Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Cássio vai embora. Corinthians quer perdão de dívida com o goleiro e com seu empresário: R$ 15 milhões. Contrato com Cruzeiro é de três anos

O goleiro não voltou atrás. Falou diretamente para o presidente Augusto Melo. ‘Chegou a hora de sair. Para o bem do Corinthians’, disse o jogador ao dirigente. Melo quer o perdão das dívidas e também uma quantia do Cruzeiro. O acerto pode ser fechado hoje

Cosme Rímoli|Cosme RímoliOpens in new window

Corinthians deve a Cássio e a seu empresário. Quer perdão das dívidas. Cruzeiro já tem apalavrado contrato de três anos

“Chegou a hora de sair.

“Para o bem do Corinthians.”

Cássio foi direto com o presidente Augusto Melo.

Deixou claro que não quer seguir no clube.

Publicidade

O dirigente já havia conversado com seus aliados e entendido que, além da vontade do jogador, o clima ficaria insuportável para Carlos Miguel, novo titular.

A pressão da imprensa e da torcida, diante da imensa sombra de Cássio tornaria pesado demais o dia-a-dia no Parque São Jorge.

Publicidade

Diante da postura de Cássio, o Corinthians também decidiu pela saída, sete meses antes do final do seu contrato.

Só que a direção quer dinheiro.

Publicidade

O clube deve R$ 5 milhões ao goleiro em direito de imagem.

Quer a liberação da dívida.

E mais: se livrar dos R$ 10 milhões que deve para o empresário do jogador: Carlos Leite.

Além de, a princípio, mais R$ 10 milhões do Cruzeiro.

Ou seja, uma transação envolvendo R$ 25 milhões.

Quantia excelente para um goleiro de 36 anos no futebol brasileiro.

Mas desde que ele não fosse um dos maiores ídolos da história do Corinthians.

Cássio também deixou claro à direção o quanto sua família e ele estão desgastados com ameaças de morte, críticas, pressão de jornalistas e torcedores.

Estão sedentos para um novo ambiente.

E sair de São Paulo, morar em Belo Horizonte, ficou o caminho ideal.

O ex-executivo do Palmeiras, Alexandre Mattos, encaminhou a transação, diretamente com Leite.

As organizadas, que seguem muito ligadas à direção corintiana, acompanham toda a transação.

E deram seu aval para que o goleiro vá embora.

Mas prometem uma enorme homenagem a Cássio.

Reconhecem a sua responsabilidade na conquista da Libertadores e do Mundial.

Foram 12 anos de Corinthians.

O clima é de despedida no Parque São Jorge.

António Oliveira já ouviu de Cássio o adeus.

E vários companheiros de time também sabem desde a semana passada a decisão do jogador.

A negociação nunca esteve tão perto de ser fechada.

A direção corintiana ouviu e aceita a vontade de ir embora.

Só quer dinheiro pelo excepcional goleiro que está abrindo mão.

Cássio e o empresário sabem que essa quantia poderá ser recuperada na Toca da Raposa.




Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.