"Dedé não passa em exames médicos. Não tem como vender"

Ex-presidente do Cruzeiro, Wagner Pires, segue dando mais prejuízos ao Cruzeiro. Diz que não há como negociar Dedé. "Ele está fo...", ironiza

Dedé procura outro clube para jogar. Palavras do ex-presidente vão atrapalhar

Dedé procura outro clube para jogar. Palavras do ex-presidente vão atrapalhar

Cruzeiro

São Paulo, Brasil

"Como que você pega um cara ganhando R$ 1 milhão?

"O Dedé ficou um ano e meio parado, ganhando R$ 800 mil (por mês).

"Claro (que continua recebendo mesmo lesionado), não para de ganhar.

"Não é igual INSS, que o cara fica doente e vai para o INSS ganhar salário mínimo.

"O time paga.

"Ele ganhou mais de R$ 50 milhões sem jogar.

"E se for vender, não vende.

"Primeiro que ele é todo "fo..."

"Não passa no exame médico."

As palavras do ex-presidente do Cruzeiro, Wagner Pires, foram captadas em um veículo de aplicativo.

O dirigente, que já foi obrigado a renunciar, por mergulhar o bicampeão da Libertadores em uma crise sem precendentes, que acabou no rebaixamento inédito para a Segunda Divisão, não para de dar prejuízos ao clube. 

E atingiu de forma direta a carreira do jogador de 31 anos.

Qual diretoria de um clube de futebol contratará um atleta que o próprio ex-presidente da equipe que jogou confirma estar 'todo fo..."?

E, se isso for verdade, que competência tem esse presidente que continuou pagando esse salário, não conseguiu a rescisão de contrato?

É inacreditável o mal quem fez, e faz, Wagner Pires ao Cruzeiro.

Ele disse à imprensa mineira que entrou em contato com a Uber e que vai processar o motorista, que divulgou o vídeo da conversa.

E confirmou ao jornal O Tempo, de Belo Horizonte, a deficiência física de Dedé.

"Não disse que ele é 'bichado', no entanto, é muito difícil uma venda ao Exterior, porque ele vai 'tomar bomba' no exame médico."

Pires, de terno e sem gravata, renova o contrato de Dedé. Por R$ 800 mil mensais

Pires, de terno e sem gravata, renova o contrato de Dedé. Por R$ 800 mil mensais

Cruzeiro

Pires reafirmou, desta vez, em entrevista.

E repetiu que Dedé seguiu ganhando R$ 800 mil mesmo com uma grave lesão.

O jogador sofreu cinco cirurgias nos dois joelhos, desde 2014.

Quatro no direito.

E uma no esquerdo.

No final de 2018, Wagner Pires anunciou a prorrogação de contrato de Dedé até 2021. 

O contrato terminaria em 2019.

Ou seja, Pires é absolutamente responsável por Dedé seguir na Toca da Raposa.

O jogador está liberado pelo clube.

Ganhou licença de 30 dias.

Para tentar achar 'novo clube'.

O Vasco estava interessado.

Pires revelando a situação de Dedé. Motorista de aplicativo gravou

Pires revelando a situação de Dedé. Motorista de aplicativo gravou

Reprodução/Twitter

As palavras de Pires têm enorme peso.

Podem atrapalhar, espantar outras equipes.

E o Cruzeiro seguir pagando seu salário.

Os R$ 800 mil mensais acertados pelo ex-presidente.

Situação absurda.

E que indica o caminho que levou ao rebaixamento...

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Equipe dos sonhos! Confira seleção da década dos clubes brasileiros