Cosme Rímoli Cuca deixou o clima mais desanimador no Atlético. Não anunciou sua renovação. Sem Libertadores e Brasileiro, o ano acabou

Cuca deixou o clima mais desanimador no Atlético. Não anunciou sua renovação. Sem Libertadores e Brasileiro, o ano acabou

A expectativa era que Cuca anunciaria sua permanência em 2023. Não confirmou, porque sonha com Seleção. Apenas quis lembrar que seu time estava jogando bem. Apesar da eliminação da Libertadores e queda no Brasileiro

  • Cosme Rímoli | Do R7

Cuca convocou uma coletiva. Só deixou o clima mais desanimador no decepcionante Atlético

Cuca convocou uma coletiva. Só deixou o clima mais desanimador no decepcionante Atlético

Pedro de Souza/Atlético

São Paulo, Brasil

A desilusão no Atlético Mineiro é assustadora.

A volta de Cuca, tão comemorada, no lugar de Turco Mohamed, se tornou enorme frustração.

Com ele, o time foi eliminado da sonhada Libertadores, com dois jogadores a mais, diante do Palmeiras.

O treinador foi vaiado pela torcida na derrota de sábado, contra o Goiás, em pleno Mineirão. Resultado que deixou o clube na sétima colocação no Brasileiro.

A 14 pontos do líder Palmeiras, na 23ª rodada.

Os mecenas que mantém o elenco caríssimo, e mais Cuca, por R$ 24 milhões ao mês, está desnorteada. 

A resposta do público já foi notada no sábado.

'Apenas' 31 mil torcedores. 

'Meio Mineirão.'

Até a eliminação da Libertadores, o entusiasmo se refletia no estádio lotado.

O diretoria teme que a frustração atinja também a chegada de novos sócios-torcedores.

Em 2023, o Atlético inaugurará sua nova arena.

E precisa do apoio maciço financeiro da torcida.

A diretoria exige ao menos a classificação para a Libertadores do próximo ano.

Os jogadores foram vaiados e xingados após o confronto com o Goiás.

Principalmente Hulk.

A imprensa mineira não perdoa as eliminações precoces do clube na Copa do Brasil e, principalmente, na Libertadores.

Sentindo o clube 'derreter', Cuca decidiu convocar uma coletiva hoje, em Belo Horizonte.

Jornalistas mineiros acreditavam que ele iria anunciar a renovação antecipada para 2023.

Erraram feio.

A sua intenção era apenas tentar aliviar o clima de desilusão.

Enfatizar que seu time que seu time conseguiu fazer 121 finalizações. 

E que só marcou cinco gols.

O treinador só piorou as coisas.

A entrevista acabou sendo uma maneira que o técnico descobriu para aliviar a 'sua' situação.

Mostrar que a movimentação da equipe, desde que chegou, é muito ofensiva. E que permitiu ao time chutar 121 vezes ao gol adversário.

E que se o Atlético não marcou mais foi por conta das falhas nos arremates dos jogadores.

Para piorar, de vez, Cuca se recusou a garantir que continuará no Atlético Mineiro em 2023.

Seu contrato vai até o final do Brasileiro, que termina no dia 13 de novembro.

Ele quer ficar livre, leve e solto para que, se houver um convite para assumir a Seleção, no lugar de Tite, não haja o menor problema.

Só se não for chamado, ele pode seguir no Atlético Mineiro.

Suas declarações mostraram que Cuca quase 'fez um favor' ao voltar para o clube.

"Quando eu vim aqui para o Galo, eu não vim por mim.

"Pelo Cuca, ficar em casa parado, ele não estava se expondo. Estava parado como tinha planejado e continuava sendo o campeão do Brasileiro e da Copa do Brasil, mas eu entendi que o Galo precisava de mim naquele momento."

Só que não será mais o campeão da Copa do Brasil.

E também do Brasileiro.

Se Cuca queria animar o torcedor atleticano, se deu mal.

Conseguiu apenas trazer mais preocupação.

Percebendo a reação dos repórteres, Cuca tentou convencer a todos que o seu clube poderia ter uma 'arrancada fantástica' e ser campeão brasileiro.

Não conseguiu.

"Eu falei que vinha aqui tentar ajudar. Não é uma certeza que você vem aqui e vá fazer as coisas mudarem de uma hora para a outra, mas eu vim. Estou aqui dando a cara a tapa. Não estamos conseguindo os resultados e assumo a responsabilidade."

Não havia outra saída para Cuca, que deseja assumir a Seleção.

Desde sua chegada, o clube tem apenas uma vitória. Dois empates. E três derrotas.

A decepção é mais do que justificada...

Menino que teve traumatismo craniano ao cair do beliche comove até jogadores profissionais

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas