Cosme Rímoli Elencos do Flamengo e Palmeiras aceitam. Melhor da Libertadores ficará com o anel de diamantes. Não haverá divisão

Elencos do Flamengo e Palmeiras aceitam. Melhor da Libertadores ficará com o anel de diamantes. Não haverá divisão

Bruno Henrique, Gabigol, Arrascaeta, Weverton, Rony e Raphael Veiga disputam o prêmio de melhor jogador da Libertadores. O escolhido poderá ficar com o anel

  • Cosme Rímoli | Do R7

Detalhes do impressionante anel para o melhor jogador da Libertadores de 2021

Detalhes do impressionante anel para o melhor jogador da Libertadores de 2021

Reprodução/Bridgstone

São Paulo, Brasil

Gabigol, Bruno Henrique, Arrascaeta.

Raphael Veiga, Weverton e Rony.

Jogadores com salários dos maiores do país.

Assim como os dos seus companheiros no Flamengo e no Palmeiras.

Daí, a liberdade que os seis jogadores terão.

Ao contrário que acontecia no passado, quando a patrocinadora dava um carro para o melhor jogador da competição, a premiação do melhor da Libertadores não será dividida.

Como o Toyota Corolla que Marcos ganhou em 1999, quando o Palmeiras venceu sua primeira Libertadores.

Desta vez, como na temporada passada, e em 2019, o prêmio será um anel com diamantes.

O que será entregue no sábado será impressionante: totalmente feito de ouro, com pedras preciosas, cujas disposições rementem ao formato do Centenário.

São pequenos 122 diamantes, além de um pedrisco que simboliza um gramado de futebol com dez diamantes, referência aos dez países que disputam a Libertadores.

Jair não quis vender o carro que ganhou em 1982 e dividir o dinheiro. Foi banido do Peñarol

Jair não quis vender o carro que ganhou em 1982 e dividir o dinheiro. Foi banido do Peñarol

Reprodução/Peñarol

No interior do anel, uma safira amarela, um diamante e um topázio azul. Para homenagear o Uruguai, país promotor da final.

São 30 gramas de ouro.

A Conmebol se nega a avaliar oficialmente o anel.

Mas não vale menos do que R$ 300 mil.

O sexteto foi escolhido pela organização do torneio. Os votos estão abertos na Internet. E serão responsáveis pela metade da escolha. A outra será feita por um júri especial.

Marcos vendeu o carro. Dividiu o dinheiro com instituições de caridade e com funcionários do Palmeiras

Marcos vendeu o carro. Dividiu o dinheiro com instituições de caridade e com funcionários do Palmeiras

Palmeiras

A escolha será feita antes da partida.

O que nem sempre é uma boa decisão.

Como em janeiro deste ano. Marinho foi quem levou o anel para casa. E ele teve uma atuação fraca na final entre Palmeiras e Santos.

Quem ganhar o anel, entre os seis, tem a liberação dos companheiros de time para ficar com a peça.

Em 1982, houve uma inesquecível briga no elenco do Peñarol com o brasileiro Jair. Ele ganhou o carro de melhor em campo contra o Aston Villa, quando os uruguaios conquistaram o tricampeonato mundial. O meia ex-Cruzeiro e Internacional não quis vender o carro e dividir o dinheiro, como estava combinado.

Acabou afastado, banido do elenco.

Ao contrário de Marcos, que era o pior salário em 1999. Foi o melhor do Palmeiras naquela Libertadores. Ganhou o Toyota Corolla, avaliado hoje em cerca de R$ 150 mil. 

O goleiro vendeu o carro. E dividiu em três partes. A primeira: para instituições de caridade. A segunda, com funcionários e massagistas que o ajudaram desde o início da carreira. E ficou com a terceira.

A compensação do vice. O Santos, de Marinho, foi vice da Libertadores de 2020. Atacante ficou com o anel

A compensação do vice. O Santos, de Marinho, foi vice da Libertadores de 2020. Atacante ficou com o anel

Conmebol

Desta vez, será um anel porque a patrocinadora principal da competição é a Bridgstone, fabricante de pneus. E não mais uma fabricante de carros.

Como não havia cabimento dar um pneu de ouro, a saída foi se inspirar na NBA e dar um anel valioso, impressionante para o melhor jogador, que ficará com a peça.

Sem reclamações.

Sinal dos tempos...

Saiba quem são os jogadores mais valiosos da Libertadores

Últimas