Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Dinheiro de Neymar pode tirar Daniel Alves da cadeia. Para que jogador, condenado por estupro, cumpra prisão domiciliar

Dinheiro tem muito peso na legislação espanhola. Foram R$ 800 mil que diminuíram a pena de Daniel Alves, condenado por estupro. Agora, mais dinheiro pode fazer com que cumpra sua pena em regime domiciliar

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Para a imprensa espanhola, o dinheiro de Neymar pode até tirar seu amigo Daniel Alves da cadeia
Para a imprensa espanhola, o dinheiro de Neymar pode até tirar seu amigo Daniel Alves da cadeia Para a imprensa espanhola, o dinheiro de Neymar pode até tirar seu amigo Daniel Alves da cadeia (Reprodução/Instagram)

São Paulo, Brasil

Dinheiro.

Mesmo muito criticada na Europa, a Justiça da Espanha leva em consideração quantias financeiras, em crimes sexuais.

Daniel Alves teve como atenuante, na sua sentença de quatro anos e meio de prisão, o depósito de 150 mil euros, cerca de R$ 801 mil, para que a vítima de 23 anos retirasse a queixa por estupro.

Publicidade

Se não pagasse, sua pena poderia atingir o que a promotoria propunha, nove anos de cadeia.

Com a sentença reduzida, de apenas quatro anos e meio, quando a expectativa era de, pelo menos, sete anos, a defesa do brasileiro está mais do que animada.

Publicidade

A advogada do jogador, Inês Guardiola, está articulando o pagamento de um depósito milionário como garantia que ele não vai escapar da Espanha. E obter a sua saída do presídio Brians 2, reservado para criminosos acusados de agressões sexuais.

A quantia poderia chegar a um milhão de euros, cerca de R$ 5,3 milhões, de acordo com jornalistas espanhóis.

Publicidade

O jornal Vanguardia, com sede em Barcelona, publicou essa possibilidade como um caminho vislumbrado por Guardiola.

Mas, de onde sairia esse milhão de euros, já que as contas de Daniel Alves estão embargadas pela condenação por estupro e por um processo de sua ex-mulher Dinorah Santana?

Na Espanha se especula que o pai de Neymar pode interferir e ajudar o lateral.

Foi ele quem 'emprestou' os 150 mil euros para que a sentença fosse reduzida.

Não custaria 'emprestar' mais um milhão de euros para Daniel Alves, amigo de Neymar. 

A fortuna do jogador do Al-Hilal é de cerca de R$ 4,4 bilhões.

A defesa está mais do que animada com a sentença pequena pelo estupro.

Como Daniel Alves já está preso preventivamente desde janeiro de 2023, ele já cumpriu um ano e um mês da pena.

Advogados espanhóis acreditam que ele não cumprirá os quatro anos e meio pelo estupro.

Há quem aposte que em maio ele já estará nas ruas espanholas, circulando com tornozeleiras eletrônicas. Por já atingir um terço da pena. 

Daniel terá direito à Lei Orgânica 1/1979 e no Real Decreto 1990/1996.

Ou então, por ser estrangeiro e não ter sido condenado a mais de cinco anos, Daniel pode entrar com processo exigindo a expulsão da Espanha. Assim, cumpriria o restante da pena no Brasil.

Já em um regime semiaberto, que o obrigaria apenas a dormir na penitenciária.

Inês Guardiola entrará com recurso, pedindo novo julgamento.

Há a certeza, por parte da defesa, que a pena pode ser muito reduzida.

Ainda em Barcelona há a certeza, por parte de vários jornalistas, de que quem está bancando os caríssimos advogados de Daniel Alves é o pai de Neymar.

Como já está mais do que explicado, é uma situação excelente.

Já que o dinheiro na justiça espanhola tem papel fundamental.

O fato de a vítima não querer o dinheiro de 'compensação' não importa.

Foi depositado na sua conta.

“Nos preocupa um pouco que se transmita à sociedade o fato de que pessoas que tenham uma capacidade econômica importante possam ver sua pena reduzida, se podem consignar uma quantidade importante de indenização", desabafou Ester García, advogada da mulher que denunciou Daniel Alves.

A advogada foi além. Questionou a pena baixa ao brasileiro.

“Neste escritório, há muitos casos de violência sexual, e é a pena mais baixa que tivemos em vinte anos", desabafou Ester García...

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.