Cosme Rímoli Atlético não permite que Elias seja o 'novo' Arrascaeta

Atlético não permite que Elias seja o 'novo' Arrascaeta

Firmeza da direção atleticana com o volante. Os dirigentes prometeram que não acontecerá na Cidade do Galo o que se passou no Cruzeiro

Arrascaeta, Atlético Mineiro, Cruzeiro, Elias, Internacional

Elias. Comportamento do volante bem diferente do uruguaio Arrascaeta

Elias. Comportamento do volante bem diferente do uruguaio Arrascaeta

Atlético Mineiro

São Paulo, Brasil

Apesar de todo o dinheiro que envolveu a saída de Arrascaeta do Cruzeiro para o Flamengo, R$ 63,7 milhões, a postura do jogador uruguaio teve reflexo imediato.

Não só na Toca da Raposa, com a indignação da direção do clube e de Mano Menezes.

Mas no rival histórico, no Atlético Mineiro.

O presidente Sérgio Sette Câmara também se incomodou com a situação.

Não pelo Cruzeiro.

Mas que virasse moda, o jogador acertar diretamente com outro clube, e mesmo com contrato vigente, se recusar a treinar ou jogar pelo clube com o qual tem compromisso.

A conselheiros, Sette Câmara prometeu que o mesmo não acontecerá no Atlético Mineiro.

E logo um dia depois da venda de Arrascaeta, o presidente teve de provar o que falou.

O dirigente se reuniu com o gerente do Internacional, Rodrigo Caetano, em Belo Horizonte.

O motivo da conversa foi Elias.

Sette Câmara já havia consultado o técnico Levir Culpi e ele pediu para que o volante de 33 anos não fosse negociado.

Ao jogador,  que tem contrato até o final de 2019, seria muito melhor ir para o Sul, ganhar luvas e assinar um compromisso por três anos.

Só que Sette Cãmara avisou a Caetano: não está interessado em vender o atleta.

Veja mais: Internacional não desiste de Elias e se reúne com o Galo em BH

Mesmo sabendo que ele poderá assinar pré-contrato com qualquer outra equipe em agosto.

E ir embora de graça no início de 2020.

O presidente deixou claro que Elias terá de manter o que assinou.

Ou o Internacional pagar a multa integral do atleta.

De acordo com jornalistas de Belo Horizonte, ela poderia chegar a R$ 25 milhões.

Inviável para um atleta de 33 anos.

Conselheiros do Atlético Mineiro sabem.

Além do desejo de Levir, há o objetivo de não reforçar um rival na Libertadores.

Elias soube da firmeza do dirigente.

E, ao contrário de Arrascaeta, vai obedecer a determinação do clube.

Cumprir seu contrato.

Veja mais: Igor Rabello é apresentado e quer ser o novo 'General' do Atlético-MG

Aliás, a postura do volante agradou tanto Sette Câmara que ele decidiu oferecer a chance de renovação de contrato, por dois anos, para Elias.

O Internacional prometeu arquitetar outra proposta.

Mas já descobriu que, ao contrário do que fez o meia uruguaio, da Cidade do Galo, só sairá quem a direção quiser negociar.

Ou então o pretendente pagará multa integral.

Ninguém abandonará os treinamentos.

Para forçar ser vendido...

Curta a página R7 Esportes no Facebook

Negócio fechado! Veja as contratações do mercado da bola

    Access log