Cosme Rímoli Atuações espetaculares de Cássio o transformaram de 'dispensável' em 'intocável' em 2024. Já Renato Augusto e Giuliano podem sair

Atuações espetaculares de Cássio o transformaram de 'dispensável' em 'intocável' em 2024. Já Renato Augusto e Giuliano podem sair

Tanto Negão quanto Melo falam em reformular o elenco. Renato Augusto, Fagner, Giuliano, Cantillo, Maycon, Bruno Méndez estão sendo seriamente analisados. Já Cássio reverteu a expectativa no início de 2023. É 'intocável'

  • Cosme Rímoli | Do R7

Atuações espetaculares de Cássio calaram tanto André Negão quanto Augusto Melo. Virou intocável em 2024

Atuações espetaculares de Cássio calaram tanto André Negão quanto Augusto Melo. Virou intocável em 2024

Rodrigo Coca/Agência Corinthians

São Paulo, Brasil

Nos bastidores cada vez mais pesados da eleição presidencial no Corinthians, que acontecerá neste sábado, com o maior esquema de segurança jamais usado no Parque São Jorge.

Tanto André Oliveira, o André "Negão", candidato da situação, como Augusto Melo, da oposição, usam a lista de dispensas como um trunfo.

Fábio Santos, Gil, Renato Augusto, Cantillo, Bruno Méndez, Paulinho, Fagner, Giuliano, Rafael Ramos, Maycon...

E mesmo a sequência de Mano Menezes em 2024 é questionada.

Conselheiros dos dois lados continuam espalhando listas diferentes para jornalistas.

A unanimidade está nos nomes de Fábio Santos, Ruan Oliveira, Cantillo e Rafael Ramos.

Esse quarteto não ficará de "jeito algum".

Fábio Santos vai mesmo parar e tem chance de assumir um cargo no clube, caso Negão seja eleito.

Gil, Renato Augusto e Giuliano garantiram a Mano Menezes que não vão se aposentar em 2024 e que, se o Corinthians não os quiser, eles seguirão carreira em outro clube.

O treinador não quer abrir mão principalmente de Gil. O zagueiro, de 36 anos, cresceu muito com a chegada do técnico, melhor articulador tático do que Vanderlei Luxemburgo. Menos exposto, o zagueiro tem rendido bem demais.

Contusões e atuações inconstantes. Renato Augusto deixou de ser unanimidade no Corinthians
Contusões e atuações inconstantes. Renato Augusto deixou de ser unanimidade no Corinthians VICTOR FROES/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO - 09/11/2023

Renato Augusto tem sido utilizado de maneira mais inteligente, mais racional, com Mano respeitando as indicações de Bruno Mazziotti, chefe do Núcleo de Saúde e Performance. Só que, por ironia, suas atuações têm sido inconstantes. Ele fará 36 anos em fevereiro e acumula várias lesões, que atrapalham a sequência em campo.

Mano já foi muito mais defensor do meio-campista do que é hoje. O fato de o clube não disputar a Libertadores de 2024, no máximo a Sul-Americana, se torna um desestímulo para renovar com o jogador. Caso se confirmem sondagens do futebol americano, o Corinthians não entrará em leilão. Renato quer receber R$ 1 milhão a cada 30 dias.

A permanência de Fagner, de 34 anos, depende da renovação de contrato, ou não, de Bruno Méndez. O zagueiro, que atua muito bem como lateral-direito em um esquema de três zagueiros, tem contrato só até o dia 31 de dezembro. Aos 24 anos, ele tem uma proposta muito alta do Internacional. Mas também interessa a outros clubes da Série A. 

O Corinthians tenta a renovação desde o início da temporada, mas o uruguaio não aceita. Ele quer analisar as propostas que terá.

Fagner não tem conseguido render como em temporadas passadas. Pequenas contusões interferiram até na sua forma física, garantia de bom rendimento.

Cantillo e Rafael Ramos não ficarão.

Colombiano Cantillo já está procurando clube. Não ficará em 2024. Não conseguiu se firmar
Colombiano Cantillo já está procurando clube. Não ficará em 2024. Não conseguiu se firmar Rodrigo Coca/Agência Corinthians - 21.1.2023

O colombiano e o português não conseguem jogar em alto nível. Mano Menezes não fará o mínimo esforço para segurar o volante, que marca muito mal, e o lateral, que tem enorme dificuldade de atacar.

Os dois já sabem e buscam outras equipes.

Paulinho é um caso à parte.

A lei obriga a renovação do seu contrato, já que o volante de 35 anos teve de fazer uma cirurgia no joelho esquerdo por causa de uma lesão quando estava atuando pelo clube.

Operado há cinco meses, deverá voltar a jogar no primeiro trimestre de 2024. Seu compromisso, a princípio, deverá ser prorrogado até o meio do próximo ano. Até lá, será feita nova análise.

Depois de dois anos emprestado, Maycon quer voltar para a Europa. O Shakhtar Donetsk quer vendê-lo. Tanto Negão quanto Melo sabem que o melhor é liberá-lo. O clube ucraniano pagou 6,6 milhões de euros, R$ 35 milhões, pelo brasileiro. E não aceita novo empréstimo, já que o contrato termina no fim de 2025.

Mano Menezes não agrada tanto a André Negão quanto a Augusto Melo. Mas o atual presidente Duilio Monteiro Alves os amarrou.

Permanência de Fagner é incerta. Lateral não conseguiu render em 2023 como em anos anteriores
Permanência de Fagner é incerta. Lateral não conseguiu render em 2023 como em anos anteriores Mourão Panda / América

O técnico tem contrato até o fim de 2025. Com multa de rescisão pesada. Ele recebe R$ 800 mil por mês, e se o clube quiser dispensá-lo terá de pagar os salários que faltariam.

Negão e Melo não têm alternativa a não ser manter o treinador.

O que mudou radicalmente foi a visão de Negão e Melo em relação a Cássio.

No início do ano, os dois candidatos falavam abertamente no potencial de Carlos Miguel. Excelente goleiro de 25 anos.

Eles viam que o ciclo de Cássio, 36 anos, estaria se encerrando.

Mas o goleiro titular corintiano faz uma temporada espetacular. E tanto Negão quanto Melo mudaram radicalmente a postura em relação ao jogador.

Por uma questão de justiça, e bom senso, Cássio continuará em 2024.

Ele se firmou como o melhor goleiro do Parque São Jorge em todos os tempos.

Agora, há clubes interessados em contratar Carlos Miguel.

E o goleiro está na dúvida se continua como reserva no Corinthians ou se se arrisca em outra equipe.

Sabe, racionalmente, que não há como brigar pela posição de titular.

Essas são as principais dúvidas em relação ao elenco atual.

Tanto Negão como Melo garantem que farão contratações.

Que o time ficará muito mais forte em 2024.

Mas será reformulado.

Essas são as pendências principais.

Lembrando que o Corinthians só tem um "intocável".

Ele se chama Cássio Roberto Ramos...

Mandato sem títulos, polêmicas e rivais campeões: o melancólico fim da era Duilio no Corinthians

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas