Cosme Rímoli Bressan, o 'culpado', não seguirá no Grêmio. Nem Renato o salvará

Bressan, o 'culpado', não seguirá no Grêmio. Nem Renato o salvará

O zagueiro que já foi a grande esperança de Seleção e de transação milionária, será negociado. A pressão da torcida e imprensa é infernal

gremio

O jornal  Olé deixa claro que Bressan foi o responsável pela queda do Grêmio

O jornal Olé deixa claro que Bressan foi o responsável pela queda do Grêmio

Olé

São Paulo, Brasil

Em junho de 2013, Bressan embarcou para a Itália.

Foi com seus empresário.

A missão, bem sucedida, conseguir a cidadania italiana.

Aos 20 anos era uma das grandes esperanças do Grêmio.

Considerado uma das grandes revelações do Juventude, ele foi contratado em 2013, graças a uma parceria que entre o clube de Porto Alegre e o de Caxias.

O Grêmio serviria de vitrine para uma venda milionária para a Europa.

E os milhões de euros seriam divididos entre os dois clubes.

Havia a certeza que seria até titular da Seleção Brasileira.

Logo que Bressan chegou ao Olímpico tomou o lugar de Cris.

Seus empresários se empolgaram e o levaram à Itália.

Além do passaporte italiano, para jogar como comunitário, ele despertou o interesse de Lazio, Parma e Udinese.

Só que no retorno ao Brasil começou uma sequência inexplicável de partidas irregulares. Ou era um dos melhores em campo ou dos piores. Rapidamente perdeu prestígio, frustrando qualquer negociação importante para a Europa.

Veja mais: Técnico do River descumpre ordem, admite infração e poderá receber punição pesada

Acabou emprestado para o Flamengo, em 2015. Depois de ses meses retornou ao Grêmio. Seguiu cercado da desconfiança de torcedores e jornalistas.

Sem espaço, foi emprestado ao Peñarol.

Acabou indo tão mal que foi devolvido antes do tempo.

No seu retorno forçado, encontrou Renato Gaúcho. O treinador fez um trabalho específico para recuperar sua confiança. Deu todo apoio ao jogador. Bressan atuou inclusive na final da Libertadores do ano passado.

Só que a dupla Kannemann e Geromel é a melhor do futebol brasileiro. E o zagueiro teve de se contentar com a reserva.

Neste ano, não aproveitou bem as chances que teve. Renato utilizou muito os reservas gremistas. A prioridade sempre foi a Libertadores. E com o time desentrosado, Bressan foi muito prejudicado nas derrotas.

Veja mais: Renato vê Grêmio 'roubado' e reclama do uso do VAR na semifinal

Estava outra vez por baixo, inseguro.

Foi quando chegou a semifinal da Libertadores.

E Kanemann não pôde jogar em Porto Alegre.

Renato Gaúcho escolheu Paulo Miranda para o seu lugar, não quis enfrentar a torcida e a imprensa que questionavam, criticavam Bressan.

Mas o jogador foi obrigado a entrar aos 21 minutos do segundo tempo, já que Paulo Miranfda teve caimbras nas duas pernas.

Bressan tomou amarelo sem pegar na bola. E ainda cometeu o pênalti que eliminou o Grêmio da Libertadores. Não bastasse isso, foi expulso, prejudicando ainda mais a equipe.

Toda a imprensa crucificou o jogador.

Veja mais: Renato Portaluppi classifica como 'inaceitável' ausência do VAR em primeiro gol do River

O diário argentino Olé o classificou como o 'culpado de tudo'.

Renato Gaúcho percebeu que não tinha como tirar o foco de Bressan.

Ainda mais com o time precisando resgatar as vitórias no Campeonato Brasileiro.

Porque o clube tem de chegar entre os primeiros para garantir a Libertadores de 2019.

E entre Bressan e futuro do clube, Renato ficou com o Grêmio.

Percebeu que não haveria paz se voltasse a relacionar Bressan.

O treinador decidiu anunciar publicamente que ele estará fora dos próximos jogos.

Veja mais: Marcelo Grohe relata decepção no vestiário na eliminação do Grêmio

Só faltam sete rodadas para a acabar o Brasileiro.

As redes sociais mostram todo o ódio de parte da torcida gremista em relação a Bressan.

A direção do Grêmio já percebeu que não há como ele seguir no clube.

Ele será negociado.

O jogador, que se desesperou com a marcação do pênalti, e com a expulsão, se mostra arrasado, de acordo com jornalistas gaúchos. Depressivo.

Aos 25 anos, ele vive o pior momento da carreira.

O jogador sabe.

Bressan. Do céu, em 2017, ao inferno, em 2018. Não ficará no Grêmio

Bressan. Do céu, em 2017, ao inferno, em 2018. Não ficará no Grêmio

Grêmio

Será lembrado pelo resto da vida.

Como o grande responsável pela frustração de ontem.

Da derrota que tirou o Grêmio da final da Libertadores de 2018.

Sua vida virou de cabeça para baixo.

Veja mais: Geromel sai abatido após queda do Grêmio na Libertadores

E desta vez, nem Renato Gaúcho conseguirá protegê-lo.

Sua trajetória no Olímpico está perto do fim.

Em 2019 vestirá outra camisa.

E ele sabe disso...

Os melhores memes da eliminação do Grêmio na Libertadores