Cosme Rímoli Comentário racista a Marinho custou caro. Radialista demitido

Comentário racista a Marinho custou caro. Radialista demitido

Como o blog antecipou, a rádio 97 mandou embora Fabio Benedetti, que 'mandou Marinho à senzala'. Santos e os jogadores boicotariam o radialista

  • Cosme Rímoli | Do R7

Marinho chorou muito ao ter de responder ao comentário racista. Deprimente

Marinho chorou muito ao ter de responder ao comentário racista. Deprimente

Reprodução Instagram

São Paulo, Brasil

Como o blog antecipou no sábado, o  comentarista da rádio Energia 97 FM, Fabio Benedetti, foi demitido.

A ofensa racista que fez o atacante Marinho chorar não passou em vão.

Seus próprios companheiros de programa Estádio 97 não toleraram o infeliz ataque ao jogador, na transmissão da derrota do Santos para a Ponte Preta, na quinta-feira passada.

Depois da expulsão de Marinho do jogo, ele foi perguntado o que diria ao atleta, se estivesse no mesmo grupo de whatsapp.

"Eu vou falar assim:

"Você é burro, você está na senzala, você vai sair do grupo uma semana para pensar sobre o que você fez.'"

Mandar o jogador negro "à senzala" foi algo intolerável.

Benedetti remeteu a situação à escravidão.

Vale repetir o que eram as senzalas.

Enormes alojamentos, onde os escravos viviam, entre os séculos XVI e XIX, sem a menor condição de higiene, com péssima alimentação. Verdadeiras prisões, com grades, assim que entravam, eram trancados. Dormiam em cima de palha ou no chão. Muitas vezes acorrentados.

Eram trancados e só tinham permissão para sair para trabalhar, rezar ou apanhar.

As senzalas costumavam ter em frente à porta principal, um grande tronco com uma corda, que os senhores  usavam para chicotear ou até enforcar os escravos. Eram os pelourinhos.

A rádio Energia 97 era especializada em música. Até que, em fevereiro de 1999, começou a levar ao ar às 18 horas, o 'Estádio 97".

Uma mesa redonda de futebol, com debatedores assumidamente torcedores.

Foi onde surgiu o economista Benjamin Back, que era patrocinador do programa, e assumiu seu espaço como corintiano.

O programa se consolidou, a ponto de a emissora passar a transmitir jogos. Sempre mostrando descontração, brincadeiras no ar.

Fábio Benedetti é um chef de cozinha que foi participar de um quadro no programa e acabou se integrando ao Estádio 97.

Torcedor assumido do Santos.

Benedetti ficou sem ambiente com companheiros na rádio. Seria boicotado no Santos

Benedetti ficou sem ambiente com companheiros na rádio. Seria boicotado no Santos

Reprodução Instagram

Sua ofensa a Marinho repercutiu imediatamente na quinta-feira.

Milhares de mensagens nas redes sociais.

Telefonemas para a rádio pedindo a saída do radialista.

E, na sexta, o jogador deu sua resposta.

Mostrou a própria filha Alicia.

Extremamente ofendido, chorou nas redes sociais.

Mas mostrou o quanto tem orgulho de ser negro.

"É de sentir na pele. Toda vez eu defendo a bandeira. Quando se passa na pele, se sofre. Estou com a roupa do clube, fui dormir sete da manhã, acordei às 9h. Todos os funcionários sabem do tratamento em dois períodos para ter jogado. E numa atitude infantil, prejudiquei o Santos e pedi perdão pela expulsão.

"Quando acontece com a gente, a gente sente mais. E eu brigo toda hora. Por isso brigo pela causa, porque quando passamos na pele é horrível. E não podemos deixar isso passar. Eu sei quem eu sou, sei o valor que tenho. E aí, eu fico pensando, porque antigamente eu não tinha voz ativa, aí passavam despercebidas todas essas coisas. E a justiça não pune esses caras preconceituosos, vermes. Mas Deus perdoa, cara. Fica em paz", e chorou muito.

Ainda colocaria outra mensagem no Instagram.

"O momento não é dos melhores! Essa foto mostra e minha filha Alicia negra como EU, cabelo black ou trança, nada esconde quem somos, ser humano igual a qualquer outro, e ontem um rapaz aí após minha expulsão, acabou falando pra eu voltar pra senzala!

"Mandar amigos me chamar não prova pra mim que você é diferente, eu te perdoo e perdoei por mensagem no insta , porém o tom de deboche ao falar que eu tinha que ir pra senzala não pegou bem, tenho orgulho da minha cor, orgulho de onde vim, você é pai e ensine teus filhos a ser diferente de você em pensamento!

"Quero que você se retrate e que isso não se repita nunca mais, nem comigo nem com ninguém! Eu luto pela causa!

"Contra preconceito e qualquer outro tipo de descriminação seja ela racial ou não!
Quer me julgar por atitude em campo?ok!

"Errei e estou aqui pra assumir, esse é apenas um desabafo de alguém que passou a noite toda chorando por um erro!

"Mas não significa que até minha Cor venha ser colocada em assunto! Sou preto e orgulhoso de quem sou! Ensinando minha filha como se deve andar e mostrar que é orgulho e não vergonha ser PRETO."

Marinho e a filha Alicia. O orgulho de serem negros. Resposta certeira

Marinho e a filha Alicia. O orgulho de serem negros. Resposta certeira

Reprodução Instagram @marinhoofficial

Benedetti tentou se defender, pediu desculpas ao jogador nas redes sociais.

Mas sua ofensa foi pesada demais.

Logo na sexta-feira, ele foi afastado da rádio. 

Hilton Malta, o Sombra, filho do dono da estação, foi claro com ele. Sua frase racista atingiu em cheio não só Marinho como a rádio e o programa Estádio 97.

Ficou claro que não teria mais acesso ao microfone da emissora.

Seus companheiros ficaram chocados e extremamente desconfortáveis com a atitude.

Benedetti não tinha mais ambiente para seguir.

Foi demitido oficialmente, como o blog antecipou, ontem.

O Santos Futebol Clube também estuda uma punição a Benedetti.

Não permitir sua entrada para trabalhar na Vila Belmiro.

Os jogadores não aceitariam mais falar com a rádio Energia se ele continuasse.

Mas seguem firme apoiando Marinho.

Se Benedetti for para outra rádio, não darão entrevistas a ele.

Marinho é um dos jogadores mais queridos no Santos. Time ficou revoltado

Marinho é um dos jogadores mais queridos no Santos. Time ficou revoltado

Ivan Storti/Santos

O boicote do Santos faria o assunto perdurar.

Poderia se espalhar contra a rádio.

E Benedetti foi sumariamente demitido.

Atitudes racistas não serão toleradas.

O mundo, felizmente, mudou...

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Tatuagens de Neymar e Deyverson chamam atenção entre boleiros

Últimas