Calçade na Fox. Mauro Naves na ESPN. Começou a seleção natural

Com a Disney dona da Fox e da ESPN, haverá uma fusão, e seleção dos profissionais, até o final de 2021. Em 2022, a Fox Sports será vendida 

Paulo Calçade na Fox Sports. Começou a fusão forçada da ESPN e Fox Sports

Paulo Calçade na Fox Sports. Começou a fusão forçada da ESPN e Fox Sports

Reprodução Fox Sports

São Paulo, Brasil

Com grande alívio e entrosamento, começou a fusão dos profissionais da Fox Sports e da ESPN/Brasil.

Mesmo com profunda diferença de filosofias.

O comentarista Paulo Calçade foi a atração no programa "A Última Palavra", neste domingo.

Ao lado de Edmundo, Zinho, Mauro Naves e Nivaldo Prieto, o comentarista fez sua estreia na Fox Sports.

O colunista Flávio Ricco, novo parceiro do R7, antecipa que Mauro Naves fará o caminho inverso.

Participará do Futebol na Veia, da ESPN/Brasil.

A Disney, que já era dona da ESPN no mundo, comprou a Fox. E os dois canais da Fox Sports no Brasil passaram a ser do seu domínio.

Houve a tentativa de venda.

Só que não houve interessados.

O Cade, Conselho Administrativo de Defesa Econômica, autorizou que haja a fusão entre os profissionais das emissoras.

Com a garantia que a Disney só poderá vender a Fox Sports em janeiro de 2022. E também só a partir desta data terá a liberação para vender competições compradas pela Fox Sports a outras emissoras.

Benjamin Back. Não participará de programas 'sérios' da ESPN

Benjamin Back. Não participará de programas 'sérios' da ESPN

Reprodução Fox

Os profissionais também deverão ser mantidos até lá.

Na verdade, de forma discreta, haverá uma seleção.

Com os de melhor desempenho se encaixando na ESPN/Brasil.

Os profissionais da ESPN/Brasil também deverão se empenhar para ter seus contratos renovados.

Mas neste primeiro momento, houve alívio na Fox Sports e plena aceitação na ESPN/Brasil.

Já está decidido que não haverá restrição.

Benjamin Back participará da programação da troca.

Assim como Mauro Cesar Pereira.

Só que haverá critérios.

Para evitar conflitos.

Por exemplo, que Back vá a um programa sério, sem espaço para descontração na ESPN.

Mauro Cezar. Longe das brincadeiras nos programas da Fox Sports

Mauro Cezar. Longe das brincadeiras nos programas da Fox Sports

ESPN

E que Mauro vá participar de brincadeiras, tão disseminadas, na Fox Sports.

Os narradores e comentaristas também participarão desta cinergia forçada.

Até por uma questão de sobrevivência.

No final de 2021, haverá a avaliação em relação a quais profissionais seguirão nos canais da ESPN.

Porque a Disney quer vender, de qualquer maneira, os dois canais da Fox Sports, em janeiro de 2022...

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Veja casa onde Neymar passa fim de quarentena na França com amigos