Cosme Rímoli Corinthians apela para plano D. E contrata Vitor Pereira como técnico. Graças a Kia Joorabchian, ex-presidente da MSI

Corinthians apela para plano D. E contrata Vitor Pereira como técnico. Graças a Kia Joorabchian, ex-presidente da MSI

Depois de vinte dias, finalmente, o Corinthians anuncia seu novo treinador. Vitor Pereira, a quarta opção. Após rejeição de Jorge Jesus, Paulo Fonseca e Luis Castro. Contrato só tem dez meses. Até dezembro...

  • Cosme Rímoli | Do R7

Vitor Pereira. Contrato só até dezembro. Corinthians não fez aposta até fim de 2023. Desconfiança

Vitor Pereira. Contrato só até dezembro. Corinthians não fez aposta até fim de 2023. Desconfiança

Fenerbhace

São Paulo, Brasil

Quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022.

11h41.

"Fala, Fiel...

No futebol, as decisões não são simples. Como a gente está vendo por aí, não adianta ter pressa. O importante é não ter pressa. É definir o alvo, negociar, ter calma. Essa decisão demorou mais do que a gente esperava. Mas o resultado é exatamente o que a gente queria.

"Agora, a gente dá as boas-vindas a um cara que foi campeão por onde passou. E chega ao Brasil pronto para trabalhar em um clube único. E que vai viver com a Fiel a loucura de ser Corinthians.

"Bem-vindo, Vitor Pereira, o novo técnico do Timão."

O presidente Duilio Monteiro Alves anunciou nas redes sociais do Corinthians.

Vinte dias depois da demissão de Sylvinho...

E da rejeição de Jorge Jesus, Paulo Fonseca e Luis Castro, finalmente, um português aceitou comandar o Corinthians.

 Vitor Pereira, nascido na cidade de Espinho, 53 anos, desempregado desde 20 de dezembro de 2021, demitido pelo Fenerbahce, da Turquia, é o sonhado novo técnico.

O anúncio foi feito com o maior orgulho pelo próprio presidente Duilio Monteiro Alves, nas redes sociais.

Não era o nome de impacto que Duilio queria. Assim como sonhou com Cavani e tomou "não" até de Talisca, o dirigente queria, "de qualquer maneira", Jorge Jesus. Fez várias tentativas até a negativa definitiva.

Vitor Pereira foi bicampeão português em 2013 e 2014. Ganhou o Campeonato Chinês, em 2018. Ele foi escolhido, depois de uma longa entrevista por videoconferência com Adilson Monteiro Alves. E por informações dos seus trabalhos no Porto, Al-Ahli, Olimpiakos, Fenerbhace, 1860 Müchen, Shanghai.

Corinthians fez questão de divulgar a imagem de sua torcida no anúncio oficial do novo técnico

Corinthians fez questão de divulgar a imagem de sua torcida no anúncio oficial do novo técnico

Corinthians

Ele monta equipes competitivas com o elenco que o clube já possui. Não é treinador de criar caso exigindo contratações. Apaixonado por tática desde que era auxiliar de André Villas-Boas. Monta times no 3-4-3, 3-6-1, 4-1-4-1. Gosta de adaptar seu esquema de acordo com o adversário.

Exige que seus jogadores exerçam pelo menos duas funções táticas. Para que possa mudar de esquema durante as partidas. 

Seu currículo deixa claro que ganhar em casa é obrigação dos times que comandou. Como a torcida corintiana adora, atuando nos seus domínios, as equipes de Vitor Pereira são treinadas para sufocar o adversário, pressionar em alta intensidade, até conseguir o resultado.

Ele tem a personalidade forte. Não aceita reclamações de seus jogadores pela imprensa. Não teme colocar atletas importantes no banco. Não se deixa pressionar por jornalistas. Já teve problemas com Hulk, na China, afastando o craque por cinco partidas, por causa de questionamento público sobre sua forma de jogar. 

O treinador, depois de sua passagem pelo Porto, optou, como muitos portugueses, por ser um nômade. Ou seja, trabalhar onde faziam a melhor oferta. Por isso foi para a Arábia, Grécia, Turquia, Alemanha, China e, agora, Brasil. 

Vitor Pereira já havia recusado a proposta do próprio Corinthians. Ele pediu mais dinheiro. Adilson Monteiro Alves não aceitou e partiu para a negociação com Luis Castro. Só que o Botafogo do bilionário John Textor ganhou o leilão.

Só aí, Duilio voltou a conversar e aceitou pagar mais por Vitor Pereira. O presidente corintiano ficou refém das próprias palavras, ao garantir que a modernidade estava com os treinadores estrangeiros.

A contratação tem um aspecto muito importante no Parque São Jorge.

Denuncia a forte influência de Kia Joorabchian no clube. O ex-presidente da MSI já é o empresário de Willian e de Jô. Segue amigo/irmão de Andrés Sanchez, o mentor de Duilio Monteiro Alves.

Kia é o agente de Vitor Pereira.

Kia é o agente de Jô e de Willian. E é amigo/irmão de Andrés Sanchez. Segue influente no Corinthians

Kia é o agente de Jô e de Willian. E é amigo/irmão de Andrés Sanchez. Segue influente no Corinthians

Reprodução/Instagram

Foi ele quem convenceu o português a trabalhar no Corinthians. Joorabchian sabia muito bem a pressão sobre Duilio e que ele poderia pagar mais ao "seu" treinador.

A única vitória do dirigente foi a duração do contrato. Até o fim de 2022, e não até o fim de 2023. Se não houver adaptação, as duas partes ficarão livres daqui a dez meses.

A inspiração do presidente corintiano para a contratação de Vitor foi o sucesso de Abel Ferreira, no Palmeiras, e Jorge Jesus, no Flamengo.

Fernando Lázaro, o auxiliar que trabalhava como técnico interino e era defendido pelos jogadores, seguirá na comissão do português, que deve ter a figura de seu cunhado, Luis Miguel.

Ele deverá assumir contra o São Paulo, no dia 5 de março. Contra o Red Bul Bragantino, no domingo, Lázaro ainda será o treinador.

Duilio Monteiro tentará mostrar empolgação.

Mas ele sabe que Vitor Pereira não era o técnico dos seus sonhos.

Era Jorge Jesus. Depois foi Paulo Fonseca. E Luis Castro.

O Corinthians ficou com seu português plano D.

E graças a Kia Joorabchian...

Paulistão já teve quatro técnicos demitidos em apenas oito rodadas

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas