Corinthians

Cosme Rímoli Corinthians é condenado na Fifa. R$ 18 milhões por Jô

Corinthians é condenado na Fifa. R$ 18 milhões por Jô

Nagoya Grampus foi à Fifa. Conseguiu provar que Jô abandonou o clube. Processou o jogador e o clube paulista, que o acolheu. Situação complicada

  • Cosme Rímoli | Do R7

Jô acreditou que o Nagoya não iria até a Fifa. Errou. Processo de R$ 18 milhões

Jô acreditou que o Nagoya não iria até a Fifa. Errou. Processo de R$ 18 milhões

Corinthians

São Paulo, Brasil

A diretoria do Corinthians acaba de sofrer um baque.

A Fifa condenou o clube a pagar R$ 18 milhões por Jô.

O Nagoya Grampus entrou com uma ação alegando que o brasileiro abandonou o clube, mesmo tendo contrato.

O 'abandono' foi em fevereiro.

Ele estava com problemas no joelho esquerdo e mesmo com os fisioterapeutas e médicos de fora, para a pré-temporada, os dirigentes exigiram que ele se tratasse no Japão.

Jô decidiu se tratar no Flamengo, enquanto acertava sua contratação com o Corinthians.

E quando voltou, o treinador Massimo Ficcadenti o deixou fora do time.

Em seguida, houve o boato que as fronteiras do Japão seriam fechadas pela pandemia.

Para o jogador, não havia mais vínculo com o Nagoya.

Enquanto isso, os japoneses estavam tomando medidas judiciais contra ele.

E contra o clube que o contratasse.

A relação entre Jô e os dirigentes japoneses estava péssima. Virou processo na Fifa

A relação entre Jô e os dirigentes japoneses estava péssima. Virou processo na Fifa

Nagoya

A assessoria de Jô garante que houve rescisão contratual.

Tendo como principal motivo a pandemia.

As fronteiras que seriam fechadas.

Mas a Fifa não reconheceu a 'rescisão por pandemia'.

LEIA MAIS: Criador do ‘Alô, você’, Fernando Vanucci morre aos 69 anos

E ao Corinthians só resta a última instância esportiva.

O Conselho Arbitral do Esporte, na Suíça.

Dirigentes do clube garantem que Jô avisou, quando voltou ao clube que, se houvesse qualquer problema judicial com o Nagoya, ele resolveria.

Existe.

E grave.

O Corinthians não quer arcar com a multa de R$ 18 milhões, correspondente aos salários que Jô teria de receber até o final do seu contrato com o Nagoya, no final deste ano.

A situação é bastante complicada.

A relação entre Nagoya, Jô e Corinthians se tornou péssima.

Se o CAS der ganho de causa aos japoneses, a cúpula corintiana acredita que o atacante vai assumir a dívida...

Aos 10 anos, filho de Fagner tem 1º contrato assinado com o Corinthians

Últimas