Cosme Rímoli Corinthians tem, em definitivo, o reforço que o Palmeiras sonhava. Yuri Alberto por cinco anos. Cedeu Du Queiroz e Robert Renan

Corinthians tem, em definitivo, o reforço que o Palmeiras sonhava. Yuri Alberto por cinco anos. Cedeu Du Queiroz e Robert Renan

Depois de uma negociação complicada, a direção corintiana comemora. Conseguiu convencer os russos do Zenit. E terá Yuri Alberto de forma definitiva. E com contrato de cinco anos. Palmeiras acompanhou tudo 'de perto'

  • Cosme Rímoli | Do R7

Direção do Corinthians aceita a exigência do Zenit por Yuri Alberto.  Palmeiras acompanha com interesse

Direção do Corinthians aceita a exigência do Zenit por Yuri Alberto. Palmeiras acompanha com interesse

Rodrigo Coca/Corinthians

São Paulo, Brasil

No dia 5 de maio de 2015, houve o que parecia ser mais uma simples contratação.

Mas, quando Alan Kardec foi anunciado como jogador do São Paulo, foi o rompimento de um acordo informal entre os grandes paulistas.

De outra equipe não entrar na renovação de contrato de um jogador com uma equipe. E oferecer mais dinheiro e levá-lo. Assim como também não interferir em uma negociação já iniciada.

O atacante estava atuando pelo Palmeiras, que desejava seguir com ele.

Mas o São Paulo tratou diretamente com a direção do Benfica e o contratou.

O ex-presidente Paulo Nobre "declarou guerra" ao então presidente Carlos Miguel Aidar, que garantiu que o Palmeiras havia "se apequenado".

Tudo só se acalmou com a renúncia de Aidar, por denúncias de corrupção, em outubro de 2015.

Com a saída de Aidar, o relacionamento entre as diretorias de Palmeiras, Corinthians, Santos e São Paulo melhorou muito.

Sete anos depois, há um jogador com potencial para acabar com essa harmonia.

Yuri Alberto.

O jogador, que surgiu no Santos, foi para o Inter e depois para o Zenit, mostrou todo o seu potencial no Corinthians.

O atacante de 21 anos foi emprestado, a contragosto, pelo clube russo, que pagou 25 milhões de euros, cerca de R$ 129 milhões, ao Internacional. A contragosto porque Yuri Alberto se aproveitou da imposição da Fifa de que os jogadores estrangeiros, tanto na Ucrânia como na Rússia, estavam liberados para atuar, por empréstimo, até junho de 2023 onde quisessem. Por conta da guerra entre os dois países.

Yuri Alberto encantou os dirigentes corintianos.

Marcou 11 gols em 28 partidas.

Foi muito além. 

Mostrou versatilidade, velocidade, presença de área.

O ex-treinador corintiano Vítor Pereira o considerou a melhor contratação no seu período no clube.

A direção do Zenit também acompanhou de perto o rendimento do seu jogador. E o desejava de volta, apesar do seu empréstimo terminar em junho de 2023.

Ou pelo menos aproveitar melhor o tempo que está sem ele.

Os dois jogadores que o clube aceitou, por empréstimo, terão destinos diferentes. O goleiro Ivan, que atuou apenas na Copa da Rússia, está sendo negociado com o Vasco. Já o meio-campista Gustavo Mantuan fez uma partida só como titular. Marcou três gols e deu uma assistência. O potencial foi reconhecido, mas a posição não é prioritária.

O Corinthians acertou a contratação de 50% dos direitos de Yuri Alberto.

E cedeu o volante Du Queiroz e o zagueiro Robert Renan.

Além da prioridade de compra de Mantuan.

A direção do Corinthians está eufórica.

O treinador Fernando Lázaro concorda com a postura da direção.

Mais do que deseja, sabe que precisa de Yuri Alberto.

Mas onde entra o acordo de cavalheiros entre os clubes paulistas?

No Palmeiras.

A direção de futebol do clube rival corintiano acompanha com muita atenção a negociação que envolve o atacante.

A direção do Corinthians acredita que ainda terá muito lucro com Yuri Alberto, de 21 anos

A direção do Corinthians acredita que ainda terá muito lucro com Yuri Alberto, de 21 anos

Zenit

Não fará proposta para o Zenit nem para o jogador, enquanto ele tiver contrato de empréstimo com o Corinthians. E o clube paulista estiver negociando sua compra.

Mas, se houver um impasse, e ele for devolvido para a Rússia, há o interesse real.

Em 2021, chegou a oferecer o lateral-esquerdo Victor Luís, o zagueiro Kuscevic, o volante Matheus Fernandes e o atacante Luiz Adriano pelo atacante. Mais R$ 64 milhões. 

O Inter preferiu o dinheiro dos russos.

Só que, aos 21 anos, Yuri Alberto mostrou no Corinthians o desempenho que Abel Ferreira sonhava do uruguaio Merentiel e, principalmente, do argentino José Manuel López.

O Palmeiras vai apostar em Endrick.

Mas busca, com calma, um atacante com as características de Yuri Alberto.

Apesar da ótima relação com a direção do Zenit, os dirigentes palmeirenses não atravessaram a negociação tocada por Duilio Monteiro Alves. Acompanharam mais de perto do que parece.

Houve muita lamentação no Palestra Itália quando o Internacional o vendeu para o Zenit.

Abel sabia muito bem do seu potencial.

E o que perdeu...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas