Dívida de um bilhão. Medalhões dispensados. Cruzeiro agoniza

Robinho e Edílson fazem companhia a Fred, Thiago Neves, Rodriguinho, Sassá, Orejuela. Saíram hoje do Cruzeiro. Presidente assume falta de dinheiro

Robinho e Edílson. Contratos rescindidos. Cruzeiro não tem como pagar os jogadores

Robinho e Edílson. Contratos rescindidos. Cruzeiro não tem como pagar os jogadores

Reprodução Twitter

São Paulo, Brasil

O choque de realidade foi pior que Sérgio Santos Rodrigues esperava.

O novo presidente do Cruzeiro encontrou o clube sem recursos.

No balanço de 2019, as dívidas eram de R$ 799 milhões.

Mas, agora em junho, teriam chegado perto de um bilhão de reais.

O Ministério Público de Minas Gerais já levantou cinco crimes contra a antiga administração.

Falsificação de documentos, falsidade ideológica, apropriação indébita, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Ex-dirigentes podem ser presos.

Mas isso não interessa a Sérgio Santos.

E sim a falta de recursos.

Conteúdo RelacionadoQue já farão o bicampeão da Libertadores entrar na Série B com seis pontos negativos. Por não pagar R$ 5 milhões pelo empréstimo do volante Denilson ao Al Wahda, dos Emirados Árabes.

A punição da Fifa é irrecorrível.

A nova administração teve de pedir ajuda a empresários para pagar parte do atacante Willian para o Zorian, da Ucrânia. Foram R$ 3,9 milhões. Para não perder mais pontos.

O clube tem de pagar mais R$ 43 milhões de dívidas de atletas contratados e que não foram pagos. Isso até o próximo semestre.

Desesperador, o novo presidente tomou uma decisão. E que poucos acreditavam.

Manter o teto de R$ 150 mil mensais em 2020.

Mas ele falava a verdade.

E, hoje, a grande prova.

O clube rescinde com o meia Robinho e com o lateral Edílson.

Fred, Thiago Neves, Egidio. Também deixaram o Cruzeiro em 2020

Fred, Thiago Neves, Egidio. Também deixaram o Cruzeiro em 2020

Cruzeiro

O meia era um dos melhores do time.

Já o lateral não conseguiu render na Toca da Raposa.

"Infelizmente, devido ao cenário que envolve o clube nos últimos anos, precisamos chegar a essa decisão extrema."

"Robinho e Edílson são atletas vitoriosos, que contribuíram para o time com grandes conquistas, e nós os agradecemos muito. Mas a realidade e necessidade de austeridade do Cruzeiro daqui pra frente nos impõe essa mudança. Um dos principais compromissos da nossa gestão é preservar a saúde financeira do clube, e foi isso o que pesou na decisão", discursou o presidente.

Robinho, 32 anos, recebia R$ 450 mil e tinha contrato até o final de 2021.

Edilson, 33 anos, R$ 500 mil, e seu compromisso era até dezembro deste ano.

O clube mineiro já perdeu Fred, Thiago Neves, Rodriguinho, Orejuela, Sassá, Marquinhos Gabriel, Ederson, Egídio, Henrique, Manoel, Rafael, David.

Os experientes Fábio e Marcelo Moreno pediram reforços publicamente.

Estão preocupados.

Já duvidam da força do time para subir para a Série A em 2020.

A cota que a Globo pagava para o Cruzeiro em 2019 era de R$ 70 milhões, por participar da principal divisão do país. Em 2020, ela deveria cair para R$ 30 milhões.

Só que o ex-presidente Wagner Pires adiantou R$ 20 milhões.

O clube deverá receber apenas R$ 10 milhões pela Série B, já que optou pelo que render no pay-per-view.

A situação cruzeirense é dramática.

Empresários que buscaram se aproximar da nova direção ficaram chocados com as dívidas.

Ex-diretor executivo do Cruzeiro garante. Clube deve mais de R$ 1 bilhão

Ex-diretor executivo do Cruzeiro garante. Clube deve mais de R$ 1 bilhão

Cruzeiro

Elas são imensas e prementes.

O ex-diretor executivo Vittorio Medioli deixou claro, ainda em janeiro. "O Cruzeiro tem mais de R$ 1 bilhão em dívidas. A situação é muito complicada."

As dispensas de Robinho e Edílson são apenas a constatação.

Da irresponsabilidade, da farra dos contratos altíssimos pagos por Pires ao time que rebaixou o Cruzeiro.

E também da nova realidade.

O time bicampeão da Libertadores não terá estrelas.

Será o mais barato possível.

Enderson Moreira já sabe.

Tem de apostar em garotos e jogadores sem tanto talento.

Fábio pede reforços publicamente. Não será surpresa se ele também for dispensado

Fábio pede reforços publicamente. Não será surpresa se ele também for dispensado

Cruzeiro

Fábio e Moreno são exceções.

Mas não será surpresa se também forem dispensados.

Além da dívida, beirando o bilhão de reais, o clube tem mais de cem processos trabalhistas na justiça.

O Cruzeiro agoniza...

Messi 'veta' aviões de sobrevoarem a sua casa? Entenda a polêmica