Cosme Rímoli Da Argentina, a garantia. Crespo é o novo técnico do São Paulo

Da Argentina, a garantia. Crespo é o novo técnico do São Paulo

Presidente do Defensa y Justicia garante. Perdeu campeão da Sul-Americana para São Paulo. Negociação está mesmo acontecendo

  • Cosme Rímoli | Do R7

Crespo tem as características que Casares busca no novo treinador São Paulo

Crespo tem as características que Casares busca no novo treinador São Paulo

Reprodução/Instagram Hernán Crespo

São Paulo, Brasil

"Si, vá al San Pablo."

O presidente do Defensa y Justicia, Jose Lemme, garantiu ao jornalista argentino Juan Pablo Mendez, do jornal Olé, que o destino do treinador Hernan Crespo será o Morumbi.

Crespo venceu a Copa Sul-Americana de 2020, no dia 23 de janeiro.

Foi o primeiro título internacional do minúsculo clube.

Os planos eram de fortalecer o time.

Mas faltava dinheiro.

E, em um acordo dom Lemme, Crespo combinou que, se recebesse uma proposta que o seduzisse, ele iria embora do clube. E que a direção do Defensa y Justicia não iria criar problemas.

Foi o que aconteceu.

Ele entregou e divulgou ontem sua carta de despedida do clube.

Além de Juan Pablo Mendez há outros jornalistas argentinos cravando nesta madrugada de segunda-feira, que ele treinará o São Paulo. Apesar de também ter sido procurado pelo Santos.

Crespo esteve, na semana passada, na lista dos técnicos que foram entrevistados pelo presidente Julio Casares e pelo diretor de futebol, Carlos Belmonte. Na quinta-feira, por vídeo.

E a impressão foi a melhor possível.

Até porque ele não só tem o discurso de time intenso, que ataca e marca forte, como o coloca na prática. Casares e Belmonte viram e se informaram como o Defensa y Justicia ganhou a Copa Sul-Americana.

Crespo foi um ótimo atacante. Não só técnico, como muito guerreiro

Crespo foi um ótimo atacante. Não só técnico, como muito guerreiro

AFA

O coordenador de futebol, e ex-treinador, Muricy Ramalho teria sido uma das pessoas influentes na escolha.

Crespo teria vencido Guillermo Barros Schelotto, ex-Boca Juniors, desempregado, e o português Pedro Martins, do Olympiacos.

Ele foi um centroavante de muitos gols. Disputando três Copas do Mundo pela Argentina. Seu primeiro trabalho como treinador profissional foi o Modena, da Itália. Depois, foi para o Banfield e assumiu o Defensa y Justicia.

Tem 45 anos.

Embora caro para o seu ex-clube, o salário é compatível ao futebol brasileiro.

Vale lembrar que o demitido Fernando Diniz recebia R$ 400 mil.

Crespo também gosta de trabalhar com jovens formados na base.

A ideia de um técnico de personalidade forte e que faça a equipe atuar de forma vibrante, moderna, intensa e guerreira agrada Casares.

Conselheiros garantem que a negociação estão bem adiantada.

E que deve ser concluída ainda nesta segunda-feira.

Mas que Crespo ainda não assinou contrato.

"Sempre gostei da tática, da estratégia. Deus não me deu a elasticidade do Ibrahimovic, a força do Adriano ou a velocidade do Caniggia. Por isso, precisei desenvolver minha interpretação e leitura de jogo”, disse Crespo.

“Se você vai assistir um filme do Tarantino, sabe o que vai encontrar, assim como um filme do Scorsese. Da mesma forma, sei o que esperar do Guardiola, ou do Bielsa. Gosto disso", disse Crespo ao site El Intransigente, deixando claro que busca seu estilo próprio.

Com marcação agressiva, jogadores com movimentação constante e que prioriza tanto a tática como a força física de seu time.

A transação com o São Paulo estaria encaminhada.

Oficialmente, ninguém confirma.

A não ser, o presidente do Defensa y Justicia.

Que acaba de perder seu treinador campeão...

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Mais um! Barroca cai e é o 26º treinador demitido no Brasileirão

Últimas