ambos, além de atacar, marcam muito melhor que o garoto de 16 anos.

Endrick vive seu pior momento desde que se profissionalizou no Palmeiras.

Abel não se incomoda.

E repete o mantra.

"Comigo joga quem estiver melhor para o meu time."

Das 23 partidas que o clube fez no ano, ele já ficou fora de dez.

Os 12,5 milhões de euros vão ficando cada vez mais longe do Palmeiras...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.