Cosme Rímoli Corinthians digno. Classificou o Palmeiras para as quartas

Corinthians digno. Classificou o Palmeiras para as quartas

O time de Vagner Mancini lutou e derrotou o Novorizontino. Resultado que favoreceu o rival. Bastou a equipe de Abel derrotar a fraca Ponte. Corinthians e Palmeiras classificados

  • Cosme Rímoli | Do R7

O garoto Mandaca marcou o gol decisivo do Corinthians. Time classificou o rival Palmeiras

O garoto Mandaca marcou o gol decisivo do Corinthians. Time classificou o rival Palmeiras

Reprodução/Premiere

São Paulo, Brasil

Uma lição de dignidade.

Mesmo com os reservas, e já classificado para as quartas de final do Paulista, o Corinthians lutou muito e venceu o Novorizontino por 2 a 1, na Neo Química Arena.

A dignidade do time de Vagner Mancini está no fato de que bastaria perder a partida e o maior rival de sua história estaria eliminado do Campeonato Paulista.

Enfrentará a Inter de Limeira em Itaquera.

Com a vitória corintiana, o Palmeiras só precisaria vencer a Ponte Preta em Campinas. E também utilizando seus reservas, a equipe de Abel Ferreira jogou muito bem. Sufocou o time de Fábio Moreno e venceu por 3 a 0.

Nada de eliminação precoce. Tem a chance de disputar o bicampeonato paulista por conta do Corinthians. Está classificado para as quartas de final. Enfrentará o Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista.

"Sempre que você pode jogar num clube como Corinthians, numa arena desta, pelo respeito ao clube que a gente defende, não podia ser diferente (a busca pela vitória). É isso que viemos fazer", disse Fábio Santos, que marcou o primeiro gol corintiano, de pênalti. O veterano sabia muito bem que seu gol favorecia o rival. Mas enfatizou a obrigação de sempre buscar a vitória com a camisa branca e preta.

Gustavo Scarpa teve atuação excelente. Responsável pela vitória decisiva do Palmeiras

Gustavo Scarpa teve atuação excelente. Responsável pela vitória decisiva do Palmeiras

Cesar Greco/Palmeiras

Em Itaquera o que prevaleceu foi o jogo coletivo, a marcação forte, adiantada, e a vibração do time de Vagner Mancini. Surpreendeu o nervoso, tenso, ansioso Novorizontino de Léo Condé.

Pressionou até que Roni cruzou e Robson cortou com o braço. Pênalti para o Corinthians, aos 37 minutos. Fábio Santos bateu com convicção. 1 a 0.

No segundo tempo, o Novorizontino entrou com o time mais adiantado, para o 'tudo ou nada'.

E conseguiu empatar o jogo, aos 15 minutos, quando Bruno Méndez, o pior da equipe, cometeu pênalti infantil em Jenison. Douglas Baggio cobrou muito bem, forte, sem chance de defesa do jovem Matheus Donelli.

O Novorizontino tinha de conseguir a virada. Mas o time se abriu muito, deixando espaços para contragolpes.

Mas o gol decisivo aconteceu de maneira mais do que previsível. Em um escanteio. Mateus Vital cobrou, Fábio Santos desviou e Luiz Mandaca cabeceou para o fundo do gol de Giovanni.

2 a 1 Corinthians, aos 17 minutos.

O golpe foi forte demais.

O Novorizontino não tinha nem força física para tentar a virada.

Fábio Santos cobrou com autoridade, personalidade e dignidade o pênalti contra o Novorizontino

Fábio Santos cobrou com autoridade, personalidade e dignidade o pênalti contra o Novorizontino

Reprodução/Premiere

O Corinthians deixou o Palmeiras dependendo só de si.

E o time de Abel Ferreira não decepcionou.

Marcando sob pressão o fraco time da Ponte Preta, o Palmeiras conseguiu vencer.

Com uma atuação excelente de Gustavo Scarpa.

Além de marcar um golaço, da intermediária, aos 34 minutos, ele deu assistência cerebral para Willian fazer de cabeça, aos 47 minutos do primeiro tempo.

Na segunda etapa, Gustavo Scarpa, de novo, deu assistência para Wesley chutar, sem chance para Ygor. 3 a 0, aos três minutos.

O jogo estava decidido.

Willian se antecipando a Apodi. Segundo gol do Palmeiras, em assistência cerebral de Scarpa

Willian se antecipando a Apodi. Segundo gol do Palmeiras, em assistência cerebral de Scarpa

Cesar Greco/Palmeiras

O Palmeiras diminuiu o ritmo e a Ponte Preta não teve força para reagir.

O time de Abel Ferreira está classificado para as quartas.

Graças à dignidade do Corinthians de Vagner Mancini...

Nem Messi, nem Neymar: Conheça o jogador mais rico do mundo

Últimas