Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Brasil não terá seu melhor árbitro na Copa. Peru derrubou Daronco. Wilton Sampaio e Claus serão os juízes no Catar

A Federação Peruana entrou em guerra na Fifa contra Daronco por causa do jogo contra o Uruguai. Ele confiou no VAR em um lance decisivo. Virou inimigo número 1 em Lima. Resultado: perdeu o Mundial do Catar

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli


Anderson Daronco. Melhor árbitro brasileiro. Não vai à Copa por pressão da Federação Peruana
Anderson Daronco. Melhor árbitro brasileiro. Não vai à Copa por pressão da Federação Peruana

São Paulo, Brasil

A manhã desta quinta-feira (19) gelada em quase todo o país começou com uma triste constatação para a arbitragem nacional.

Justo na primeira vez em que o país terá dois árbitros na Copa do Mundo, desde 1950, o melhor juiz brasileiro não estará no Mundial: Anderson Daronco, da Federação Gaúcha de Futebol.

Daronco tem enorme prestígio na Comissão de Arbitragem da Fifa, nas principais federações, nos grandes clubes brasileiros. E até na Conmebol.

Publicidade

O grande adversário que o venceu foi a Federação Peruana de Futebol.

O presidente da FPF, Agustín Lozano, fez denúncia formal contra Daronco. Insistiu na anulação da partida contra o Uruguai, em Montevidéu, que o Peru perdeu por 1 a 0. 

Publicidade

Anderson Daronco virou "inimigo número 1" dos peruanos por conta de um lance. Aos 46 minutos do segundo tempo, os uruguaios venciam por 1 a 0 o confronto na noite de 24 de março. Até que o lateral Trauco tenta cruzar a bola da intermediária. Erra, e ela vai em direção ao gol. O goleiro Sergio Rochet estava adiantado. E teve de correr para trás para segurar a bola. Ele fica completamente dentro do gol. E há sérias dúvidas se a bola ultrapassa a linha.

O time peruano ficou revoltado, exigindo que pelo menos Daronco conferisse no VAR se a bola tinha ou não entrado. Só que o juiz brasileiro não foi. Porque teve a confirmação no áudio de que não fora gol.

Publicidade

E o Uruguai ganhou o jogo por 1 a 0. O empate teria grande impacto na penúltima rodada das Eliminatórias. Pressionaria os uruguaios no jogo contra os chilenos, vencido com facilidade. Os peruanos derrotaram os paraguaios. E terão de jogar a repescagem para ir ao Mundial. Enfrentarão o vencedor de Austrália e Emirados Árabes.

Este lance tirou Daronco da Copa do Mundo do Catar. Ganhou o ódio de todo um país
Este lance tirou Daronco da Copa do Mundo do Catar. Ganhou o ódio de todo um país

A pressão dos peruanos foi enorme desde o fim do jogo contra o Uruguai. A Fifa resolveu divulgar o áudio do VAR que detalha o lance.

Daronco: "Bola na área".

Assistente: "Tudo legal".

Daronco: "Calma! Checa isso aí".

Assistente: "Gol".

VAR: "Mais, mais, está em jogo ainda. Checado. Não entrou".

Daronco: "Não entrou?".

VAR: "Não".

Assistente: "Vai para a área".

VAR: "Temos que mandar essa imagem. Para essa imagem.

A bola não entra toda. Vamos dar um zoom. Não entra toda".

Leia também

Ou seja, Daronco teve a confirmação eletrônica de que a bola não entrou. Daí não ter paralisado o jogo. Nem sequer revisto o lance pela tevê. Confiou no VAR.

Mas, mesmo com a divulgação do áudio, a Federação Peruana não desistiu da ação contra Daronco.

Se ele tivesse ao menos ido conferir a jogada na tevê, talvez não fosse tão odiado no Peru.

Nos bastidores, ele acabou derrubado.

Messi reclamou muito de Wilton Pereira Sampaio. Mas sem a veemência da Federação Peruana
Messi reclamou muito de Wilton Pereira Sampaio. Mas sem a veemência da Federação Peruana

Wilton Pereira Sampaio, da Federação Goiana, e Raphael Claus, da Federação Paulista, serão os representantes da arbitragem brasileira.

Wilton já havia sido o juiz de vídeo do Brasil no Mundial da Rússia. E foi um dos principais responsáveis pela implantação do VAR. Claus tem a seu favor excelentes arbitragens e participação constante em jogos de Eliminatórias e Libertadores, sem criar grandes polêmicas.

Messi criticou Wilton na vitória da Argentina contra o Peru nas Eliminatórias. Mas nada que ficasse tão marcado quanto o que aconteceu em Montevidéu.

Além de Wilton e Claus, o Brasil terá cinco assistentes, bandeirinhas. Neuza Back, Bruno Boschilia, Rodrigo Figueiredo, Bruno Pires e Danilo Simon. Nenhum árbitro de vídeo.

Raphael Claus, da Federação Paulista, é o segundo árbitro brasileiro confirmado na Copa do Catar
Raphael Claus, da Federação Paulista, é o segundo árbitro brasileiro confirmado na Copa do Catar

Anderson Daronco tem 41 anos. Em 2026, terá 45. Suas chances de ir à Copa serão muito reduzidas.

Sua Copa ideal seria a do Catar.

Não vai.

Por conta da pressão da Federação Peruana.

Situação mais do que injusta...

Herói do título da Europa League é noivo de supermodelo brasileira

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.