Cosme Rímoli Corinthians cede à pressão das organizadas. Mancini demitido

Corinthians cede à pressão das organizadas. Mancini demitido

As organizadas têm muito poder com Duílio Monteiro Alves na presidência. Depois da derrota para o Palmeiras, elas exigiram e Mancini não é mais o técnico do Corinthians.

  • Cosme Rímoli | Do R7

Mancini arriscou o emprego ao priorizar o Paulista. Demitido, sem dó, após derrota para o Palmeiras

Mancini arriscou o emprego ao priorizar o Paulista. Demitido, sem dó, após derrota para o Palmeiras

Reprodução/Fox Sports

São Paulo, BrasiI

Sem um pingo de dor na consciência, Duílio Monteiro Alves acaba de demitir Vagner Mancini. O presidente do Corinthians cedeu à pressão dos conselheiros, de membros de sua diretoria e, principalmente às organizadas, quer seguem com muito poder no clube.

Chefes das torcidas, que têm livre acesso a Duílio, já haviam avisado. Não tolerariam outra humilhação proporcionada por Mancini. A primeira havia sido a eliminação da Copa Sul-Americana, perdendo por goleada para o Peñarol por 4 a 0. 

Ser eliminado da final do Paulista, dento da própria casa corintiana, seria demais.

E foi.

Assim que a partida terminou com o placar de 2 a 0 para os maiores rivais, o ódio veio à tona.

Torcedores deram demonstração de sua frustração protestando em frente à arena.

Ao mesmo tempo em que a Gaviões da Fiel, principal organizada, publicava uma nota exigindo a demissão sumária de Mancini.

Duílio, não teve outra saída, a não ser fazer o que havia não programado fazer.

Mandar embora Vagner Mancini.

"Triste pelo resultado, por termos ficado fora de mais uma final. Queria aqui comunicar a mudança de comissão técnica, a saída do treinador Vagner Mancini e agradecer muito o seu trabalho, dedicação, junto ao Anderson Batatais e ao Claudio (Andrade, analista).

"Futebol muitas vezes nos obriga a fazer mudanças. Entendemos que neste momento o Corinthians precisa seguir e mudar sua comissão técnica.

"Nos próximos dias, depois de conversar com toda a diretoria, a gente anunciará o novo comandante", disse o dirigente, em coletiva, logo após o jogo.

Torcida do Corinthians protesta depois do clássico. Houve confronto com a PM

Torcida do Corinthians protesta depois do clássico. Houve confronto com a PM

Reprodução/ESPN/Brasil

Duílio não tinha ideia mesmo que teria de demitir Mancini.

O presidente estava muito desanimado com a goleada que o clube sofreu diante do Peñarol. Tinha esperança que o Corinthians titular fizesse uma partida equilibrada com o Palmeiras. Não fez. A eliminação era uma possibilidade. E Duilio pensaria com calma o que fazer.

Mas a reação das organizadas foi muito violenta, pesada. Ele concluiu que seria insuportável comandar o clube com tanta pressão.

E Mancini foi avisado nos vestiários que não ficaria mais no clube. Nem daria entrevista coletiva. Estava demitido.

O que facilitou a demissão foi o fato dele não ter multa rescisória. Seu contrato iria até o final do ano.

Mancini foi contratado no ano passado, em outubro, com a missão de salvar o time do rebaixamento do Brasileiro. Não só salvou como classificou para a Sul-Americana. O treinador sonhava com reforços para a temporada 2021. Mas devendo R$ 1 bilhão e ainda com os jogos sem público, por conta da Covid-21, eles não vieram.

O treinador sabia que as frustrações viriam, com o elenco limitado. E elas vieram. 

Ele comandou o clube em 45 jogos, com 20 vitórias, 13 empates e 11 derrotas, aproveitamento de 54%.

Dorival Junior é um dos nomes mais desejados por conselheiros

Dorival Junior é um dos nomes mais desejados por conselheiros

Reprodução/Sportv

O ex-jogador Danilo, treinador do sub-23, deverá assumir provisoriamente o time.

Os nomes de Abel Braga, Dorival Júnior e Vanderlei Luxemburgo são espalhados por conselheiros.

Duilio pensa em um técnico estrangeiro.

Há falta de rumo total.

Mancini foi demitido de improviso.

A diretoria está seriamente preocupada com a fragilidade do elenco. 

E com medo de ter de brigar para escapar do rebaixamento no Brasileiro, de novo.

Sem dinheiro para grandes reforços, a esperança está em um novo técnico.

Que as organizadas aprovem, lógico...

Últimas