Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Com dívida bilionária, Corinthians quer quatro reforços. Matías Rojas, Michael, Cuellar e Yan Couto. Milagre? Não. Eleição no fim do ano

Vanderlei Luxemburgo sabe que o Corinthians será reforçado no segundo semestre. Por conta do medo do grupo de Duilio e Andrés de perder a eleição. Jogadores importantes podem chegar. Apesar da dívida bilionária do estádio

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Matías Rojas é um meia habilidoso, canhoto, versátil. Paraguaio se empolgou com proposta do Corinthians
Matías Rojas é um meia habilidoso, canhoto, versátil. Paraguaio se empolgou com proposta do Corinthians Matías Rojas é um meia habilidoso, canhoto, versátil. Paraguaio se empolgou com proposta do Corinthians

São Paulo, Brasil

Vanderlei Luxemburgo é muito esperto.

E nas duas longas conversas que teve com Duilio Monteiro Alves, antes de ser anunciado como técnico do Corinthians, no dia 1º de maio, teve a promessa do dirigente.

Se ele conseguisse suportar a pressão, de maio e junho, em julho não teria do que se arrepender.

Publicidade

Pelo contrário. 

Ganharia reforços importantíssimos para o segundo semestre, tendo como meta classificar o Corinthians para a Libertadores de 2024, com chances de brigar pelo Brasileiro.

Publicidade

De onde vinha essa certeza, já que o Corinthians segue com dívida bilionária por conta do estádio?

Da necessidade do grupo que comanda o clube, desde 2007, de seguir no poder. Já que, no fim do ano, haverá eleições no Parque São Jorge.

Publicidade

Com o aval do mentor de Duilio, Andrés Sanchez, o Corinthians irá às compras.

Relembrando que o empréstimo de R$ 400 milhões, por acordo feito com a Caixa Econômica Federal, em 2013, só será pago em 2041! Com as parcelas anuais começando a ser descontadas em 2025! Os juros já fazem com que o montante passe de R$ 1 bilhão.

A dívida foi renegociada por Andrés, em julho de 2022.

Por isso, a folha salarial, de cerca de R$ 21 milhões, será aumentada. Com objetivos esportivos e, principalmente, eleitorais.

Usando sua vivência, Luxemburgo está conseguindo sobreviver. Montou uma equipe absolutamente defensiva, pediu trégua às organizadas e já atravessou maio. Mesmo vencendo apenas um dos sete jogos que comandou.

Agora, está desfrutando o prometido. Escolhendo reforços para o próximo semestre, período que é fundamental para o grupo da situação, que comanda o Corinthians.

O treinador está analisando os nomes que o clube tem sugerido como possíveis.

Ele já aprovou, e quer, Matías Rojas, meia paraguaio, canhoto, 27 anos.

E que atua no Racing. Seu contrato termina em junho, e ele não renovou. Seus empresários estão fazendo leilão do atleta. O Botafogo está interessado e também fez proposta. Internacional, Vasco e São Paulo também acompanham a situação do jogador.

Mas o Corinthians oferece um tempo maior de contrato. E, de acordo com a imprensa argentina, ele está mais propenso a jogar no clube paulista.

Matías Rojas é técnico e viria para ser o substituto de Renato Augusto, quando o veterano meia não puder atuar. Ou até eventualmente atuarem juntos.

Luxemburgo está empolgado com o jogador paraguaio.

O empresário Kia Joorabchian, ex-presidente do grupo MSI, que dominou o Corinthians no início dos anos 2000, e que trouxe Vítor Pereira, oferece ao grupo de Andrés Sanchez a possibilidade de ter o lateral-direito Yan Couto, do Manchester City.

Yan é brasileiro e tem 20 anos. Está sendo emprestado pelo clube inglês para ganhar experiência. Foi comprado junto ao Coritiba por 6 milhões de euros, cerca de R$ 32 milhões, ao completar 18 anos. Acabou indo direto para o Girona, clube da Segunda Divisão da França, depois foi para o Braga, de Portugal, e voltou ao Girona.

Luxemburgo gostou do potencial do jogador, que atuou pela seleção brasileira de base. É uma negociação fácil.

Luxemburgo pediu Michael e Cuellar. Ex-jogadores do Flamengo e que atuam no Al-Hilal, da Arábia Saudita. Ele tem a informação de que ambos querem sair do Oriente e voltar para o Brasil.

O Corinthians está tentando a dupla por empréstimo.

Não é uma negociação fácil.

Os atletas estão tentando ajudar, insistindo com os dirigentes árabes pela liberação.

Cuellar tem contrato até 2024 e Michael, até 2025.

Com esses quatro reforços, Luxemburgo acredita que fará o Corinthians muito forte.

Em relação à parte financeira, o treinador já antecipou a liberação de Du Queiroz, Balbuena e Junior Moraes. Mas outros jogadores que não conseguem render como se esperava, como Romero, Rafael Ramos e Maycon, podem sair.

• Compartilhe esta notícia no WhatsApp

• Compartilhe esta notícia no Telegram

"O Corinthians vai ficar cada vez mais forte. Está no caminho certo e vai brigar por vaga na Libertadores", prometeu, após a primeira vitória, diante do Fluminense, no domingo, em Itaquera.

Ele sabe que contratações serão feitas.

Luxemburgo precisa sobreviver.

E não será tão fácil.

Amanhã o clube já terá pela frente um jogo de "vida ou morte" contra o Atlético Mineiro, precisando vencer por três gols de diferença, em Itaquera, já que perdeu a primeira partida das oitavas da Copa do Brasil, no Mineirão.

Uma semana depois, no dia 7 de junho, outra partida de "vida ou morte". Contra o Independiente del Valle. Uma derrota e adeus à Libertadores.

Ou seja, para desfrutar o Corinthians forte, que projeta, primeiro Luxemburgo terá de escapar de eliminações que podem sabotar seu milésimo "projeto" na carreira.

Não será fácil...

Contratação de Luxa é mais um entre diversos erros de Duílio no Corinthians

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.