Cosme Rímoli Autuori punido por chamar Ferj de "federação dos espertos"

Autuori punido por chamar Ferj de "federação dos espertos"

O Tribunal de Justiça da Ferj decidiu suspender o treinador por 15 dias. Por classificar a Federação como 'mamata' e 'feudo'. Autuori respondeu

  • Cosme Rímoli | Do R7

Paulo Autuori mostrou toda sua indignação, com 46 anos  de profissão

Paulo Autuori mostrou toda sua indignação, com 46 anos de profissão

Botafogo

São Paulo, Brasil

O presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte, foi multado.

Pagou caro.

R$ 10 mil e 45 dias suspenso, em 2018.

Seu pecado...

"Digo ao torcedor palmeirense: ‘Esqueçam esse Paulistinha’.

"Palmeiras é maior que um paulistinha, vai brigar por coisas grandes."

Sua revolta foi pela certeza de interferência externa que anulou um pênalti inexistente para o clube, na final do Estadual de 2018.

Sim, a Federação Paulista de Futebol pune quem critica o torneio ou a própria entidade.

O Tribunal de Justiça da própria FPF é quem analisa os casos.

Se Mauricio Galiotte teve de pagar R$ 10 mil por suas declarações, o treinador Paulo Autuori deve dar graças aos céus por trabalhar no Rio de Janeiro.

Teria de pagar pelo menos R$ 1 milhão por suas críticas à Ferj e à volta do Campeonato Carioca, em plena pandemia.

Ele desancou a Ferj.

Sua análise é devastadora.

"Ferj para mim não é a Federação do Estado do Rio de Janeiro, é a federação dos espertos do Rio de Janeiro."

"Não têm parâmetro nenhum, vivem aqui nessa coisinha de futebol do Rio, no campeonato sem público."

"Só dá público nas semifinais e finais de turno."

"Eu conheci três presidentes de federação, que foram Otávio Pinto Guimarães, depois passou o Eduardo Viana e agora o Rubens Lopes."

"E eu não vejo qualquer tipo de evolução."

"É uma federação que não tem ideias."

"O que eu acho é que é uma grande mamata ali."

"Um feudo."

Botafogo: três meses parado. Obrigado a jogar domingo às 11 horas

Botafogo: três meses parado. Obrigado a jogar domingo às 11 horas

Botafogo

O treinador confessou ao jornal O Globo que pediu demissão.

Ficou transtornado quando soube que o Botafogo voltará a jogar, depois de três meses parado, às 11 horas da manhã deste domingo.

"Eu pedi pra sair."

"Na quarta-feira é que decidi que não ia mais, porque me convenceram que podia prejudicar o Botafogo. Apenas senti o quão difícil poderia ser para eles e eu tive que me sacrificar para não prejudicar."

"Mas meu objetivo era não dar continuidade."

"Dizer: não quero participar disso. Isso é uma bandalheira que está acontecendo. A federação chamou os clubes pra tomar decisão deixando Botafogo e Fluminense de lado, convocando reunião na calada da noite, às escondidas. Eu acho que esse campeonato é carta marcada."

"O que te leva a marcar jogo às 11h da manhã com os times voltando de 90 dias (parados)? Eu quero colocar essa questão."

"Por que o jogo do Botafogo foi marcado para às 11h da manhã? Não pensei em sair. Eu saí mesmo. Fiquei dois dias e quarta à noite em reunião com o comitê gestor que decidi voltar."

Lopes não precisou responder. O TJD suspendeu Paulo Autuori

Lopes não precisou responder. O TJD suspendeu Paulo Autuori

Reprodução Twitter

O presidente da Ferj, Rubens Lopes, segue calado.

Como se não soubesse da mais forte dissecação da Federação Carioca já feita nos últimos anos.

Se fosse em São Paulo, Autuori já teria de preparar a conta bancária.

Não sairia ileso por tamanha ousadia...

(Não saiu.

A Ferj demorou.

Mas reagiu.

Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro decidiu suspender Autuori por 15 dias.

"O ora Suplicado acusou a Federação de Futebol deste Estado e seu Presidente de manterem competições desonestas, para favorecimento de alguns usando pejorativamente termos como “mamata” e “espertos” entre outros. Os fatos são graves e não significam mera verbalização sem consequências, mas condutas que tangenciam o liame das normas penais e civis", diz parte da liminar assumida pelo vice-presidente, em exercício, do TJD, José Jayme Santoro.

Autuori já não poderá trabalhar domingo, às 11 horas, contra a Cabofriense.

O Botafogo vai recorrer.

E o treinador não se calou.

"Sem surpresa.

"Apenas corrobora aquilo que eu pude falar. Dei voz ao que muita gente gostaria de falar e por questões óbvias não falam. Não tenho nenhuma dificuldade de ser suspenso por apenas expressei as minhas opiniões. Se olhar para o mundo e o próprio Brasil em relação ao futebol, fico perfeitamente tranquilo", disse ao globoesporte.)

Últimas